A idiotice de alguns mergulhadores não tem limites

No último dia 23 de setembro, foi encontrado a 12m de profundidade dos recifes do santuário de Bauan, nas Filipinas, um coral com a escrita “Charlie 2018”, feita por algum mergulhador (provavelmente o idiota chama-se Charlie) que passou pelo local e resolveu deixar sua marca.

Os profissionais do mergulho trabalham duro há anos na tentativa de conservar os corais da região, e infelizmente se depararam com essa marca recentemente.

Acredita-se que isso tenha ocorrido entre 22 ou 23 de setembro e foi aberta uma investigação para tentar identificar o autor da escrita.

Em 2017 um mergulhador brasileiro deixou um sinalizador preso pelo cabo de uma spool nos corais de Bonaire. Leia a notícia aqui.

Vale lembrar que os corais levam centenas de anos para crescerem, e no caso da besta do Charlie, serão muitos outros anos para que o coral se recupere do dano causado por ele.

Clecio Mayrink
Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em apneia em 1983, no autônomo em 1986 pela CMAS e Dive Master em 1990 pela PADI. Hoje é mergulhador Técnico Trimix, Technical Cave Diver e Advanced Cave Side Mount / No Mount pela IANTD. Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008, idealizador do site Brasil Mergulho em 1998 (MTB 0081769/SP), atuando em diversas matérias e documentários no Brasil e no exterior. Também atuou como consultor para a ONU, UNESCO, além de diversos órgãos públicos no Brasil.