Acidente de mergulho em caverna na França

Entrada da caverna Font Estramar - Foto: La Vasque

No último dia 10 de junho, mergulhadores filandeses estavam mergulhando na caverna Font Estramar, ao sul da França, e passaram por apuros devido a implosão de um scooter. Leia completo abaixo o relato:

A equipe consistia em cinco mergulhadores de caverna da Finlândia, que viajaram para o sul da França, durante um feriado prolongado para mergulhar em caverna. O plano era passar duas semanas na região e mergulhar cavernas que já haviam mergulhado antes.

No dia 9 e 10 de junho de 2017, o plano era mergulhar a caverna Font Estramar, localizada em Salses-le-Château.

O primeiro dia de mergulho seria para a preparação e instalação de todos os cilindros de segurança na caverna e verificar as condições do sistema de água e linha. O segundo dia deveria ser o mergulho profundo, onde seria atingida a profundidade de 200m. A equipe consistia em 2 mergulhadores profundos, 2 mergulhadores de suporte e uma pessoa de superfície.

Na manhã do dia 09/06/2017, a profundidade máxima atingida foi de 160m para a equipe profunda e 70m para a equipe de suporte. O total de 20 cilindros de mergulho de segurança foram instalados em várias profundidades para o dia seguinte. As condições da água eram boas, visibilidade clara e temperatura de 18°C. Após o mergulho, as equipes descansaram e começaram a se preparar para o próximo dia.

No dia 10/06/2017 equipe de mergulho profundo (mergulhadores 1 e 2) começaram a imersão de aproximadamente 09:00. Durante a descida, fixaram um rebreather de backup nos 100m de profundidade. Quando chegaram ao 200m de profundidade, o mergulhador 1 ouviu um ruído alto atrás dele, quando se virou, viu que o scooter do mergulhador 2 implodiu e estava arrastando o mergulhador 2 mais fundo.

O scooter é conectado ao mergulhador através de um cabo ligado à um D-Ring no entrepernas do mergulhador.

O mergulhador 2 não estava soltando o scooter negativa e estava tentando nadar agressivamente. O mergulhador 1 nadou em direção ao mergulhador 2 para ajudar e foi capaz de cortar o cabo do scooter aos 214m de profundidade e eles pararam de descer.

O scooter implodido continuou indo para o fundo. A visibilidade ficou péssima durante o evento e os mergulhadores tiveram que procurar o cabo guia perdido. Durante a busca eles pararam em um beco sem saída. Após uma busca rápida, o mergulhador 1 encontrou o cabo guia e foi capaz de ajudar o mergulhador 2 a alcançar o cabo, contudo, o mergulhador 2 estava com habilidade reduzida.

O mergulhador 2 ficou preso no cabo guia solto. O mergulhador 1 tentou cortar os cabos e disse ao mergulhador 2 para acalmar, mas ele já sofria de um nível reduzido de consciência e logo depois inconsciente. O mergulhador 1 não podia mais ajudar seu amigo e foi obrigado a sair para se salvar.

O mergulhador 1 iniciou sua descompressão aos 130m com duração de 450min neste momento.

Os mergulhadores de segurança começaram a mergulhar 100min após o início do mergulho da equipe de fundo e ao encontrar o mergulhador 1, tomaram conhecimento sobre o acidente.

O mergulhador 1 foi escoltado para águas rasas e manteve-se sob uma vigilância durante a descompressão. A mensagem sobre o acidente foi levada e a pessoa de superfície, que fez a chamada de emergência. O departamento de polícia e de incêndio chegou antes que o mergulhador 1 estivesse chegasse a superfície os mergulhadores do departamento de bombeiros assumiram a responsabilidade do mergulhador de segurança pelo resto da descompressão.

O mergulhador 1 finalmente surgiu após 500 minutos de tempo de mergulho em boa saúde física.

A investigação do acidente já é realizada pela polícia militar francesa, a Gendarmerie.

Redação
Se você possui mais informações sobre o assunto acima, entre em contato com a nossa equipe e ajude a tornar este site ainda mais completo. Isso ajudará os mergulhadores e todos aqueles que estiverem buscando por mais informações.