Americanos mapeiam naufrágios na Carolina do Norte

Pesquisadores em um dos naufrágios - Cortesia: NOAA

Os americanos muitas vezes pensam na Segunda Guerra Mundial como sendo algo que aconteceu muito distante da América, mas na realidade, os submarinos alemães, os chamados U-boats, começaram a patrulhar a costa americana pouco depois de Pearl Harbor, onde chegaram a afundar mais de 80 navios só no ano de 1942, na costa da Carolina do Norte, chegando a tirar a vida de mais 1.600 homens.

Um dos naufrágios foi o cargueiro SS Bluefields, afundado pelo submarino alemão U-576 no ataque ao Comboio KS-520 a cerca de 30 milhas de Cape Hatteras, Carolina do Norte, em julho de 1942. O comboio e sua escolta militar lutaram para não afundarem, e hoje encontram-se a mais de 200m de profundidade e a menos de 250metros uns dos outros.

No verão passado, cientistas e pesquisadores da NOAA, de alguns parques marinhos americanos e de outros países, embarcaram pela primeira vez em uma grande pesquisa dos restos desses navios, cujo objetivo era realizar uma avaliação mais abrangente dos naufrágios, usando tecnologias avançadas para contar a história dos campos de batalha na costa americana.

Os estudos revelaram informações inéditas, além de criarem um modelo fotogramétrico e permitirem a recuperação de artefatos que ajudarão nas pesquisas sobre futuros impactos humanos no oceano.

Os submarinos de pesquisa Nemo e Nomad permitiram aos membros da expedição um primeiro olhar sobre os restos do submarino alemão U-576, e muito em breve, o projeto deverá incluir uma varredura completa à laser no submarino U-576 e Bluefields, que deverá produzir modelos 3D com precisão de milímetros.

Redação
Se você possui mais informações sobre o assunto acima, entre em contato com a nossa equipe e ajude a tornar este site ainda mais completo. Isso ajudará os mergulhadores e todos aqueles que estiverem buscando por mais informações.