Ataque de tubarões em Recife: Um causa natural ou artificial ?

Ontem assistindo à TV, acabei vendo mais uma notícia sobre um ataque de tubarão em Recife-PE, onde um surfista ficou gravemente ferido.

Pois bem, apesar de não ser muito fã deles, acredito em uma hipótese que alguns biólogos me contaram, onde  esses ataques de tubarões, de certa forma, teriam haver com a própria ação do homem.

Recife, é uma cidade localizada no nordeste brasileiro, com águas quentes e com vida marinha abundante e variada. A praia principal, Boa Viagem, possui arrecifes que correm em paralelo à praia por alguns quilômetros.

Segundo alguns biólogos e oceanógrafos, o principal vilão dos ataques seria um quebra-mar construído na entrada do porto de Recife, afim de, facilitar a entrada dos navios e embarcações na área.

Você deve estar se questionando agora: um quebra-mar ?

Isso mesmo, pois com a construção deste quebra-mar, que por sinal, está em paralelo ao litoral, ele estaria desviando as águas do Rio Capibaribe para os lados, onde parte de suas águas estaria indo em direção à praia de Boa Viagem e para Olinda.

Com isso, todos os nutrientes deste rio que antes iam diretamente para o alto mar, estariam sendo desviados para esses pontos, fazendo com que os animais que se alimentavam desse nutrientes em alto mar, cheguem mais próximo das praias da região, e consequentemente, os tubarões também tiveram que chegar mais próximo para se alimentam.

Foram vistos logo após os arrecifes, diversos acasalamentos dos tubarões, e devido à grande quantidade de nutrientes, existe à tendência que eles permaneçam por ali.

Um fato confirmado, é que nos mergulhos realizados nos naufrágios da região (que não estão tão próximos às praias), não se esbarra com os tubarões, e é realmente raro encontrar com eles durante os mergulhos, indicando assim, que esses animais realmente estariam próximos às praias.

Se realmente esta hipótese for verdadeira, concluímos que mais uma vez o homem alterou a cadeia alimentar dos animais e agora sofre as consequencias e as pessoas ainda se perguntam, “Porque os tubarões estão atacando na praia”.

Clecio Mayrink
Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em 1987 pela CMAS e realizou Dive Master em 1990 pela PADI. Hoje é mergulhador Técnico Trimix (Mergulho Profundo) e de cavernas (Technical Cave Diver e Advanced Cave Side Mount / No Mount). É juiz internacional de apneia pela AIDA e foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008. Produziu documentários sobre as Bahamas, Bonaire, Galápagos e Laje de Santos, visitando mais de 30 países. Foi o idealizador do site Brasil Mergulho criado em 1998 (MTB 0081769/SP), atuou como consultor para a ONU, UNESCO, além de diversos órgãos públicos no Brasil.