Bagé

Nome Anterior: Sierra Nevada

Data: 31/07/1943

GPS:

Localização: 30 milhas da costa ao sul de Aracaju

Profundidade (m):

Visibilidade (m):

Motivo: Torpedeado

Estado

Carga: Passageiros, borracha, couros, fibras, castanha, algodão e outros

Tipo: Cargueiro à vapor

Nacionalidade: Brasil

Dimensões (m): 133.85 / 17.7 / 10.69

Deslocamento (t): 4969 / 8235

Armador: Lloyd Brasileiro

Estaleiro

Propulsão: Movido à vapor

Fabricação: 1912

Notas:

O navio misto do Lloyd Brasileiro foi torpedeado às 21 horas do dia 31 de julho enquanto navegava na costa sergipana, com destino ao Rio de Janeiro. Antes da guerra fazia tráfego entre Santos a Hamburgo. Com a supressão dessa linha passou a fazer a da costa. A última viagem feita pelo “Bagé” à Europa, Lisboa, teve como objetivo conduzir os diplomatas do “eixo” que deixavam o país para serem trocados pelos brasileiros.

Notícia publicada no Jornal Folha da Manhã:

Atingido por um único torpedo

RIO, 7 – URGENTE – O navio do Lloyd Brasileiro “Bagé”, cujo torpedeamento por um submarino nazista se divulgou hoje, foi atacado e atingido por um único torpedo à altura de Rio Real, distante trinta milhas da costa sergipana às 21 horas presumivelmente. Segundo as declarações telegráficas a tribulação se compunha de 108 homens e levava 30 passageiros. O comandante Arthur Guimarães continua desaparecido presumindo-se tenha ficado preso dentro da cabine do rádio-telegrafista quando alí foi determinar irradiação de um supremo SOS.

Passageiros salvos

RIO, 7 – URGENTE – É a seguinte a lista de passageiros do Bagé recolhidos segundo a informação do Loide Brasileiro: Tenente Arthur Paulo dos Santos, Amalia Santos, um menor de quatro anos, Anilde Santos, Maria Celeste Fernandes, Arthur Martins, Sebastião Costa Lyra, Ermelindo Passos Vianna, Arnaldo Lima e Silva, Antonio Ferreira Silva, Julio Fernandes Gomes Filho, Geraldo Seabra Mello, Januário Silva, João Joaquim Sant’Anna, Thomaz Aquino Santos.

Os tripulantes recolhidos

RIO, 7 – De acordo com as informações até agora recebidas pelo Loide Brasileiro, foram recolhidos os seguintes tripulantes: Samuel Borges, Edmar de Andrade, Gilberto da Costa Freitas, José Dias de Azevedo, Alidou Diegoli, Nilton Bartholomeu Basilio, Luiz Augusto de Oliveira Lima, Martiniano Antonio da Silva, João Galdino de Mello, Agricio Miranda de Araujo, João Victoriano dos Santos, Domingos Fortes do Nascimento, Avenlies Dantas de Araujo, Jayme José dos Santos, Antonio Oseas dos Santos, Pedro Gonçalves da Silva, Manoel Estevão de Sousa, Antonio Gouvea Leal, Florencio Conceição, Honorato Aloisio de Almeida, João Pereira da Silva, Carlos Silveira do Monte, Lafayette Salvador Jesus Passos, Napoleão Paulino dos Santos, Amaro José de Sant’Anna, Amaro da Costa Lima, Miguel Arcanjo de Albuquerque, Joaquim Lopes de Araujo, Gilberto Prado de Sant’Anna, Luiz Adelino, Nicolau Lourenço Valle, Leonidas da Silva Santos, Celestino dos Santos, Sebastião Ayres Bulhões, Luis de Vasconcellos, Francisco Lopez, Gumercindo da Silva, Joaquim Oliveira Pessoa, Nahu de Queiroz Portal, Domingos Gonçalves Marron, Roldão Oliveira Moreira Estevão, Victor da Silva, Quintinho Aniceto do Carmo, José Luiz dos Santos, Octacilo Manoel da Silva, João de Sousa Braga , Anselmo Silvino Maia, José Fernandes Pinto, Juvencio Alves, Domingos Grego, Antonio Cabral, José Florencio Bandeira, José Pereira Noronha, Acacio da Rocha, João Rodrigues Silva, José Miguel dos Santos.

Mais tripulantes salvos

RIO, 7 – De acordo com o que informam os telegramas de Agência Nacional conseguiram se salvar mais os seguintes tripulantes: Francisco Ferreira Porto, Francisco Pereira dos Santos (Cabo Foguista), João Pedro de Lima (Cabo Foguista), Carlos José de Carvalho (Carvoeiro), Cecilio Soares de Mendonça (Carvoeiro), José Antonio da Silva (Carvoeiro), Fortunato da Silva (Carvoeiro).

Possível Localização

Um funcionário de uma empresa estava realizando uma sondagem submarina para a Petrobras, e detectou a presença de um naufrágio com as características do Bagé, na área onde o Bagé teria naufragado. O naufrágio encontra-se na batimetria dos 2.000m.

Imagens:

Redação
Se você possui mais informações sobre o assunto acima, entre em contato com a nossa equipe e ajude a tornar este site ainda mais completo. Isso ajudará os mergulhadores e todos aqueles que estiverem buscando por mais informações.