Balsemão

Foto: Carlos Henrique Loyo

Data: Entre 1815 e 1816

GPS

Localização: Recife

Profundidade (m):

Visibilidade (m):

Motivo: Incêndio

Estado: Desmantelado

Carga

Tipo: Galera

Nacionalidade

Dimensões (m):

Deslocamento (t):

Armador:

Estaleiro:

Propulsão:

Fabricação:

Notas:

Encontrava-se fundeada no Lamarão e pronta para astear vela, a galera Balsemão. Completamente carregada, achando-se em terra o capitão Estevão José Alves, o piloto Pedro de Tal, e o cirurgião Franco, todos três maçons, ainda que só o capitão era membro de uma loja de Pernambuco.

Independente da perda dos carregadores, não só os oficiais do navio como a tripulação, perderam tudo que possuíam por aquele inesperado incêndio.

A loja Restauração a que pertencia o capitão, de acordo com a loja Patriotismo, promoveram imediatamente uma subscrição dentro e fora dos seus templos, colocando-se cada uma delas a cabeça da lista com soma de quatrocentos mil reis. Quarenta e oito horas depois haviam juntado 8 à 10 contos de reis (moeda forte), e os três irmãos e sua tripulação foram indenizados de suas perdas.

Fonte: A Maçonaria em Pernambuco – Dezembro de 1910

Redação
Se você possui mais informações sobre o assunto acima, entre em contato com a nossa equipe e ajude a tornar este site ainda mais completo. Isso ajudará os mergulhadores e todos aqueles que estiverem buscando por mais informações.