Cabo Frio

Foto: Clécio Mayrink

Distante 170Km da cidade do Rio de Janeiro, a viagem até Cabo Frio dura em média 1:40h apenas.

Assim como Arraial do Cabo e Búzios, essa região possui diversas praias com águas extremamente claras e de fauna marinha variada.

São diversas opções de mergulho atendendo a todos os tipos de especialidades, sendo possível, mergulhar saindo de praia, como é o caso do mergulho nas proximidades do Forte na Praia do Forte e na Praia das Conchas.

Pontos de Mergulho

Ilha Comprida – Sendo a maior ilha de Cabo Frio depois da Ilha de Papagaios, é a mais visitada da região oferecendo excelentes abrigos para os ventos de todos os quadrantes predominantes da região. As tartarugas e arraias prego são bastante comuns, principalmente nos mergulhos noturnos.

Lado de Dentro (Canal de Papagaios) – Extensa faixa de areia fina em todo o lado de dentro, com profundidade de 10m na divisão entre a areia e as pedras; pequenas tocas e corais; não raro podemos observar grandes arraias em descanso e também, pequenos tubarões-lixa. Próximo à ponta sul existe uma grande formação rochosa que se estende por uma área aproximada de 50M2 que é o melhor “point” de moréias de toda a região.

A esquerda, em frente a uma divisão na formação rochosa na superfície da ilha, quase plana, onde pode-se ver o interior do saco sul, muitas “Coquille de Saint Jacques” são encontradas. Destaque para os noturnos, sendo um excelente ponto para Foto-sub. Profundidade: 8 aos 16m.

Saco Sul – Esta enseada completamente abrigada dos ventos nordeste e leste, apresenta uma faixa de areia em seu centro com 150m de largura e 18m de profundidade em sua parte mais funda, e 3m aos 8m de profundidade na sua parte mais rasa, onde temos a opção de mergulhos rasos em um verdadeiro aquário de água salgada, com grandes formações rochosas na parte mais funda.

São visto arraias, tartarugas, lagostas, nudibrânquios e peixes de toca. Destaque para os noturnos com a obrigatória presença dos peixes trombetas. É possível o acesso a uma pequena praia de areia muito branca. Profundidade: 8 aos 18m.

Ponta Sul – Bom mergulho em área pouco visitada, com correnteza moderada, pode ser considerado um bom drift- dive, com a presença constante de peixes de passagem. Destaque para sua pequena enseada com inúmeros badejos de areia. Profundidade: 12 aos 24m.

Face Norte – Esta enseada com formação rochosa em forma de mesa que cobre uma área aproximada de 40M2 possui profundidades entre 4 a 6m. A esquerda, próximo a passagem para a laje da alagada, existem algumas tocas e forte incidência de peixes de passagem, como barracudas. A profundidade gira em torno dos 17m, sendo um ótimo local para o mergulho noturno. Profundidade: 12 aos 19m.

Ilha do Breu – A mais distante das ilhas de Cabo Frio oferecendo boa média de visibilidade. O noturno nesta ilha é uma explosão de vida proporcionando excelentes oportunidades para foto-sub.

Ponta Nordeste – Excelente mergulho, com muita vida marinha e fundo rico em formações rochosas, com pequenas grutas e pequenas paredes. Intensa força de mar. Destaque para as tartarugas. Profundidade: 12 aos 24m.

Ponta Sudoeste – Características muito semelhantes as da ponta oposta. Profundidade: 12 aos 27m

Lado de Fora (Sul) – Grande possibilidade de encontros com peixes de passagem, inclusive de grande porte. Destaque para o paredão. Profundidade: 21 aos 40m.

Ilhas das Emerências – Estas ilhas, bastante próximas da costa, raramente oferecem águas claras e geralmente tem o mar bastante mexido, sendo que em raras oportunidades de mar tranquilo e claro, oferecendo mergulhos com interessantes formações rochosas e intensa presença de peixes de passagem. Profundidade: 9 aos 17m.

Ilha Dois Irmãos – Mergulho pouco frequente devido à ausência de abrigo para fundeio. O mergulho só é possível em dias de mar muito calmo ou com a embarcação seguindo os mergulhadores. Por ser uma ilha pouco visitada, oferece uma fauna rica e curiosa. Destaque para a possibilidade de Drift Dive.

Face Oeste – Fundo menos castigado pela força do mar apresentando intensa vida marinha e constante correnteza, um verdadeiro drift dive. Encontros com lagosta e moréias são bastante frequentes. Profundidade: 12 aos 24m.

Face Leste – Fundo castigado pela força do mar tendo como característica uma laje que se estende, por vários metros, em direção a Ilha Redonda. Destaque para os grandes cardumes de peixes de passagem. Profundidade: 12 aos 24m.

Fenda – Ponto bastante interessante, com formações criadas pela grande força de mar incidente nessa área. Presença constante de correnteza. Destaque para os grandes peixes de passagem. Profundidade: 8 aos 16m.

Ilha dos Capões – Esta ilha de pequeno porte oferece mergulhos mais profundos, apresentando uma excelente opção para mergulhadores mais experientes, onde são vistas grandes tocas, pontas de laje e fauna rica.

A junção entre o fundo de areia e as rochas estão a uma profundidade de 18 a 24m. A presença de peixes de passagem nas suas pontas é grande, sobretudo na ponta Norte, onde cardumes de olhetes e até barracudas solitárias são facilmente vistos, além de polvos e lagostas. Deve-se tomar cuidado com a correnteza.

Ilha dos Papagaios – Ilha mais próxima, com pelo menos seis opções distintas de mergulho, com destaque para as três enseadas na face oeste, que propiciam operações com excelente abrigo aos ventos predominantes da região. Por todos esses motivos é o ponto mais visitado da região, apresentando uma fauna variada e rica. Em alguns pontos, a profundidade varia entre 18 aos 40m ao largo de Papagaios, com razoável abrigo ao vento Leste, e com fundo de areia e lodo. 

Primeira segunda e terceira enseadas – Ideal para iniciantes e aulas de mar, pois oferece sempre mar calmo e poucas profundidades. Estes três pontos de mergulho foram agrupados devido à sua proximidade e características bastante similares. O destaque fica para o ponto que divide a segunda e a terceira enseada. Neste pequeno cabo, encontramos uma formação rochosa que vai até 21m, onde na área mais rasa, apresentam belas entradas pequenas grutas.

Na terceira enseada encontramos algumas manilhas colocadas no fundo, uma tentativa de criar um recife artificial, que até obteve um sucesso parcial sendo comum encontrar mangangás e badejos em seu interior. Profundidade: 12 aos 21m.

Ponta oeste / Terceira enseada – É considerado o melhor mergulho de Papagaios. Iniciando por esta face da ilha, pode-se alcançar até os 21m e nadar em direção a terceira enseada, onde encontramos profundidades entre 3 e 6m.

Normalmente são vistos peixes de médio porte e tartarugas, além de badejos e frades. Atenção às reentrâncias na parede, pois normalmente formam um refluxo, oferecendo certa dificuldade. Profundidade: 12 aos 21m.

Face Nordeste / Corisco – Características bastante semelhantes às enseadas da face oeste, porém, com abrigo menos eficaz e um fundo mais pobre, e frequentemente com fortes correntezas. Profundidade: 8 aos 18m.

Ilha de Pargos – Uma das mais distantes ilhas de Cabo Frio, oferecendo um excelente abrigo para os ventos de Leste e Nordeste, e com profundidades chegando aos 30m e fundo de areia. As rochas são cobertas por corais e gorgônias, com um fundo bastante agradável para mergulhadores iniciantes. Fora da enseada principal, temos mergulhos mais avançados e vida abundante.

Existe também o naufrágio de um pequeno barco pesqueiro do lado de fora, onde ainda são encontradas algumas partes, como o motor e guinchos.

Enseada Principal (Norte) – Excelente opção para iniciantes, com boa fauna, ausência de correnteza e profundidade controlada. Destaque para a grande quantidade de ermitões. Profundidade: 8 aos 18m.

Ponta Oeste – Pouco visitado devido ao mar bastante agitado, possui fauna abundante e formações bastante interessantes. Profundidade: 8 aos 16m.

Parede Sul – Mergulho em paredão, com rápida descida aos 36m, e a operação deve ser realizada apenas com excelentes condições de mar. Profundidade: 18 aos 36m.

Ponta Leste – Mesmas características da Parede Sul, porém um pouco mais mexido. Profundidade: 18 aos 38m.

Ilha Redonda – Plantada a sudoeste da Ilha Comprida, não possui abrigo para os ventos da região e somente é possível mergulhar em dias sem vento. Seus melhores pontos são: Uma pequena enseada a sudeste cujo paredão desce aos 15m e é coberto de corais predominando a existência de cavalos marinhos e o canal que a separa da Ilha Comprida, onde a profundidade chega aos 18m.

Destaque para os grandes cardumes de peixes de passagem, tartarugas e arraias. Profundidade: 12 aos 30m.

Laje do Foguete – Bastante próxima a costa oferecendo uma boa opção em águas claras e formação rochosa central lembrando vagamente as formações de Abrolhos, com boa incidência de vida marinha. Profundidade: 12 aos 18m.

Laje do Peró – Interessante ponto, próximo a praia das conchas, geralmente oferece uma boa opção quando as águas mais claras se aproximam do continente. Por não ter um referencial, não o recomendamos a mergulhadores iniciantes. Profundidade: 12 aos 17m.

Redação

Se você possui mais informações sobre o assunto acima, entre em contato com a nossa equipe e ajude a tornar este site ainda mais completo. Isso ajudará os mergulhadores e todos aqueles que estiverem buscando por mais informações.