Calheiros da Graça

Nome anterior: Itajubá

Data: 11/09/1936

GPS: 5º 44,990′ S / 35º 11,772′ W

Localização: Barra da cidade de Natal

Profundidade (m): 2

Visibilidade (m): 0 – 3

Motivo: Encalhe

Estado: Desmantelado

Carga: 2 canhões L/40 de 47 mm

Tipo: Navio hidrográfico à vapor

NacionalidadeBrasil

Dimensões (m): 89 / 14 / 4.6

Deslocamento (t): 1.700

ArmadorMarinha do Brasil

Estaleiro

Propulsão: Dois motores de tripla expansão de 540 HP acoplado a dois hélices

Fabricação

NotasEstava sob o comando do Capitão-de-Fragata Amauri Sadock de Freitas. Sua baixa foi dada no mesmo dia pelo aviso n.º 1.258.

Um dos navios a vapor da classe Ita que fazia a navegação de cabotagem na costa do Brasil, transportando passageiros e cargas na primeira metade do século XX, da Companhia Nacional de Navegação Costeira.

Em 1911, o Itajubá foi requisitado pela Marinha do Brasil e utilizado como navio-tênder para prestar apoio a outros navios da força naval enviada à baía de Assunção para garantir a livre navegação do rio Paraguai, durante a Guerra Civil do Paraguai, de 1911 a 1912.

Em 1931, o Itajubá foi incorporado à Armada brasileira, juntamente com os vapores Itaúba e Itapema e, em 2 de Dezembro de 1932, foi rebatizado como Calheiros da Graça, em homenagem ao Almirante Francisco Calheiros da Graça, falecido na explosão do Encouraçado Aquidabã. Classificado como Navio Auxiliar de 2ª classe, serviu de transporte de tropas e armamento durante a Revolução de 1932.

Em 8 de abril de 1933, foi classificado como Navio Hidrográfico, passando a realizar comissões de inspeção de faróis da costa norte brasileira. Em 11 de Setembro de 1936, ao ultrapassar a marcação de segurança do Farol dos Reis Magos, na entrada de Natal, encalhou nas Pedras Cabeças de Negro. Seus porões e a praça de máquinas foram alagados quando o casco se rompeu durante a tentativa de seu salvamento pelo NAux José Bonifácio. Na ocasião, o NHi Calheiros da Graça era comandado pelo Capitão-de-Fragata Amauri Sadock de Freitas.

Redação
Se você possui mais informações sobre o assunto acima, entre em contato com a nossa equipe e ajude a tornar este site ainda mais completo. Isso ajudará os mergulhadores e todos aqueles que estiverem buscando por mais informações.