Carcharodon megalodon – O maior tubarão já existente

Arcada de um megalodon encontrada na Califórnia - Foto: Clécio Mayrink

Sempre quando falamos sobre tubarões de grande porte, imaginamos o tubarão branco como sendo o maior deles.

O que a maioria das pessoas não sabe, é que já existiu um tipo de tubarão de proporções gigantescas e denominado Carcharodon megalodon, nome proveniente de megalodonte ou tubarão gigante.

Tomei conhecimento quanto à existência desse tubarão, ao receber de presente de um amigo, um exemplar de dente desse tubarão, o que chega a deixar qualquer um surpreendido pelas dimensões e coloração.

O megalodon foi uma espécie de tubarão gigante que provavelmente viveu entre 20 e 1,6 milhões de anos atrás, no período Mioceno no Oceano Pacífico.

O tamanho desse tubarão media entre 20 e 25m de comprimento, e alcançando as 50 toneladas de peso bruto. O Megalodonte era três vezes maior que o tubarão branco que vemos em filmes e documentários.

Seus dentes em muitos aspectos, são similares aos do tubarão branco.Alguns pesquisadores chegam a dizer, que as similaridades entre os dois tipos de tubarão, são produto de um processo de evolução convergente.

Existe a teoria de que os megalodontes adultos se alimentavam de baleias e que se extinguiram quando os mares polares se tornaram muito frios para a sobrevivência, permitindo que as baleias se salvassem do ataque desses tubarões, durante o verão.

Durante o Plioceno, cetáceos muito grandes e avançados desapareceram. O megalodon aparentemente era mais refinado com suas estratégias de caça para lidar com estas grandes baleias. Numerosos ossos fossilizados de nadadeiras e vértebras caudais de grandes baleias foram encontradas com marcas de mordida que foram causados por ataques desses tubarões.

Esta evidência paleontológica sugere que megalodon tentava imobilizar uma grande baleia rasgando ou mordendo suas estruturas de propulsão antes de matar e se alimentar.

Os megalodontes jovens não eram grandes o bastante para atacar baleias. Os dentes dos jovens eram geralmente encontrados em águas rasas, sugerindo que estes grandes tubarões viviam próximo da costa, e muito provavelmente, deveriam caçar peixes de grande porte e pequenos mamíferos, como o Odobenocetops.

Os fósseis mais comuns encontrados de megalodontes, são seus dentes, que possuem formato triangular, estrutura robusta, com grande porte e serrilha boa Os dentes deste tubarão podem medir mais de 180mm de altura e são maiores do que os de qualquer espécie de tubarão conhecida.

Tubarao-Megalodonte-Dente

Os fósseis desse tipo de tubarão foram encontrados em muitas partes do mundo, incluindo Europa, América do Norte, América do Sul, Puerto Rico, Cuba, Jamaica, Austrália, Nova Zelândia, Japão, África, Malta, Granadas e na Índia.

Tomei conhecimento desses fósseis durante uma viagem aos Estados Unidos, onde existe diversas pessoas chegam a vender os dentes encontrados por mergulhadores, em sites de leilão como o próprio eBay. É possível comprar um desses dentes facilmente pela Internet hoje em dia.

Acredita-se que o megalodon se extinguiu no Pleistoceno, provavelmente cerca de 1 milhão de anos atrás, mas a pergunta que fica: Será que não sobrou mesmo nenhum por aí ?

Levando em consideração que tudo indica que eles viviam também em grandes profundidades, quem sabe não houve algum tipo de migração ?

Tubarao-Megalodonte-Tamanho

Clecio Mayrink
Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em 1987 pela CMAS e realizou Dive Master em 1990 pela PADI. Hoje é mergulhador Técnico Trimix (Mergulho Profundo) e de cavernas (Technical Cave Diver e Advanced Cave Side Mount / No Mount). É juiz internacional de apneia pela AIDA e foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008. Produziu documentários sobre as Bahamas, Bonaire, Galápagos e Laje de Santos, visitando mais de 30 países. Foi o idealizador do site Brasil Mergulho criado em 1998 (MTB 0081769/SP), atuou como consultor para a ONU, UNESCO, além de diversos órgãos públicos no Brasil.