CEDSU 2005

No Brasil, nos dia 22 e 23 de outubro de 2005, aconteceu o primeiro e maior evento de fotografia subaquática digital no país, com fotógrafos de todas as regiões. O evento, mesmo não oficial, reuniu mais de 40 fotógrafos e modelos num grande torneio.

A entidade organizadora, a CEDSU (Comissão de Evento Digital Submerso), realizou com o apoio de cada um onde as taxas de inscrição foram convertidas para caridade e destinadas ao turismo local e famílias de pescadores.

Foto: Christian Sgarbi
Foto: Christian Sgarbi

Local

Ao norte do estado do Rio de Janeiro, chamada de Região dos Lagos, situa-se um lugar chamado Arraial do Cabo. Conhecida em tempos remotos por produção e extração de sal, até 1985, Arraial do Cabo foi distrito da cidade de Cabo Frio, depois foi emancipado. Fora onde os principais acontecimentos históricos da colonização portuguesa realizaram-se: ataques piratas, naufrágios, guerras indígenas e a construção de igrejas e feitorias. O palco do descobrimento foi a Praia dos Anjos, antes chamada de Praia da Rama.

A cidade em si, é pequena com ruas estreitas, principalmente a caminho do cais na Praia dos Anjos. Existem várias operadoras e escolas destinadas ao mergulho, sendo um dos lugares principais de atividade do esporte do país chamada muitas vezes de “A Capital do Mergulho”.

Arraial do Cabo é o lugar que há sempre um ponto com possibilidade de mergulhar, mesmo nas piores condições de tempo. A água é fria, mas nem tanto; a temperatura média é de 21oC, porém a região sofre de um fenômeno chamado “ressurgência” que afloram à superfície águas geladas das profundezas do oceano trazendo nutrientes.

Este fenômeno deixa a água turva e gelada, porém rica em nutrientes favorecendo a fauna marinha. A incidência da ressurgência pode ocorrer em qualquer época do ano, baixando a temperatura da água até próximo dos 10oC. No verão (de novembro a fevereiro) o vento sudeste começa a aparecer com mais frequência clareando a água, acalmando o mar de fora, mas esfriando-a novamente. Assim aparecem golfinhos, orcas e baleias, e embora não haja proibição de se mergulhar com eles, estes são ariscos e não costumam brincar com os mergulhadores por muito tempo.

Nos meses de março, abril e maio as ressacas do mar deixam de serem constantes assim como as ressurgências, e encosta uma massa de água “azul-esmeralda” elevando a temperatura da água aos 24oC com 20m de visibilidade. Nesse momento a vida literalmente explode com cardumes de peixes ornamentais, tartarugas, moluscos e moréias.

Independente da época do ano a se mergulhar, Arraial do Cabo é o que trás de mais exótico em todo o país: são camarões, anêmonas e nudibrânquios; com seres alienígenas à região devido aos navios de carga de sal vindos do exterior trazendo em seus compartimentos e cascos estes seres.

Torneio

Foram três categorias: Iniciante (câmera compacta sem flash externo), Avançado (compacta com flash externo) e Master (câmeras DSLR).

Foi um fim de semana completo; na sexta-feira à noite os fotógrafos de todo o país foram recebidos para uma palestra de apresentação que incluía orientação aos fotógrafos com curso de composição, segurança no mergulho, fotografia submarina pelo mundo e cuidados ambientais (Arraial do Cabo é considerado reserva extrativista nacional). Ocorreram saídas em duas embarcações idênticas, cada dia com dois mergulhos, onde no primeiro dia ocorreu o torneio propriamente dito, realizado no sábado.

Foto: Christian Sgarbi
Foto: Christian Sgarbi

Os participante de cada categoria submetemeteram ao corpo de jurados três fotos para votação e à noite houve projeção ao ar livre num restaurante com apreciação de todos das imagens obtidas. No segundo dia houve mergulhos com festa entre os participantes com entrega da premiação de troféus e brindes à tarde para os três primeiros fotógrafos mais pontuados de cada categoria.

Os organizadores do evento foram os fotógrafos brasileiros Ary Amarante, Christian Sgarbi e Laércio Horta com a Operadora Mr Diver Arraial e apoio da Secretaria de Turismo de Arraial do Cabo.

O próximo evento está marcado para 8/9 de Abril de 2006. Maiores informações no site www.digitalsubmerso.org ou diretamente com o fotógrafo Ary Amarante.

Christian Sgarbi

Instrutor de fotografia pela ADS International, desenvolveu a primeira revista virtual de fotosub no país, a Virtualfotosub e atualmente integra a CEDSU (Comissão de Evento Digital Submerso).