Cilindros de Refrigerante Coca-Cola para mergulho

Cilindro "Cola-Cola"

Imagine você ingressar num curso de mergulho básico, e sem saber, você começa a mergulhar usando um cilindro de máquinas de refrigerante Coca-Cola nas costas ?

Parece mentira, mas não é…

Os Cilindros “Coca-Cola

Não se ainda são, mas no passado, os cilindros usados pelas máquinas de refrigerantes, aqueles responsáveis pela gaseificação do refrigerante antes de encher o copo, eram fabricados pela Luxfer.

Pra quem não sabe, a Luxfer é o maior fabricante de cilindros de mergulho do mundo.

Na década de 80/90 algumas pessoas descobriram a origem desses cilindros, e passaram a comprá-los e refaziam a rosca em tornos, para que fosse possível a fixação da torneira de mergulho.

Pintava-se o cilindro e pronto… o cilindro de refrigerantes haviam se transformado em cilindros de mergulho !

Não se sabe ao certo como esses cilindros surgiram em algumas escolas de mergulho e na mão de alguns mergulhadores, mas lembro que no antigo jornal Balcão (RJ), um jornal de compra e venda de objetos novos e usados, estilo um “Mercado Livre” da época,  frequentemente apareciam anúncios desses cilindros à venda. No mínimo muito estranho.

A pressão trabalho desses cilindros da Luxfer era menor, lembro que eles eram recarregados com 2.250 PSI e não era incomum acontecer do o-ring da sede (espaço entre o registro e o cilindro) acabar ficando exposto e deixando o ar sair totalmente em segundos.

Era um grande risco e eu nem tinha noção com o que estava mergulhando no curso e posteriormente, e por incrível que pareça, nunca soube de acidentes.

Na foto da capa desse artigo estou usando um desses cilindros “Coca-Cola” durante o curso básico, sem imaginar a origem daqueles cilindros de “mergulho” e para qual finalidade haviam sido fabricados.

Clecio Mayrink
Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em apneia em 1983, no autônomo em 1986 pela CMAS e Dive Master em 1990 pela PADI. Hoje é mergulhador Técnico Trimix, Technical Cave Diver e Advanced Cave Side Mount / No Mount pela IANTD. Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008, idealizador do site Brasil Mergulho em 1998 (MTB 0081769/SP), atuando em diversas matérias e documentários no Brasil e no exterior. Também atuou como consultor para a ONU, UNESCO, além de diversos órgãos públicos no Brasil.