Compra de viagens pela internet

Foto: Clécio Mayrink

Surfando, ou melhor, mergulhador da onda da internet, as viagens também são serviços que comercializados na internet. Há alguns anos atrás assim como outros produtos, achavam que a Internet iria acabar com o comércio convencional. Bem, não foi bem isso que aconteceu, e temos sim, mais uma forma de compra e não um substituindo o outro.

O uso desta ferramenta ajuda muito, principalmente na pesquisa sobre o local onde desejamos visitar. São muitos os sites que descrevem em detalhes, os atrativos, os pontos de mergulho, dicas de hotéis, restaurantes e como chegar. Além disso, muitos contam o que há de bom para se fazer à noite e as melhores lojas de compras e sugestões de roteiros.

A internet você vai encontrar também, opiniões de pessoas que já estiveram no local e já mergulharam por lá, e isso ajuda muito na escolha do destino, mas cuidado !

Minha a primeira dica é: Não aceite o que uma ou outras pessoas postam de negativo ou positivo sobre um destino, hotel e outro serviço. Digo isso, porque as pessoas podem ter opiniões diferentes do mesmo hotel por terem experiências diferentes no dia em que esteve por lá. Já ouvi relatos de hotéis ou vôos de uma mesma empresa, com resultados bem diferentes entre si.

É muito comum um passageiro que fez um vôo pela XYZ, mas que durante o check-in a atendente cobrou pelo excesso de bagagem ou não conseguiu o lugar na janelinha… ponto… A empresa aérea é muito ruim, não atende bem seus passageiros e são uns mercenários. Outro passageiro no mesmo vôo achou demais poder escolher o filme para assistir durante a viagem e recomenda a companhia aérea em questão…

Isso vale para hotéis, passeios, agência, etc. A experiência ruim ou boa de algumas pessoas, não necessariamente será a sua. Na hora de decidir sobre um hotel, obtenha o máximo em informações de várias fontes (sites, amigos, agentes de viagem, revistas) e tire as suas conclusões.

Depois de checar quanto à qualidade dos serviços, a parte mais gostosa é planejar o que fazer no destino escolhido.

Muitos imprimem mapas de informações sobre os atrativos locais, como passeios, melhores pontos de mergulho, se há boas lojas para compras e etc. Procure montar um roteiro base, mesmo que mude no decorrer da viagem, mas um roteiro ajuda à ter uma idéia do que é possível fazer durante a viagem.

Para alguns aficionados é muito fácil… pela manhã mergulho, à tarde mergulho e à noite, um mergulho noturno.

Para outros, dois mergulhos pela manhã e a tarde livre para conhecer um museu, ir até uma praia paradisíaca, alugar um carro para dar uma volta, ou mesmo descansar na piscina do hotel, pode ser uma boa pedida.

Para os mais técnicos, veja como é o clima no local na época de sua viagem. Os sites de meteorologia são ótimas fontes, e ajuda na escolha das roupas a serem levadas. Isso inclui roupa de neoprene, pois há períodos de águas mais frias em alguns destinos, e pode ser necessário uma proteção térmica diferenciada em relação ao planejamento inicial. Alguns destinos acabam tendo maior incidência de furacões ou ventos fontes, que podem atrapalhar seus planos.

Para informações mais especificas sobre mergulho, há sites internacionais e o Brasil Mergulho com muitas matérias sobre os pontos de mergulho mais procurados e sempre é bom consultá-los. Fique de olho na data da publicação da matéria, pois se há dicas de uma matéria de 2002, podem não ser tão confiáveis 10 anos depois. Pode ser que a operadora de mergulho ou hotel nem exista mais e o naufrágio já se desmantelou e agora só se vê um areão com umas pontinhas de ferro.

Preços

Uma pesquisa que muitas pessoas acabam realizando, é quanto aos preços. Hoje há muitos sites que vendem passagens mais baratas, com as super promoções e reservas on-line em hotéis no mundo todo. Se você passar algumas horas fuçando na internet, é provável que consiga economizar algum dinheiro, mas procure informações sobre esses sites em outros sites como o Reclame aqui, e veja se a empresa cumpre mesmo o que promete.

Tome muito cuidado na reservas de hotéis pelo site, pois normalmente as fotos são maravilhosas e a descrição de um palácio, mas ao chegar ao local é outra coisa. Procure se certificar sobre taxas ou extras cobrados localmente. Muitas vezes não estão inclusas nas diárias para dar o entender de tarifa mais baixa. Já nem sei quantas vezes alertei passageiros que o valor que ele via no site não inclui as taxas, por isso, estava esta mais em conta. Muitas vezes não há mágicas e o valor é o mesmo de uma agência de turismo.

Mas qual a diferença de comprar do site ou uma agência ?

Bem, ai eu vou devolver a pergunta com outra pergunta: Que serviço você quer contratar ?

Em geral, a agência de turismo é vista como o local onde o consumidor pode contratar um agente experiente, que o ajude a tomar decisões em relação às viagens que se pretende realizar. O serviço de uma agência de turismo é reservar e providenciar todos os serviços solicitados pelo turista, e muitas vezes, até o auxilia na escolha do destino.

Do mesmo jeito que você pode contratar o seguro do seu carro na sua agência bancária pela internet, você pode consultar um corretor para escolher qual a seguradora é mais adequada para o seu perfil.

Este serviço na maioria das vezes não é pago pelos passageiros, e sim, pelo fornecedor, por meio de comissões sobre o mesmo valor que os passageiros pagariam no site, porém os custos de uma agência virtual são menores, e muitas vezes acaba tendo um preço menor.
Para competir com o venda na web, as agências tem que apostar no serviço como um diferencial. Um atendimento personalizado e experiência principalmente em um nicho de mercado como o do mergulho, onde as agências e escolas de mergulho vêm conquistando mais os passageiros.

Não é só o preço pago, e sim o serviço agregado ao que está sendo comprando, afinal de contas, a escolha é sua, e hoje um dia, uma boa agência presta em serviço de assessoria de viagem. Vai do passageiro desejar ou não, ter essa assessoria.

Uma das principais reclamações de quem opta pela compra on-line, é se algo na viagem der problema e ter um telefone para obter informações de como deve proceder. Muitos não contam com serviços algum, outros, com mensagens eletrônicas, e se der sorte um call center… “O senhor pode estar aguardando, que eu vou estar checando o seu caso. Quer anotar o numero de protocolo ?”

Nessa hora o telefone do seu agente de viagem faz toda a diferença.

Sandro César
Sandro César do Nascimento também conhecido como “Sandrão”, é Técnico em turismo, Guia de Turismo Nacional e Internacional, agente de viagens especialista em mergulho. Mergulhador há mais de 25 anos, é instrutor de mergulho desde 1993, fotógrafo especialista foto submarina e diretor da Oxigenação Turismo e Empreendimentos.