Corpo de Bombeiros do Ceará recebe novos mergulhadores especialistas em resgate

A partir de agora, o Estado do Ceará ganha um reforço de 17 novos mergulhadores de resgate: são 16 bombeiros e um policial militar que acabam de concluir o Curso de Mergulho Autônomo (CMAUT-2016). A incorporação dos militares ao seleto grupo de especialistas em mergulho autônomo, aconteceu nesta sexta-feira (29), em uma solenidade na Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (AESP/CE).

O curso, que é uma das qualificações mais importantes e tradicionais dos corpos de bombeiros no Brasil, é conhecido pelo alto grau de dificuldade. Foram 360 horas de instruções, durante 45 dias. Ao longo deste período, os alunos foram submetidos a um rigoroso treinamento, que incluía aulas de mergulho livre; mergulho autônomo; física do mergulho; fisiologia do mergulho; salvamento aquático; náutica e outros conhecimentos fundamentais para a formação de um mergulhador autônomo de circuito aberto, que atuará em ocorrências de localização, busca, resgate e salvamento aquático, em profundidade de até 50 metros.

Para o soldado Nairo Jacó Regis de Freitas, que obteve o primeiro lugar na classificação geral do curso, participar do CMAUT era um sonho, e representa um reconhecimento profissional. “Eu estou muito feliz e muito honrado em fazer o CMAUT porque eu estou com apenas um ano na corporação, fui formado aqui na AESP e já tive essa oportunidade de voltar para a Academia para fazer o meu primeiro curso operacional. Ser mergulhador era o meu objetivo, isso eu nunca escondi, e agora eu estou habilitado para poder resgatar bens e pessoas”, declarou. Nairo também falou das dificuldades encontradas durante o período de qualificação. “Existiram muitos momentos difíceis. É um curso que lhe prepara para as missões mais difíceis, onde ninguém vai, ambientes escuros. Então, é realmente um treinamento árduo, foram  quase dois meses, com instruções pela manhã e tarde. É difícil, eu pensei em desistir, não posso negar, mas é nesse momento que a gente pensa em Deus, na família e nos companheiros que estão ao nosso lado e encontra forças para seguir em frente, para ser mergulhador de resgate e continuar ajudando quem precisa”, enfatizou.

O comandante do CBMCE, coronel Heraldo Maia Pacheco, destacou a importância da qualificação para os militares e parabenizou os formandos. “O CMAUT é um curso referência dentro do Corpo de Bombeiros, ele equivale a um mestrado, porque esses mergulhadores irão deixar as famílias deles e irão arriscar as vidas deles para recuperar alguém, uma vítima de afogamento. Esses homens irão trabalhar com coragem e amor à profissão. A todos que fizeram esse curso, e os que ficaram no caminho, parabéns pela coragem de iniciar. Vocês são uns heróis! Parabéns!”, declarou o oficial.

CMAUT

O Corpo de Bombeiros Militar do Ceará tem sua escola de mergulho desde 1985, quando o primeiro curso de mergulho autônomo foi realizado. Ao longo desses 31 anos, já foram realizados 10 turmas do CMAUT, formando aproximadamente 89 mergulhadores de resgate do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará e de outros estados brasileiros. Esta é a primeira edição do CMAUT promovida pela AESP, após a implantação do modelo de formação integrada na segurança pública.

Atualmente, o Núcleo de Busca e Salvamento (NBS) do CBMCE conta com 68 mergulhadores de resgate que atuam em todo o Estado do Ceará em ocorrências de alagamentos, mergulhos de inspeções em comportas, busca e recuperação de vítimas de afogamento, enchentes em rios, reflutuação de objetos submersos, como aeronaves, embarcações e outros atividades operacionais subaquáticas.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (AESP/CE)

Redação
Se você possui mais informações sobre o assunto acima, entre em contato com a nossa equipe e ajude a tornar este site ainda mais completo. Isso ajudará os mergulhadores e todos aqueles que estiverem buscando por mais informações.