Dica simples pode proteger sua bagagem de mão nos aeroportos

Foto: Clécio Mayrink

Recentemente saiu uma estatística indicando um crescimento de 38% quanto ao número de furtos de bagagens nos aeroportos, principalmente na área do check-in.

No You Tube é possível assistir diversos vídeos das câmeras de segurança dos aeroportos brasileiros, mostrando quadrilhas especializadas agindo na área de check-in, onde a grande maioria dos passageiros fica desatenta aos seus pertences, normalmente devido à correria do pré-embarque.

Justamente nesse momento, os meliantes aproveitam a oportunidade para rapidamente furtar mochilas e pequenas malas (normalmente na cor preta) e quando o passageiro volta seu olhar para as bagagens, se dá conta que foi furtado.

Os meliantes simplesmente pegam as mochilas ou troca por outra mochila, e sai rapidamente do local, se misturando aos demais passageiros no saguão. Uma ação rápida, onde ninguém acaba percebendo o fato.

Apesar da polícia aeroportuária ter aumentado seu efetivo e do monitoramento das câmeras do circuito interno, é recomendável ao passageiro sempre ter suas bagagens a sua vista e jamais dar as costas a elas.

Os mergulhadores normalmente transportam seu material mais caro nas mochilas e evitam o despacho, estando mais propensos a um prejuízo maior.

Uma dica simples e que pode dificultar a ação dos bandidos, é a utilização de um mosquetão do tipo argola, como mostrado na foto abaixo.

Coloca-se um pequeno cabo de nylon amarrado ao mosquetão, e quando a mochila estiver no carrinho de malas do aeroporto, o cabo de nylon é passado pela alça por onde o carrinho é empurrado, e prende-se a outra ponta do cabo no mosquetão.

Dessa fora, se algum meliante tentar puxar a mochila rapidamente, ele não vai conseguir, pois a mochila estará presa ao carrinho, e isso chamará a atenção dos demais e consequente o meliante vai desistir de praticar o furto.

É um procedimento simples, mas que vem dando resultado, segundo alguns relatos.

Foto: Clécio Mayrink
Foto: Clécio Mayrink
Clecio Mayrink

Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em 1987 pela CMAS e realizou Dive Master em 1990 pela PADI. Hoje é mergulhador Técnico Trimix (Mergulho Profundo) e de cavernas (Technical Cave Diver e Advanced Cave Side Mount / No Mount).

Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008, idealizador do site Brasil Mergulho em 1998 (MTB 0081769/SP) e atuou como consultor para a ONU, UNESCO, Segurança Pública, além de diversos órgãos públicos no Brasil.