Encontrado naufrágio do século 19 em Bornéu

Viscount Melbourne por Charles Rosenberg - National Maritime Museum

Um navio que naufragado há mais de 150 anos nas águas da ilha de Bornéu, na Indonésia, foi encontrado por dois australianos.

Em 1842, o Viscount Melbourne navegou da Índia em rota para a China e atracou em Cingapura para buscar suprimentos e passageiros. Saiu com mais de 70 pessoas à bordo. Três dias depois de deixar Singapura, o navio foi atingido por uma tempestade e foi deixado encalhado em um recife de coral. O navio acabou sendo abandonado.

Os arqueólogos marinhos Hans e Roz Berekoven disseram que sua descoberta não é provável que produza tesouros, pois o navio era um cargueiro britânico, mas isso poderia aumentar o conhecimento do comércio naquela época.

Os jornais da região relataram sua perda na época, mas o naufrágio foi abandonado ao destino.

Em 1950, o jornal The Straits Times publicou uma série de artigos sobre a luta dos sobreviventes para chegar a Bornéu. A série, intitulada “Uma perigosa viagem marítima”, deu aos Berekovens a chave para encontrar o naufrágio.

O casal viu referências vagas sobre o naufrágio e seus sobreviventes ao pesquisar outro projeto. Uma busca na Internet levou a trechos dos artigos do The Straits Times, que por sua vez, os levaram à Biblioteca Nacional em Cingapura, onde os artigos completos eram mantidos.

“Passamos cinco dias nos arquivos trabalhando na rota que os sobreviventes levaram”, disse Berekoven. O diarista manteve um registro incrivelmente detalhado. Rastreando a rota no sentido reverso, conseguimos encontrar o naufrágio em menos de meia hora.”, disseram os pesquisadores.

O fato ocorreu em abril do ano passado, e desde então, os Berekovens visitaram o naufrágio várias vezes, encontrando pequenos artefatos, como colheres e garrafas de frutas em conserva.

O naufrágio está na faixa dos 40m de profundidade e as limitações de seus equipamentos significam que podem gastar apenas nove minutos em cada visita ao navio.

Redação

Se você possui mais informações sobre o assunto acima, entre em contato com a nossa equipe e ajude a tornar este site ainda mais completo. Isso ajudará os mergulhadores e todos aqueles que estiverem buscando por mais informações.