Entrevista: Tenente Coronel Josualdo Rodrigues de Moura

Tenente Coronel Josualdo, qual é a sua formação como militar ?
Iniciei a carreira através com o curso superior denominado Curso de Formação de Oficiais, o CFO, em 1986 na Academia de Polícia Militar de Paudalho (APMP) da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE). Posteriormente, realizei o Curso de Licenciatura em Educação Física na UFPE e depois, o Curso Superior de Bombeiros, o CSBM de Brasília-DF, que é um mestrado.

Hoje sou Tenente Coronel do Quadro de Oficiais Combatentes, atuando no Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco.

E como mergulhador ?
Atualmente sou Master Instructor Dive pela PDIC e Instructor Trainer pela SSI, além das diversas especialidades.

Recentemente ocorreu um acidente em Brasília-DF, onde um sargento dos Bombeiros veio à falecer durante um treinamento de mergulho realizado pela própria corporação dos Bombeiros no Lago Paranoá. Existe alguma área dos Bombeiros no território nacional, que seja responsável pela coordenação de cursos de mergulho e na execução dos treinamentos ?
Não. O órgão maior que regula as Polícias e Bombeiros do Brasil é a SENASP – Secretaria Nacional de Segurança Pública, mesmo já padronizado atualmente uma matriz curricular na formação dos Bombeiros e Policiais das PM e CBM do Brasil e se tendo vários cursos à distância, não se tem ainda um Curso de Mergulho Padrão no Brasil para profissionais de Segurança Pública;

Qual é a base de formação desses cursos de mergulho ?
Infelizmente ainda em alguns Corpos de Bombeiros a base é o curso de mergulho da Marinha que não tem nada haver com os nossos serviços e a própria NORMAN 15 PDFregula apenas o mergulho Comercial que nada tem com mergulho de Segurança Pública de busca e resgate de vítimas e cadáveres em águas das piores situações.

Na visão da grande maioria dos cidadãos, vemos os Bombeiros como um grupamento treinado especialmente para combate a incêndios, resgate de vítimas e coisas do gênero. É realmente necessário a execução de cursos de mergulho com elevado grau de dificuldade durante os treinamentos. Quais são os motivos para isso ?
Com certeza tem que se trabalhar todos esses aspectos e principalmente os condicionamentos Físicos, Técnicos e Psicológicos, o mergulhador do Bombeiro não é um super homem, mas tem que ter uma excelente performance física, todos os conhecimentos técnico e táticos atualizados do mergulho e um excelente gerenciamento de stress trabalhado através do condicionamento psicológico, afinal ele só será acionado quando ninguém conseguiu fazer nada e nas piores situações possíveis. Todavia alguns instrutores em alguns cursos, perdem muito tempo, ralando o candidato em castigos físicos exagerados, em detrimento de fundamentos que são essenciais à formação do mergulhador, simplesmente por falta de conhecimento e por não mais fazerem cursos de manutenção e especializações em mergulho.

Os aspectos físicos e mentais dos alunos, são fortemente trabalhados em função do tipo de serviço a qual a pessoa se propõe ?
Com certeza devem ser bem trabalhados, mas tudo deve ser bem especificado e discriminado nos regulamentos dos cursos para evitar excessos e exageros pessoais por parte de alguns instrutores que só aprenderam a “ralar” e de mergulho não sabem nada.

Eventualmente tomamos ciência a partir da mídia, que não só nos Bombeiros como em outras áreas militares, há excessos quanto a rigidez durante os treinamentos. Qual a sua visão sobre esse tipo de afirmação ?
Realmente isso existe mas os atuais instrutores já estão tomando consciência que todo esse processo de ensino Behaviorista não mais funciona, haja vista que sempre o índice de aprovação nunca chegava a 40%, não compensando o custo benefício dos cursos, traumatizando alguns candidatos e sem muito sucesso no processo de ensino – aprendizagem, afinal de contas o bom professor é aquele que ensina as pessoas aprenderem e não aquele que só reprova.

Sobre o falecimento do sargento que já atuava há 10 anos como Bombeiro. O senhor acredita que pode ter havido excesso de rigidez durante o treinamento ?
Até o final do Inquérito Policial Militar – IPM, não deveria fazer qualquer comentário ou dar minha opinião, contudo já acompanhei de perto o Curso de Mergulho Autônomo – CMAUT do Corpo de Bombeiros de Brasília – CBMDF, onde tenho 02 monografias sobre formação e manutenção de mergulhadores, defendidas por min e publicadas no Centro de Altos Estudos, Comando, Direção e Estado maior – CAECDEM do CBMDF e por incrível que pareça, eles ainda insistem naquela formação que quanto mais reprovar mais o curso é o melhor, a turma tinha começado com 17 candidatos e só haviam 5 (menos de 30%) e o sargento que faleceu era Triatleta, Coordenador do Curso de Operador de Vôo e jamais desistiria do curso por questão de honra para mostrar que seria aprovado no CMAUT, onde se existe no CBMDF grandes disputas qual o curso mais ralado e mais RAMBO…

O senhor implantou no treinamento dos Bombeiros de Recife-PE, uma forma diferenciada de treinamento, onde foram inclusas, as especialidades de Nitrox, Rescue Diver, dentre outras especialidades. Quais foram os resultados obtidos com esse complemento ?
Foram as melhores possível, começou a ter mais conteúdo no curso e mais conhecimentos técnicos, daí a não perda de tempo em ralações desnecessárias trocadas por treinamentos e práticas de fundamentos indispensáveis para um bom mergulhador, como mergulho com misturas Nitrox e fundamentos de respiração, aquacidade, controle de trim, gerenciamento de stress com estudos da Síndrome Geral de Ação – SGA, trabalhos de Atitude e orientação; o ARRASO da PDIC está presente no nosso curso; que cada vez mais o índice de aprovação vem aumentando chegando na última turma a 70% de aprovação.

Existe uma resistência nas forças militares, quanto em se atualizarem na condução de treinamento de seus alunos ?
Não. Atualmente a grande maioria já quebrou esse paradigma e essa evolução está sendo necessária.

No próximo Seminário Nacional de Bombeiros, o SENABOM, o senhor irá apresentar uma proposta de educação continuada para o Mergulho de Segurança Pública, com realiza nos Bombeiros na cidade de Recife. O senhor acredita que essa proposta poderá ser a referência para os novos treinamentos dos Bombeiros, no que diz respeito ao mergulho ?
Pode não ser a referência, mas acredito que muitos CBM irão refletir sobre o assunto e só a SENASP poderá dá o veredicto, além do mais esse programa que estarei apresentando é fruto de muitos anos de instrução de mergulho e quase 4 mil mergulhos ao longo de uma carreira ativa de 24 anos e sempre atualizada do mergulho com SCUBA ao ponto de graças à Deus ser Instrutor Trainer de 02 Certificadoras e Instrutor de mergulho de várias agências há quase 20 anos em cursos civis e militares.

Quais são as principais dificuldades que os Bombeiros passam, no que diz respeito a criação dos cursos de mergulho e equipamentos ?
Hoje quase nenhuma, a maioria dos Bombeiros do Brasil recolhem taxas e impostos de prevenção e extinção de incêndios – TPEI, que praticamente capitaliza os Bombeiros de todo custeio e dá uma independência financeira que dependendo do Governo daquele estado, os Bombeiros recebem praticamente tudo em investimento na compra de materiais, equipamentos, viaturas e embarcações; basta apenas uma boa vontade de seus Comandantes em investimentos em Cursos, treinamentos, manutenção e especialização de suas tropas, além de possuírem excelentes profissionais na área de ensino, pedagogia e confecção de currículos de cursos.

Para o senhor, qual seria o cenário ideal para os Bombeiros no Brasil, em termos de treinamento e equipamento ?
Sem dúvida apesar de só existirem, salvo engano, 04 Corpos de Bombeiros no Brasil que ainda pertencem as PM, a saber: SP, PR, BA e RS; os Corpos de Bombeiros de SP e PR são exemplos de formação de Bombeiros no Brasil com Academia específica na formação de todas as áreas de Bombeiros, inclusive, na de mergulho, digna de elogios devido aos equipamentos e materiais dos mais sofisticados existentes no Brasil, coisa que no Nordeste, Pernambuco continua na frente, a ponto de ter um Centro de Ensino específico para os Cursos de Bombeiros. É só querer fazer !

Currículum

Escolaridade

  • Curso de Formação de Oficiais – CFO, 1986 a 1988, na Academia de Polícia Militar de Paudalho (APMP) da Polícia Militar de Pernambuco – PMPE (Nível Superior)
  • Curso de Licenciatura em Educação Física, 1989 a 1993, na Universidade Federal de Pernambuco – UFPE (Nível Superior)
  • Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais – CAO, 1995, no Centro de Altos Estudos, Comando, Direção e Estado Maior – CAECDEM do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal CBMDF (Nível de Pós-Graduação)
  • Curso Superior de Bombeiros – CSBM, 2001 no Centro de Altos Estudos, Comando, Direção e Estado Maior – CAECDEM do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal CBMDF (Nível de Mestrado).

Principais Funções Exercidas

  • Chefe do Centro de Educação Física e Desportos, Secretário Geral da Ajudância Geral;
  • Sub Comandante dos 1°GB, 2°GB, 3°GB, 5°GB, GBAPH e GBMAR;
  • Comandante do 1°GB, 2°GB, GBMAR e 6°GB;
  • Diretor de Ensino e Instrução do CBMPE.

Medalhas e Condecorações Militares

  • Destaque Operacional do CBMPE – Bombeiro do ano de 1991 pela Rádio Jornal;
  • Almofadas de Docente: AZUL de 05 anos em 1994; VERDE de 10 anos em 1999 e VERMELHA de 15 anos em 2004;
  • Medalha do Tempo de Serviço de 10 anos de bons serviços prestados da PMPE TS-1, 1993, com passador de bronze;
  • Medalha do Tempo de Serviço de 20 anos de bons serviços prestados do CBMPE TS-2, 2003, com passador de prata;
  • Medalha do Mérito Bombeiro Militar do CBMPE; 2003

Cursos e Estágios

  • Curso de Assistência Emergencial em Praias, 1984, pela Prefeitura da Cidade do Recife – PCR;
  • Curso de Combate a Incêndio em Aeronaves, 1985, pela Força Aérea Brasileira – FAB;
  • Estágio de Atualização de Instrutores – EAI, 1993, na Fundação Joaquim Nabuco, pela Polícia Militar de Pernambuco – PMPE;
  • Estágio de Operação de Busca e Salvamento – EOBS, 1994, no Grupamento de Busca e Salvamento – GBS/CBMPE;
  • Curso Básico de Inglês, 1993, no Serviço Nacional do Comércio – SENAC;
  • Curso de Inglês Avançado, 1994, no Serviço Nacional do Comércio – SENAC;
  • Curso de Inglês Conversação, 1996/1997, Centro de Línguas Estrangeiras;
  • Curso de Inglês Básico, Intermediário e Avançado, 2006, no British and American;
  • Circulation Pulmunary Resuscitation – CPR and First Aid, 1997, pela International Safety Council – Brasil;
  • Curso de Atendimento Pré-Hospitalar – CBAPH, 2002, no Centro de Ensino e Instrução – CEI, do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco – CBMPE;
  • Curso de Administração e Planejamento para a Redução de Desastres – APRD, 2001, pela Secretaria Nacional de Defesa Civil – SENDEC, Brasília- DF;

Cursos e Estágios em Atividades Aquáticas e Subaquáticas

  • Curso de Mergulho Autônomo, 1984, no Grupamento de Busca e Salvamento – GBS/CBMPE;
  • Curso de Mergulho Autônomo, 1988, no Centro de Mergulho Autônomo Recife – CMAR;
  • Curso de Salvamento Aquático, 1989, no Grupamento de Busca e Salvamento – GBS/CBMPE;
  • Curso de Mergulho Autônomo de Resgate – CMAUT, 1989, no Grupamento de Busca e Salvamento – GBS/CBMPE;
  • Curso de Salvamento no Mar – CSMAR, 1991, no Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro – CBMERJ;
  • Curso de Navegação Categoria Regional de Convés, 1995, pela Marinha do Brasil;
  • Curso de Navegação Mestre Amador, 1995, pela Marinha do Brasil;
  • Curso de Mergulho com Nitrox, 2003, pela Professional Diving Instructor Corporation – PDIC Brasil;

Cursos Profissionais de Mergulho

  • Curso de Mergulho Autônomo Profissional –1989, pela Diretoria de Portos e Costas – DPC, na Marinha do Brasil;
  • Curso de Instrutor de Mergulho Autônomo, 1989, pela Confederação Mundial de Atividades Subaquáticas – CMAS;
  • Curso de Instrutor de Mergulho com Nitrox, 2003, pela Confederação Mundial de Atividades Subaquáticas – CMAS;
  • Curso de Instrutor de Mergulho Autônomo “Open Water”, 2003, pela Professional Diving Instructor Corporation – PDIC;
  • Curso de Instrutor Especialista em “Nitrox Dive”, 2004, pela Professional Diving Instructor Corporation – PDIC;
  • Curso de Instrutor Especialista em “Multi Level and Dive Computer”, 2004, pela Professional Diving Instructor Corporation – PDIC;
  • Curso de Instrutor Especialista em “First Aid and CPR”, 2004, pela Professional Diving Instructor Corporation – PDIC;
  • Curso de Instrutor Especialista em “Rescue Diver”, 2004, pela Professional Diving Instructor Corporation – PDIC;
  • Curso de Instrutor Especialista em “Marine Life”, 2004, pela Professional Diving Instructor Corporation – PDIC;
  • Curso de Instrutor Especialista em “Dive Equipment”, 2005, pela Professional Diving Instructor Corporation – PDIC.
  • Curso de Instrutor Máster “Máster Instructor Dive”, 2005, pela Professional Diving Instructor Corporation – PDIC.
  • Curso de Instrutor Trainer de Primeiros Socorros “Instructor Trainer of First Aid and CPR, 2005, pela Professional Diving Instructor Corporation – PDIC.
  • Curso de Instrutor Especialista em “Rec TRIMIX”, 2006, pela Professional Diving Instructor Corporation – PDIC.
  • Curso de Instrutor Especialista em “Wreck Dive”, 2006, pela Professional Diving Instructor Corporation – PDIC.
  • Curso de Instrutor Especialista em “Overhead Dive”, 2006, pela Professional Diving Instructor Corporation – PDIC.
  • Curso de Mergulho Técnico com Mistura Gasosa TRIMIX “Tek TRIMIX”, 2006, pela Professional Diving Instructor Corporation – PDIC.
  • Curso de Instrutor Especialista em “Oxigen Provider”, 2006, pela PDIC e pela Dive Alert Network-DAN, América
  • Curso de Instrutor Trainer de Mergulho “Instructor Trainer SCUBA Dive”, 2006, pela Professional Diving Instructor Corporation – PDIC.
  • Curso de Instrutor Trainer de Mergulho “Instructor Trainer SCUBA Dive”, 2007, pela Scuba School International – SSI.

Experiências Profissionais

  • Professor da Disciplina de Hiperbarismo do Curso de Engenharia de Segurança da Politécnica – Universidade de Pernambuco – UPE;
  • Instrutor de Educação Física, Natação, Natação Utilitária, Salvamento Aquático, Mergulho Autônomo e Treinamento Desportivo dos Cursos de Oficiais, Cursos de Aperfeiçoamento de Sargentos, Cursos de Formação de Sargentos, Cabos e Soldados; da Polícia Militar de Pernambuco e do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco;
  • Instrutor de Primeiros Socorros do Curso de Formação de Sargentos da Polícia Militar de Pernambuco e de Agentes da Academia de Polícia Civil de Pernambuco;
  • Coordenador e Instrutor nos Cursos de Salvamento no Mar – CSMAR, Operações de Busca e Salvamento – EOBS e Mergulho Autônomo – CMAUT no Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco, Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro e Corpo de Bombeiros Militar de Roraima;
  • Instrutor do Curso de Operações de Policiais Especiais – COPE da Polícia Militar de Pernambuco;
  • Coordenador e Instrutor de Mergulho Autônomo nos Cursos Básicos Uma Estrela, Duas Estrelas, Três Estrelas, Mergulho Noturno, Mergulho em Naufrágios, Mergulho de Resgate e Mergulhos com Nitrox, pela CMAS, no Centro de Mergulho Autônomo Recife – CMAR, Noronha Dive e Projeto Mar;
  • Coordenador e Instrutor de Mergulho Autônomo dos Cursos Básicos Open Water, Avançado Open Water, Nitrox Dive, Multinível e Computadores, Primeiros Socorros, Mergulho de Resgate, Seres Marinhos, Manutenção em Equipamentos, Supervisor de Mergulho, Instrutor Assistente e Instrutor de Mergulho pela PDIC e SSI, na Pernambuco Scuba, na Seagate Recife e Aquáticos Centro de Mergulho;
  • Instrutor Internacional de Mergulho Autônomo Duas Estrelas pela Confederação Mundial de Atividades Subaquáticas – CMAS – Inscrição: M2-00065, com Centenas de Mergulhadores Formados nos níveis, Recreacional e Profissional;
    Instrutor Máster Internacional de Mergulho Autônomo, pela Professional Diving Instructor Corporation – PDIC – Inscrição: #97840, com mais de Dois Mil Mergulhos Registrados em log book;
  • Instrutor Trainer de Primeiros Socorros, pela Professional Diving Instructor Corporation – PDIC – Inscrição: #97840;
  • Instrutor Trainer de Mergulho Autônomo com mais de 550 (quinhentos e cinquenta) alunos formados, pela Professional Diving Instructor Corporation – PDIC – Inscrição: # 97840;
  • Instrutor Trainer de Mergulho Autônomo com mais de 3.700 (três mil e setecentos) mergulhos logados em Dive Log , pela Scuba School International – SSI – Inscrição: # 46429.
Redação
Se você possui mais informações sobre o assunto acima, entre em contato com a nossa equipe e ajude a tornar este site ainda mais completo. Isso ajudará os mergulhadores e todos aqueles que estiverem buscando por mais informações.