Ficha de Informações de Segurança do Oxigênio

Foto: Clécio Mayrink

1- Identificação do Produto e da Empresa

Nome do Produto: Oxigênio Comprimido

 2 – Composição e informações sobre os ingredientes

Natureza Química: “Este produto químico é uma substância pura”.

Ingredientes ativos Nº CAS Fórmula Molecular Classificação Toxicológica
Oxigênio 7782-44-7 O2

Sinônimos: Não há sinônimos para este produto.

Classificação e rotulagem de perigo:

Risco
Saúde
Inflamabilidade
Perigo Especial
OXY Agente Oxidante
ACID Ácido
ALK Álcalis
COR Corrosivo
W Reação com água
Ficha-Seguranca3 Radioativo
Ficha-Seguranca2
Grau
4 – Extremo
3 – Grave
2 – Moderado
1 – Leve
0 – Mínimo

3 – Identificações de Perigos

Perigos mais importantes: O produto pode ser tóxico ao homem e ao meio ambiente se não utilizado conforme as recomendações.

Efeitos do Produto:

  • Efeitos adversos à saúde humana: exposições a altas concentrações podem causar hiperóxia e pode causar pneumonia;

  • Efeitos Ambientais: Não aplicável por tratar-se de um constituinte natural do ar atmosférico;

  • Perigos específicos: O oxigênio acelera rapidamente a combustão.

Principais Sintomas: Exposição a altas concentrações (maiores que 75% à pressão normal) pode causar sintomas de hiperóxia: cãibras, náuseas, tontura, irritabilidade, perda de reflexos, dor de cabeça, alteração auditiva, hipotermia, ambliopia, respiração dificultada, redução dos batimentos cardíacos, perda de consciência eventual, e convulsões capazes de levar à morte.

4 – Medidas de Primeiros Socorros

  • Medidas de Primeiros Socorros: Levar o acidentado para um local arejado. Se o acidentado estiver inconsciente e não respirar mais, praticar respiração artificial ou oxigenação. Encaminhar ao serviço médico mais próximo levando esta ficha;

  • Inalação: Remover a pessoa para local arejado. Se não estiver respirando, faça respiração artificial. Se respirar com dificuldade, consultar um médico imediatamente;

  • Contato com a pele: não aplicável por tratar-se de um constituinte natural do ar atmosférico;

  • Contato com os olhos: não aplicável por tratar-se de um constituinte natural do ar atmosférico;

  • Ingestão: não aplicável por tratar-se de um constituinte natural do ar atmosférico;

  • Proteção para os prestadores de primeiros socorros: Assistência médica imediata é fundamental em todos os casos de grave exposição. A equipe de socorro para resgate em ambientes confinados deve estar equipada com equipamentos de respiração autônoma e consciente dos riscos de fogo e explosão;

  • Notas para o médico: Não há antídoto específico. Pessoas ainda conscientes devem ser removidas rapidamente para uma área livre e submetidas à ventilação natural. Tratamentos posteriores devem ser aplicados de acordo com a gravidade e os sintomas apresentados. Em caso de contato ocular, proceder à lavagem com soro fisiológica seguida de oclusão e encaminhamento para avaliação oftalmológica.

5 – Medidas de Prevenção e Combate a Incêndio

  • Meios de extinção apropriados: Espuma, CO2, pó químico e água em último caso.

  • Procedimentos Especiais: Máscara autônoma deve ser utilizada para evitar a exposição a gases e fumos provenientes da combustão do produto. Se possível, fechar o fornecimento do gás.

  • Retirar todo o pessoal da área. Não se aproximar, uma vez que cilindros aquecidos podem romper violentamente. Chamar os bombeiros. Mantendo-se à distância e bem protegido, resfriar por 24 horas.

  • Perigos específicos: Acelera rapidamente a combustão. Em caso de incêndio, resfriar os cilindros intensamente com água na forma de neblina até 30 minutos após a extinção. Não se aproximar do cilindro no caso de incidência direta de chama, pois o mesmo se encontra sob risco de explosão.

6 – Medidas de Controle para Derramamento ou Vazamento

  • Precauções pessoais: Utilizar EPI conforme descrito no Item 8.

  • Remoção de fontes de ignição: Interromper a energia elétrica e desligar fontes geradoras de faíscas. Retirar do local todo material que possa causar princípio de incêndio (ex.: óleo diesel).

  • Controle de poeira: Não aplicável por tratar-se de um gás.

  • Prevenção da inalação e do contato com a pele, mucosas e olhos: não aplicável por tratar-se de um constituinte natural do ar atmosférico.

  • Precauções para o meio ambiente: Não aplicável por tratar-se de um gás.

  • Métodos para limpeza: Não cortar ou sucatear o cilindro sem autorização do fabricante do gás, pois a massa de alguns tipos de cilindro contém fibras de amianto que são prejudiciais ao ser humano.

7 – Manuseio e Armazenamento

Manuseio:

  • Medidas técnicas: Utilizar o produto somente em áreas bem ventiladas. Quando o capacete de proteção da válvula for fixo, não tentar retirá-lo ao conectar o cilindro ao equipamento de operação. Não arrastar ou rolar os cilindros pelo chão, utilizar sempre um carrinho apropriado. Não submeter os cilindros a pancadas mecânicas ou equipamentos energizados.

    Utilizar sempre o regulador de pressão na utilização do gás. A pressão de trabalho do cilindro é de 15,0 a 20,0 MPa (150 a 200 Kgf/cm2) Usar válvula de retenção na linha de saída para impedir o retorno do gás para o cilindro. Oxigênio não deve ser usado como substituto de ar comprimido em equipamentos pneumáticos, devido aos lubrificantes inflamáveis.

  • Prevenção da exposição do trabalhador: Utilizar EPI conforme descrito no Item 8. Não comer, beber ou fumar durante o manuseio do produto. Ao abrir a embalagem fazê-lo de modo a evitar vazamento. Não utilizar equipamentos de proteção individual e de aplicação danificados ou defeituosos. Não desentupir bicos, orifícios, tubulações e válvulas com a boca. Não manipular e/ou carregar cilindros danificados.

  • Precauções para manuseio seguro: Utilizar EPI conforme descrito no Item 8.

Orientações para manuseio seguro: Devem ser estocado em tanques, estacionários ou móveis, isolados a vácuo. Os tanques devem ser operados de acordo com as instruções do fabricante ou fornecedor do gás.

Não tentar reparar ou modificar a operação dos tanques. Se houver algum problema operacional entre imediatamente em contato com a Filial mais próxima.

Armazenamento

Medidas técnicas apropriadas: Proteger os cilindros contra danos físicos. Armazenar em local seco e bem ventilado, em área de construção não combustível, distante de locais de passagem. Cilindros de gás devem ser cheios somente por empresas qualificadas. NUNCA os transporte na mala de veículos, caminhonetes fechadas ou compartimento de passageiros. Transporte-os sempre fixos em veículos abertos.

Condições de armazenamento

  • Adequadas: Proteger os cilindros contra danos. Instalar o tanque em área bem ventilado, distante do local de passagem. Não permitir fontes de calor próximas ao tanque. Evitar que o produto fique armazenado muito tempo sem consumo. Não permitir que a temperatura ambiente ultrapasse 52º C. Armazenar os cilindros cheios separadamente dos vazios, afastados 6m dos gases inflamáveis;

  • A evitar: Locais úmidos;

  • Produtos e materiais incompatíveis: Todos os materiais inflamáveis. O contato com material inflamável deve ser evitado. Alguns materiais que não são inflamáveis no ar podem entrar em combustão em ambientes de Oxigênio puro ou rico em Oxigênio;

Materiais seguros para embalagens

  • Recomendadas: Produto já embalado em embalagem apropriada.

8 – Controle de Exposição e Proteção Individual

  • Medidas de controle de engenharia: Quando aplicável utilizar ventiladores, circuladores de ar, exaustores; providenciar uma ventilação adequada ao local de trabalho.

  • Parâmetros de controle específicos:

Limites de exposição ocupacional:

Nome comum Limite de Exp. Tipo Efeito Referências
Oxigênio Não estabelecido TLV-TWA Não estabelecido ACGIH, 1998

Indicadores biológicos:

Nome comum Limite de Exp. Tipo Efeito Referências
Oxigênio Não estabelecido BEI Não estabelecido ACGIH, 1998

Procedimentos recomendados para monitoramento: ambientes com mais de 75% de O2, podem desencadear displasia broncopulmonar.

Equipamentos de proteção individual:

  • Proteção respiratória: Não aplicável por tratar-se de um componente natural do ar atmosférico.

  • Proteção para as mãos: Utilizar luvas de raspa de couro para o manuseio de cilindros.

  • Proteção para os olhos: Não aplicável por tratar-se de um componente natural do ar atmosférico.

  • Proteção para a pele e corpo: Utilizar sapatos de segurança com biqueira de aço para o manuseio de cilindros.

Precauções especiais: Manter os EPI’s devidamente limpos e em condições adequadas de uso, realizando periodicamente inspeções e possíveis manutenções e/ou substituições de equipamentos danificados.

Medidas de higiene: Não aplicável por tratar-se de um componente natural do ar atmosférico.

9 – Propriedades Físico-Químicos

 

Estado físico: Gasoso
Cor: Incolor
Odor: Inodoro
pH: Não aplicável
Temperaturas específicas ou faixas de temperatura nas quais ocorrem mudanças de estado físico:

Ponto de ebulição: -182,9ºC
Ponto de congelamento: -218,8º C

Ponto de ebulição: -182,9ºC
Ponto de congelamento: -218,8º C
Temperatura de auto-ignição: Não determinado
Temperatura de auto-ignição: Não determinado
Ponto de fulgor: Não determinado
Limite de explosividade inferior: Não determinado
Densidade: 1,326 kg/m3 a 21º C e 1 atm
Densidade do líquido no ponto de ebulição: 1.141 kg/m3
Pressão de vapor: Acima da temperatura crítica –118,4º C (21º C e 1 atm)
Solubilidade: Muito pouco solúvel em água.

 

10 – Estabilidade e Reatividade

  • Instabilidade: Produto estável à temperatura ambiente e ao ar, sob condições normais de uso e armazenagem.

  • Reações perigosas: Não há reações perigosas conhecidas.

  • Produtos perigosos de decomposição: Não são conhecidos produtos perigosos da decomposição do Oxigênio, mesmo sob a forma líquida.

11 – Informações Toxicológicas

  • Toxicidade aguda: A substância em altas concentrações pode causar irritação do trato respiratório, e pode causar efeitos nos olhos, pulmões e sistema nervoso central.

  • Toxicidade crônica: Efeitos nos pulmões podem ser observados na inalação a altas concentrações. Não é cancerígeno.

12 – Informações Ecológicas

Efeitos Ambientais, comportamentais e impactos do produto:

  • Impacto Ambiental: Não aplicável por tratar-se de oxigênio, constituinte natural do ar atmosférico.

  • Ecotoxicidade: Não aplicável por tratar-se de oxigênio, constituinte natural do ar atmosférico.

13 – Considerações sobre tratamento e disposição

Métodos de tratamento e disposição:

  • Produto: Não cortar ou sucatear o cilindro sem autorização do fabricante do gás.

  • Restos de produtos: Manter os cilindros contendo o produto, porém com validade expirada em suas embalagens originais adequadamente fechadas.

  • Embalagem usada: Devolver o cilindro devidamente sinalizado, com o rótulo de identificação do produto e com o capacete de proteção da válvula.

14 – Informações sobre transporte

Regulamentações nacionais e internacionais:

  • Terrestres: Número ONU: 1072 – Oxigênio Comprimido

  • Marítimo: (IMDO) Classe de risco = 2.2 Gases comprimidos não tóxicos e não inflamáveis – Número ONU: 1072

  • Aéreo: (ICAO/IATA) Classe de risco = 2.2 Gases comprimidos não tóxicos e não inflamáveis – Número ONU: 1072

Para produto classificado como perigoso para o transporte:

  • Número ONU: 1072

  • Nome apropriado para embarque: Oxigênio Comprimido

  • Classe de risco: 2.2

  • Número de risco: 25

  • Risco subsidiário: 5.1

15 – Regulamentações

Ficha-Seguranca1

16 – Outras informações

Recomenda que todas as pessoas que manipulam este produto leiam com atenção as informações contidas nesta folha de dados, visando com isto esclarecer e deixá-las cientes dos riscos relacionados ao produto e, desta forma, contribuir para minimizar (ou até evitar) acidentes que venham a causar danos ao meio ambiente e/ou à saúde do próprio usuário ou de terceiros.

Todas as informações técnicas e recomendações aqui contidas são baseadas em testes e dados provenientes de publicações técnicas especializadas.

Enio Couteiro
Mergulha há mais de 30 anos e é inspetor especialista em cilindros de mergulho com certificação da PSI dos Estados Unidos, sendo um dos profissionais mais reconhecidos do mercado, em razão do seu vasto conhecimento técnico e tempo de atuação no mercado nacional do mergulho.