Identificadas 165 espécies invasivas na Itália

Coral-Sol - Um dos invasores na costa brasileira - Foto: Clécio Mayrink

Cientistas italianos relatam que a maioria das espécies invasivas foram introduzidas entre os anos 80 e 90, e o maior número de espécies exóticas foi observado no norte do Mar Adriático, particularmente na Lagoa de Veneza.

A maioria das espécies estabelecidas na Itália, são nativas do oeste do Oceano Índico e do Mar Vermelho, e em diversos casos, essas espécies entraram no Mediterrâneo através do Canal de Suez e pelo Estreito de Gibraltar. As espécies que entraram autônomas pelo Estreito de Gibraltar a partir do Atlântico Este, são consideradas “alienígenas”, sendo classificadas como casos de dispersão secundária de espécies exóticas.

Com um total de 165 invasores marinhos e salobrais registrados ao longo dos 7.375 km da costa italiana, significa que, em média, a Itália recebeu pelo menos 2.2 espécies exóticas por cada 100 km de seu litoral desde 1945.

O estudo foi realizado por cientistas italianos que assumiram a tarefa de forma voluntária, fazendo parte do “Allochtonous Species Group” (ASG) na Sociedade Italiana de Biologia Marinha (SIBM).

Redação
Se você possui mais informações sobre o assunto acima, entre em contato com a nossa equipe e ajude a tornar este site ainda mais completo. Isso ajudará os mergulhadores e todos aqueles que estiverem buscando por mais informações.