Ilha do Sal – Mergulhando com o povo do Atlântico

Quantas vezes o colega internauta mergulhador teve a oportunidade de sair do país para mergulhar, e ser perfeitamente compreendido, em português ? Eu tive apenas uma, no Arquipélago de Cabo Verde, mais especificamente na Ilha do Sal.

Este arquipélago está situado no Oceano Atlântico, a 700km da costa Ocidental de África, entre os paralelos 17º 20′ N e 14º 50′ N e os meridianos 22º 40’W e 25º 30’W, sendo composto por dez ilhas: Sal, Santiago, S. Vicente, Santo Antão, S. Nicolau, Fogo, Brava, Maio, Boavista, Santa Luzia e alguns ilhotes. Apesar de pertencer geograficamente ao continente africano, os caboverdeanos se consideram “o povo do atlântico”.

Ilha-Sal-Gabriel-Ganme3O idioma oficial é o português, mas entre a população local é muito comum o dialeto crioulo, onde nós brasileiros achamos que estamos entendendo tudo, mas não estamos entendendo nada. Como são fanáticos por futebol, os caboverdeanos adoram trocar uma prosa conosco.

A Ilha do Sal, destino discutido aqui, teve dois apogeus econômicos, o primeiro quando o  sal era material prima de grande valor, e o segundo, quando seu aeroporto internacional foi construído. Na época em questão, o mesmo era utilizado como porto de abastecimento de combustível dos aviões, nas rotas transatlânticas, pois os mesmos não tinham grande autonomia.

A ilha é um tremendo plano, com apenas um morro com altitude máxima de 400 metros acima do nível do mar. Apesar de grande, com pouco mais de 133 Km², é pouco povoada, e os centros comerciais situam-se distantes uns dos outros, destacando-se Santa Maria, como seu principal pólo turístico. Com hotéis de luxo e praias de beleza ímpar, a Ilha do Sal é um destino ideal para amantes do mar e mergulhadores. Uma preocupação inexistente é com a chuva, pois, literalmente, nunca chove na Ilha do Sal.

Ilha-Sal-Gabriel-Ganme1O Mergulho

Com mais de 10 pontos de mergulho na região de Santa Maria, e outros pontos acessíveis de carro, o que chama atenção é a quantidade de peixes. Entre os principais pontos de mergulho que pude visitar:

3 grutas – muito próximo da praia, tem visibilidade media menor, cerca de 10 metros, porém em suas grutas se encontram cardumes de salemas, trombetas, badejos, além de  moréias e raias-prego. As paredes são forradas de um soft coral, conhecido localmente como “margarida”.

Tchucklassa – com este tremendo nome estranho, que ninguém soube explicar, é um dos melhores pontos da região. Além de excelente visibilidade e dos peixes usuais, há um cardume de cirurgiões gigantesco, e moréias de porte razoável

Cavala – um dos pontos profundos, dista apenas 15 minutos do píer municipal, é um ponto ideal para peixes de passagem, como olhos de boi, cavalas, tubarões, etc

Ferradura – depois de 40 minutos de distância de carro, mergulha-se de praia numa parede forrada de margaridas, mas o ponto alto é uma caverna em forma de ferradura, com 70 metros de extensão, onde pude avistar as criaturas mais “estranhas” do ambiente sem luz.

Existem muitos pontos mais, com excelentes mergulhos, e para o Réveillon estaremos organizando um grupo que queira conhecer esta ilha exótica.

Como Chegar Lá

Existem vôos semanais desde Fortaleza (CE) até a Ilha do Sal, com cerca de 3 horas de duração. Cabo Verde tem representação consular em São Paulo e Brasília, e o visto de entrada deve ser solicitado (leva cerca de dois dias, mas atendem apenas as terças e quintas-feiras).

Melhor Época

Cabo Verde pode ser visitado o ano inteiro, e devido à sua geografia, a Ilha do Sal permite mergulhos sempre em alguma região.

O Clima

Ilha-Sal-Gabriel-Ganme2O arquipélago é beneficiado por um clima subtropical temperado, com temperaturas médias do ar entre 22º e 27ºC na estação fria. A temperatura chega acima dos 32ºC, nos seus meses mais quentes de Agosto e Setembro.

A temperatura da água varia de acordo com as estações do ano sendo também afetada pela existência de termoclinas. Assim estas podem variar entre os 21º e os 28ºC à superfície e entre os 18º e os 24ºC no fundo.

Fico à disposição dos internautas para esclarecimentos de dúvidas e aguardo os que quiserem me acompanhar em dezembro.

Gabriel Ganme
Dr. Gabriel Ganme é médico do esporte, e responsável pelo ambulatório de Medicina dos Esportes de Aventura da Escola Paulista de Medicina, no CETE - UNIFESP. Mergulha desde 1980 e foi Course Director pela PADI de 1990 até 2016. Foi Cave Intructor Sponsor (NSS/CDS), Technical Instructor pela TDI e IANTD, e membro da Undersea & Hyperbaric Medical Society. Atualmente é proprietário de uma clínica especializada em medicina esportiva.