Imperial Marinheiro

Data: 24/06/1865

GPS: 23º 4, 212′ S / 44º 0, 205′ W

Localização: Ponta da Restinga da Marambaia

Profundidade (m): 2 – 4

Visibilidade (m): 2 – 4

Motivo: Encalhe

Estado: Desmantelado e enterrado

Carga: Material Bélico

Tipo: Corveta

Nacionalidade: Brasil

Dimensões (m): 37.57 / 9.75 / 3.35

Deslocamento (t): 623

Armador: Marinha do Brasil

Estaleiro: Arsenal de Marinha – RJ

Propulsão: Vela

Fabricação: 01/08/1850

Notas:

A equipe do Brasil Mergulho esteve no naufrágio em 19/04/2002, e comprovamos que não há mais peças expostas.

Histórico

A Corveta Imperial Marinheiro, foi o primeiro navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil, em homenagem aos marinheiros-nacionais. Foi construída no Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro, tendo sua quilha batida em 1º de agosto de 1850. Foi lançada ao mar em 27 de agosto de 1851 e submetida a Mostra de Armamento e incorporada em 21 de janeiro de 1852. Foi seu primeiro comandante o Capitão-de-Fragata Francisco Manuel Barroso da Silva.

1851
Em 21 de setembro, tornou-se o primeiro navio a ser docado no Dique Imperial (hoje Almirante Jardim) na Ilha das Cobras, inaugurado nesse mesmo dia.

1852
Entre abril e junho, fez uma viagem às Ilhas Malvinas (Falklands), com escala em Montevideo.

1857
Em 18 de janeiro, partiu do Rio de Janeiro, sob o comando do Capitão-de-Fragata Francisco Cordeiro Torres e Alvim, em viagem de instrução à Europa, com escalas em Lisboa (13 de março), Cadiz (25 de abril), Gibraltar (12 de maio), Toulon (25 de maio), Genova (12 de junho), Napoles (4 de julho), Palermo (8 de agosto), Argel (26 de agosto), Plymouth (27 de setembro), Cherbourg (4 de novembro), retornando ao Rio de Janeiro em 3 de fevereiro de 1858.

1865
Em 24 de junho, naufragou na Restinga da Marambaia, no litoral sul da Provincia do Rio de Janeiro. Era seu comandante o Capitão-de-Fragata Antônio Rodrigues da Costa.

Haviam 14 canhões Paixhans de calibre 30

Fonte: Navios de Guerra Brasileiros

Redação
Se você possui mais informações sobre o assunto acima, entre em contato com a nossa equipe e ajude a tornar este site ainda mais completo. Isso ajudará os mergulhadores e todos aqueles que estiverem buscando por mais informações.