Inquérito é aberto por mortes com máscara e snorkel integrados

Após alguns afogamentos na costa de Maui, no Havaí, policiais decidiram abrir uma investigação sobre o uso das máscaras com snorkel integrado.

Pelo menos duas das nove pessoas que se afogaram, estavam utilizando o equipamento, aumentando algumas preocupações de segurança, pois alguns dos acidentados eram mergulhadores com experiência.

Alguns especialistas dizem que ocorre um acúmulo de dióxido de carbono no interior da máscara, o que pode fazer com que o mergulhador fique desorientado ou perca a consciência.

O snorkeling é a principal causa de morte de turistas no Havaí. De acordo com o Departamento de Saúde do Estado, entre 2007 e 2016, 156 visitantes morreram enquanto mergulhavam, uma média de 17 mortes por ano, mas o que chama a atenção, é que houveram nove mortes de pessoas realizando snorkeling em apenas 13 dias.

Os bombeiros chamam esse “pico sem precedentes” em incidentes de afogamento de oceanos e estão examinando as máscaras com snorkel integrado para saber se há alguma relação.