Laser Scan – Uma solução para a busca de naufrágios

Submarino mapeado pelo Laser Scan instalado em um avião.

Pouco se sabe sobre equipamentos voltados à pesquisa de naufrágios. Atualmente o governo americano tem investido milhões em pesquisas de mapeamento e monitoração do país, com isso, surgiram alguns equipamentos como o Laser Scan, onde têm sido muito utilizado nas pesquisas na região costeira dos Estados Unidos, por grandes agências como o NOAA, maior orgão americano de pesquisas ambientais.

Laser Scan2O princípio do Laser Scan é bastante simples, é baseado em um sistema com feixes de laser para a aquisição de dados topográficos.

Como funciona

O Laser Scan é um scanner que emite vários feixes de laser continuamente em direção ao solo e recebe estes sinais refletidos com os dados da topografia local.

Laser Scan1Para cada pulso emitido, existe um timeout, ou seja, o tempo gasto entre a emissão e o recebimento do sinal em direção ao solo. Além disso, o sistema recebe dados dos satélites e estações em terra, para plotar um mapa topográfico com os GPS’s da região.

O sistema é colocado na parte inferior de um avião, onde este sobrevoa à uma altitude variando entre 500 à 6100m, sobre a área a ser pesquisada e coletando as informações.

Veja o gráfico ao lado, onde mostra como funciona o mapeamento.

Laser Scan3

Pesquisadores X Naufrágios

O custo é bem elevado, mas em grandes pesquisas, com certeza, é um excelente recurso à ser utilizado pelos pesquisadores devido ao grau de definição da imagem gerada pelo sistema.

Além da definição e precisão obtida, uma vantagem crucial, é a rapidez com que se obtém a informação, comparado-se com pesquisas baseadas no uso de aparelhos como o Magnetômetro (responsáveis pela detecção de metais) e o Side Scan (geração de mapas topográficos), pois exige-se que uma navegação seja realizada na área para a geração dos mapas e/ou obtenção de dados. Comparando-se a velocidade de uma embarcação versus à de um avião, nem preciso dizer nada.

No gráfico ao lado, a linha vermelha representa o sinal sendo enviado pelo avião em direção ao solo, e a linha verde, o sinal já refletido com as informações à serem processadas pelo computador.

Teste realizado pela Equipe Brasil Mergulho

Em abril de 2002, estivemos na Flórida, precisamente em, região próxima à West Palm Beach e Fort Lauderdale, para mergulhar em alguns naufrágios da região, dentre eles, o Sea Emperor e o United Caribean. Apesar de ser o final do inverno na América do Norte, tivemos água clara, com visibilidade em torno dos 30m e água à 28 ºC.

Laser Scan4Com os dados e mapas obtidos através do software Flórida Near Shore, desenvolvido pela empresa americana Tenix Corporation, pudemos comprovar a perfeição do sistema, pois os naufrágios vistos nas imagens do CD-Rom, mostravam com grande precisão a topografia do fundo, bem como o posicionamento dos naufrágios, que estão a aproximadamente 100m de distância entre si.

Após os testes, chegamos à conclusão de que este equipamento seria perfeito para as buscas de naufrágios, devido à sua qualidade, precisão e rapidez com que se consegue mapear o fundo do mar.

Clicando nas imagens abaixo, você poderá visualizar um exemplo gerado pelo Laser Scan, pegando os naufrágios Noula Express e o United Caribben, afundados na região de Deerfield Beach, Flórida – EUA.

Clecio Mayrink

Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em 1987 pela CMAS e realizou Dive Master em 1990 pela PADI. Hoje é mergulhador Técnico Trimix (Mergulho Profundo) e de cavernas (Technical Cave Diver e Advanced Cave Side Mount / No Mount).

Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008, idealizador do site Brasil Mergulho em 1998 (MTB 0081769/SP) e atuou como consultor para a ONU, UNESCO, Segurança Pública, além de diversos órgãos públicos no Brasil.