Maria Celeste

Data: 16/03/1954

GPS:

Localização: A 500m da costa, nas proximidades do porto de São Luís

Profundidade (m):

Visibilidade (m):

Motivo: Explosão

Estado

Carga: 1.000 cilindros com parafina e 3.000 cilindros com combustível.

Tipo: Cargueiro

Nacionalidade: Brasil

Dimensões (m): 54

Deslocamento (t): 632

Armador: Companhia Navegação São Paulo

Estaleiro: Kane S.B. Co.

Propulsão

Fabricação: 1944

Notas:

O navio pegou fogo durante três dias seguidos. Dezesseis homens morreram. Fonte: Dictionary of Disasters at Sea during the Age of Steam.

Relato de Antônio Pereira Cândido, filho de um dos náufragos do Maria Celeste:

Meu pai, Claudionor Cândido, era taifeiro neste navio.

Do que já ouvi dele, o acidente ocorreu a partir de um problema elétrico junto ao mastro principal, e havia um carregamento de combustível (querosene e gasolina de aviação) no convés do navio, muitos galões acondicionados neste local. Um deles apresentou um vazamento que não foi percebido pela equipe de manutenção e uma possível faisca provocada por algum curto, teria deflagrado o incêndio que devorou o navio.

Os momentos que se sucederam foram de muita angústia e desespero. Neste navio estava também um irmão de meu pai, José Cândido.

Percebendo a gravidade da situação os dois foram para a popa do navio e se lançaram ao mar nadando para alcançar as embarcações que buscavam resgatar os náufragos. Uma grande dificuldade das equipes de resgate (barqueiros voluntários que tentavam chegar na embarcação em chamas) era a cortina de fumaça e chamas no mar, provocada pela queima do combustível na superfície do mar.

As explosões dos barris no convés faziam com que estes decolassem como foguetes e ao caírem no mar provocavam grandes poças de combustível em chamas.

Os náufragos necessitavam nadar entre as “poças de combustível” em chamas e muitos moreram por serem atingidos pelos barris ou por serem envolvidos nas ilhas de fogo provocadas pelo combustível que flutuava em chamas.

O acidente ocorreu a pouco mais de 500 metros da costa e o número de vitimas fatais chegou a pouco mais de duas dezenas.

Meu pai e seu irmão foram regatados por uma pequena embarcação. eu tio, por ter mais vigor e mais capacidade de natação, muito ajudou a meu pai com palavras de estímulos isso foi decisivo para que hoje pudéssemos relembrar episódio tão marcante na vida dos dois.

Imagens:

Redação
Se você possui mais informações sobre o assunto acima, entre em contato com a nossa equipe e ajude a tornar este site ainda mais completo. Isso ajudará os mergulhadores e todos aqueles que estiverem buscando por mais informações.