Mergulhador é morto por arraia em aquário de Cingapura

Foto de dezembro de 2013 mostra mergulhador Philip Chan fantasiado de Papai Noel no aquário com as arraias - Foto: Edgar Su /Reuters

Um mergulhador morreu depois de ser atingido no peito pelo ferrão de uma arraia em um aquário de Cingapura, informou a empresa proprietária do estabelecimento nesta quarta-feira.

Philip Chan, de 62 anos, chefe dos mergulhadores do Underwater World Singapore (UWS), preparava os animais para serem transferidos a outro aquário na terça-feira quando sofreu o ferimento.

Ele foi levado a um hospital, onde morreu horas depois.

“Foi um acidente trágico”, disse a Haw Par Corporation, dona do UWS, em um comunicado.

O UWS estava fechado ao público desde junho, e Chan, que trabalhava no local desde sua abertura em 1991, era um dos 10 funcionários que foram mantidos para cuidar dos animais até que se encontrassem lares adequados para eles.

A Haw Par disse que suspendeu o programa de transferência e que está “auxiliando as autoridades nas investigações”.

A maioria das arraias, comuns em águas tropicais costeiras, tem um ou mais ferrões na cauda, que usam para se defender.

O conservacionista e “caçador de crocodilos” australiano Steve Irwin morreu em 2006 depois de ser atingido várias vezes por uma arraia na Grande Barreira de Corais.

Redação

Se você possui mais informações sobre o assunto acima, entre em contato com a nossa equipe e ajude a tornar este site ainda mais completo. Isso ajudará os mergulhadores e todos aqueles que estiverem buscando por mais informações.