Mergulhador aprendeu a caminhar após DD grave

Foto: News & Star

Steve Hallett, de 52 anos, estava mergulhando em Wastwater e acabou tendo uma doença descompressiva.

Gradualmente foi perdendo a sensibilidade abaixo da cintura e sofreu de insuficiência renal, tendo que passar por tratamento em câmara hiperbárica duas vezes por dia durante duas semanas no Spire Murrayfield Hospital, Liverpool.

Segundo os médicos, ele teria morrido sem o tratamento.

Segundo Steve, ele havia realizado o mesmo mergulho centenas de vezes, descendo até 50m e ficando alguns minutos nesta profundidade.

Ao sair da água no último deles, começou a passar mal. Começou com uma dor nas costas e foi piorando. “Sabia na hora que era doença descompressiva e grave”, disse Steve.

Ele passou a respirar oxigênio puro e foi para o West Cumberland Hospital, onde um helicóptero o levou para Wirral, indo direto para a câmara hiperbárica.

Posteriormente voltou ao hospital Spire Murrayfield e iniciou um tratamento de fisioterapia, realizando duas sessões por dia com muitos exercícios para andar e equilibrar.

Com o tempo, a fisioterapia passou a dar resultados, ajudando a Steve a manter o equilíbrio e começar a andar como anteriormente.

Redação
Se você possui mais informações sobre o assunto acima, entre em contato com a nossa equipe e ajude a tornar este site ainda mais completo. Isso ajudará os mergulhadores e todos aqueles que estiverem buscando por mais informações.