Mergulho na Grande Barreira de Corais – Austrália

Foto: Nina Ferreira

Se você é mergulhador, a Grande Barreira de Corais (Great Barrier Reef)  deve que estar na lista de destinos a visitar. Ela é considerada a maior estrutura de corais multicoloridos do mundo e pode ser vista do espaço.

Quando tomei a decisão de mudar para a Austrália, mergulhar na Grande Barreira de Corais era prioridade em meus destinos a explorar do outro lado do mundo. E é claro, que na minha primeira oportunidade em viajar pelo país, optei por conhecer Cairns, uma cidade ao norte da Austrália e uma das principais saídas dos barcos para o mergulho na Grande Barreira de Corais.

Ao chegar em Cairns procurei uma operadora de mergulho para fazer logo a reserva, mesmo sabendo que passaria uma semana na cidade, mas não quis perder tempo, a ansiedade consome diariamente, imagina em um paraíso como aquele.

A previsão do tempo não era das melhores, sendo assim, considerei a previsão do tempo do celular e agendei para uma quarta-feira, que era único dia que não estava previsto chuva, e deu muito certo. O dia estava lindo para realizar três saídas de mergulho, em três pontos diferentes, em um dos paraísos de mergulho. Perfeito !

Eram 8:30h da manhã peguei minha bicicleta (que aluguei por 10 dólares a semana) e fui até o porto que fica praticamente no centro de Cairns, o acesso é muito simples e a grande maioria das pessoas vão de bicicleta ou andando. A saída estava agendada para as 9h e saiu pontualmente com uma variedade imensa de nacionalidades, sendo a grande maioria, estudantes e mochileiros.

Depois de quase 2h horas de navegação, fizemos a primeira parada e realizamos o primeiro mergulho, que já foi incrível. Neste ponto ficamos aproximadamente 2h, e depois voltamos para o barco onde foi servido o almoço e tivemos um tempo para relaxar. Após o almoço seguimos para os dois próximos destinos de mergulho, que foram espetaculares.

O mergulho em Cairns é garantia de muita visibilidade, muita vida, muita cor, corais incríveis e claro uma variedade de espécie encantadora. Lá você pode deparar com tubarões, arraias, lulas, tartarugas, polvos, barracudas, peixe palhaço, entre outros cardumes.

Reserva

Fiz a reserva pelo Deep Sea Divers, uma das muitas opções de operadoras de mergulho que há por lá. Como a cidade é voltada ao turismo, o que você mais vai encontrar, são agências de viagens e operadoras de mergulho.

Custos

Paguei US$ 280 australianos por uma saída com três mergulhos, sendo cada um deles, em um ponto diferente com todas os equipamentos inclusos e com alimentação no barco.

Fiz apenas esta saída, porém, as operadoras oferecem diversos pacotes. Se você tiver tempo e dinheiro, há opções de liveaboard podendo ficar até 7 noites embarcado realizando muitos mergulhos, inclusive noturnos.

Certificação

Se você não é certificado, pode realizar um curso no mesmo dia antes de mergulhar. Você será acompanhado pelos instrutores e poderá aproveitar muito essa experiência.

Se você ama mergulho, pode imaginar a sensação que eu tive durante essa experiência.

Nina Ferreira
Mineira de Poços de Caldas, morou algum um tempo em São Paulo, residindo atualmente na Austrália, para um intercâmbio. Criou um blog e um canal no You Tube, onde conta suas histórias e aventuras na Austrália.