Data: 18/05/2019

GPS: 26° 1.873’S / 47° 34.755’O

Localização: Altura de São Francisco do Sul, 95Km da costa.

Profundidade (m):

Visibilidade (m)

Motivo: Emborcou

Estado: Inteiro

Carga:

Tipo: Módulos M-15 e M-16 da plataforma de petróleo P71

Nacionalidade: Brasil

Dimensões (m)

Deslocamento (t):

Armador: Petrobras

EstaleiroJurong – China.

Propulsão:

Fabricação:

NotasA balsa Locar V, da empresa Locar, naufragou parcialmente na noite do último dia 18, enquanto estava sendo rebocada de Itajaí-SC com destino ao Espírito Santo. Ela transportava dois módulos de geração de energia da plataforma P71, da Petrobras, e durante o incidente, não fez vítimas. Ela estava sendo rebocada pelo TS Favorito, rebocador da Tranship.

Em comunicado à Capitânia dos Portos de Itajaí, a Proamar informa que “no dia 18/05/2019, por volta das 19:30h, nas proximidades da Lagoa Canal do Linguado em Santa Catarina (…) ocorreu o naufrágio parcial da Balsa Locar V com os módulos M-15 e M-16 da P-71, indo a pique de forma parcial, tendo ficado com uma parte boiando de forma submersa em conjunto com a sua carga por causas ainda indefinidas”. A Proamar é uma agência marítima representando a Tranship nessa operação.

Os módulos M-15 e M-16 são unidades de geração de energia do topside do FPSO P-71 que foram construídos em Itajaí e estavam sendo transportados para o Aracruz-ES- para serem instalados na plataforma. A integração da P71 está contratada com o estaleiro Jurong e o casco foi feito na China.

Ainda não se sabe o estado dos módulos. A Petrobras informou que ainda está apurando as consequências do naufrágio.

Os módulos que estavam sendo rebocados são conjuntos de turbinas abastecidas com gás produzidos nos próprios campos, que alimentam as plataformas. São unidades de grande porte, podendo chegar a 50 MW de potência instalada em plataforma de grande porte como a P71.

Em um vídeo que circula na web, fica claro que os módulos foram para o fundo do mar.