Naufrágio Faria Lemos

Na praia de Guaibura, entre Nova Guarapari e Meaípe, em um conjunto de recifes chamado “Três Pedras”, se localiza o naufrágio do vapor “Faria Lemos”.

Este naufrágio que costuma ter boa visibilidade somente no verão é uma ótima opção a aqueles interessados em mergulhos mais tranquilos. Paralelo ao recife e em profundidade de 8 a 12 metros, o Faria Lemos é um excelente mergulho em naufrágio.

Iniciando o mergulho pela popa, sua parte mais rasa, vemos o cabeço de amarração e logo ao lado um grande motor que ainda têm conectado a sua estrutura parte do eixo do hélice. Seguindo mais a frente, está a tubulação de vapor, as duas caldeiras principais e a caldeira auxiliar.

Uma grande quantidade da carga, que dizem ser barris de óleo e azeite está espalhada pela área junto a “baciões” de metal.

Indo em direção à proa, passamos por um turco, guincho, um deck de metal e os pregos da quilha. Uma clássica âncora almirantado delimita a área dos destroços.

Uma grande quantidade de louças, algumas da marca “Ironstone”, garrafas e talheres de prata da marca “Fry & Son” estão espalhadas pelo navio.

Apesar de estar situado na área de uma praia, não é possível atingir os destroços a nado. O ideal é a utilização de uma lancha rápida saindo de Guarapari.

Infelizmente não há informações sobre o navio mas algumas pessoas afirmam que o navio é Inglês.

No dia do mergulho fomos brindados com uma excelente visibilidade de cerca de 15m, que possibilitou a visão do navio da superfície.

Agradecimentos ao Julio Yaber da operadora Atlantes que nos levou até lá.

Rodrigo Coluccini
Criador e proprietário da Revista Deco Stop, foi um dos responsáveis pela divulgação em larga escala das informações sobre naufrágios no litoral brasileiro, fato antes restrito a poucos. É co-autor do manual de naufrágios da certificadora PDIC. Seu trabalho é citado em vários livros atuais sobre história maritima brasileira confirmando a importância de seu trabalho.