Navio W. Besnard – Prefeitura de Ilhabela decide pelo afundamento

Foto: Prefeitura de Ilhabela

Após longos meses de discussão, a Prefeitura de Ilhabela decidiu finalmente pelo afundamento do navio Professor W. Besnard.

Havia um impasse na prefeitura, pois havia surgido a ideia de transformar o navio em museu, contudo, diante do alto grau de degradação em que o navio se encontra e o alto custo da reforma para transformá-lo em museu, finalmente a prefeitura decidiu dar continuidade e transformá-lo em recife artificial.

Segundo a prefeitura, o afundamento está previsto para ocorrer em 7 meses e estará localizado entre as ilhas Sumítica e Búzios, nas proximidades da Ilhabela.

Com o afundamento, o navio irá se transformar em um grandioso recife artificial e habitat de inúmeras espécies marinhas, sendo um novo ponto para os mergulhadores, aumentando o turismo local com a nova atração.

Atualmente a embarcação está atracada na região próxima ao atracadouro da DERSA, no cais do Armazém 5 do complexo.

O navio foi fabricado na Noruega em 1966 e atuou pela Universidade de São Paulo (USP) em 1967, obtendo o nome em homenagem ao primeiro diretor do Instituto Oceanográfico da USP, Wladimir Besnard, falecido em 1960. Após 40 anos em operação, o navio se tornou um ícone na história da oceanografia brasileira.

Em 2008 sofreu um incêndio e sua navegabilidade ficou comprometida, e desde então o navio permanece no porto de Santos-SP.