Neptune Gascogne

Apelido: Plataforma Linhares

Data: 1997

GPS:

Localização: Porto da Barra do Riacho, da Aracruz Celulose – 50 milhas de Vitória.

Profundidade (m): 42

Visibilidade (m): 8 – 30

Motivo:

Estado: Inteiro

Carga:

Tipo: Plataforma de Petróleo com Auto elevação

Nacionalidade: Brasil

Dimensões (m): 60 / 9

Deslocamento (t)

Armador: Trans Texas

Estaleiro: Lê Tourneau, subsidiária francesa da ESSO

Propulsão:

Fabricação: 1956

Notas: Em 1983 a plataforma era utilizada na área próxima à São Mateus-ES, e nesse mesmo ano, partiu em direção ao estado do Rio de Janeiro para ser reparada. Próximo à região de Regência, pegou um tempo muito ruim e acabou perdendo ali uma das três pernas de sustentação.

Continuando seu trajeto para o Rio de Janeiro, ao passar em frente a Baía de Vitória, um dos dois pés restantes acabou não suportando a viagem e torceu, mas não se rompeu. Os técnicos resolveram então cortar este pé (encontra-se aos 39m de profundidade) para entrar no Porto de Vitória. O terceiro pé foi cortado e afundado bem longe e fundo da costa.

No mesmo ano, uma operação de salvatagem foi realizada com sucesso, tanto na perna de Regência como a de Vitória, pois havia a necessidade de remoção de alguns equipamentos de grande importância.

A plataforma foi comprada pela Odebrecht e seu nome mudado para Norbe III. Um ano mais tarde, a companhia norueguesa Rigmar a comprou, renomeando para Rigmar 151.

Em 1999, na costa da Jamaica, a ex-Neptune Gasgone naufragou novamente, desta vez definitivo. Seis tripulantes foram salvos por helicópteros americanos.

Imagens:

Redação
Se você possui mais informações sobre o assunto acima, entre em contato com a nossa equipe e ajude a tornar este site ainda mais completo. Isso ajudará os mergulhadores e todos aqueles que estiverem buscando por mais informações.