Octopus – O equipamento e sua manutenção

Passamos a conhecer o octopus ou regulador de segurança, ainda durante o curso de mergulho básico. Ao longo deste curso, utilizamos o octopus para simular uma eventual situação emergencial.

Infelizmente o que vemos posteriormente, é que o mergulhador dá pouca atenção e tempo com este equipamento, seja na aquisição e principalmente na manutenção.

Tipos

Atualmente encontramos os mais variados tipos e modelos de octopus no mercado, atendendo a todo tipo de público e necessidade. É possível encontrar alguns modelos com ou sem ajuste de fluxo, na cor preta ou amarela, do barato ao caro. Uma infinidade de modelos.

Também são encontrados alguns poucos modelos interligados a traquéia do próprio colete equilibrador, cujo intuito, é fornecer o gás ao próprio mergulhador que o carrega.

Esse é um conceito diferente dos tradicionais modelos de octopus, pois alguns acreditam que o mergulhador que venha precisar de gás embaixo d´água, na maioria das vezes, ele não irá pedir o octopus do seu dupla, e sim, arrancar o regulador principal dele, e neste caso, o mergulhador que passa a fornecer o gás ao mergulhador com problemas, poderá facilmente pegar sua traquéia com o seu octopus interligado, e respirar normalmente e de forma rápida.

Um outro argumento para a utilização desse tipo de equipamento refere-se ao tamanho das mangueiras utilizadas nos octopus. É comum ver os mergulhadores com aquela mangueira com maior comprimento dando voltas, podendo ocorrer algum tipo de enrosco em algum objeto submerso.

Particularmente, gosto dos modelos anexos à traquéia, são mais caros, porém, deixam o mergulhador menos vulnerável embaixo d´água, além de deixar a configuração de equipamentos mais arrumada.

E a manutenção ?

Um ponto crucial e importante, mas que nem todos param pra pensar.

De fato, o octopus é o tipo de equipamento que adquirimos e esperando nunca ter que utilizá-lo, e é justamente aí é que o problema aparece, pois muitos mergulhadores chegam a comprá-lo e esquecem de realizar todas as manutenções necessárias anualmente, para mantê-lo em excelentes condições para uma eventualidade.

Assim como o regulador, o octopus deve passar pelo processo de manutenção anual, para evitar possíveis problemas na hora “H”.

Octopus2Aquisição

Infelizmente ainda existem mergulhadores que não se preocupam com seus duplas ou até consigo mesmo. São raros, porém, mergulhando em locais remotos, esbarramos eventualmente com algumas pessoas que ainda mergulham com reguladores sem octopus.

Dificilmente isso será visto em uma embarcação de uma escola / operadora de mergulho, tendo em vista o grande crescimento e a preocupação que os centros de mergulho têm tido ao longo dos últimos anos com a segurança do mergulhador; mas como tudo na vida, ver um mergulhador sem octopus não é impossível.

Se você pretende adquirir um octopus, faça uma comparação quanto ao quesito performance, marca, facilidade na obtenção de peças de reposição e se o equipamento possui fácil manutenção.

Alguns modelos possuem um tamanho bem reduzido, porém, com um excelente fluxo de gás.

Quanto ao preço, nem sempre é documento. É possível encontrar alguns modelos de octopus caros, mas de baixa performance. Faça uma pesquisa antes de sair para comprá-lo.

Pontos importantes

  • Procure octopus de marca conhecida no mercado.
  • Verifique o tamanho da mangueira. Ela deverá possuir o comprimento adequado para o tipo de equipamento em si e que dê um conformo ao dupla durante o uso.
  • Performance é um detalhe importantíssimo. Fique atento ao fluxo de gás e não saia comprando um modelo simplesmente por ser “bonitinho”. O principal é possuir um equipamento eficiente.
  • Manutenção – Como mencionei anteriormente, fique atento as manutenções e antes de comprá-lo, verifique se a reposição de peças é de fácil aquisição e custo não tão elevado.
Clecio Mayrink
Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em 1987 pela CMAS e realizou Dive Master em 1990 pela PADI. Hoje é mergulhador Técnico Trimix (Mergulho Profundo) e de cavernas (Technical Cave Diver e Advanced Cave Side Mount / No Mount). É juiz internacional de apneia pela AIDA e foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008. Produziu documentários sobre as Bahamas, Bonaire, Galápagos e Laje de Santos, visitando mais de 30 países. Foi o idealizador do site Brasil Mergulho criado em 1998 (MTB 0081769/SP), atuou como consultor para a ONU, UNESCO, além de diversos órgãos públicos no Brasil.