Os tubarões de New Providence Island

Após uma rápida passagem em Miami, um verdadeiro paraíso para fazer compras, embarcamos para a cidade de Nassau, nas Bahamas.

As Bahamas são na verdade, um arquipélago com mais de 700 ilhas espalhadas pelo Mar do Caribe. Um aspecto interessante de um mergulho nas águas das Bahamas, é o intervalo de superfície de tirar o fôlego num cenário paradisíaco que está esperando por você mergulhador.

Bahamas3Nassau é a capital de New Providence Island, um lugar ideal para se explorar os inúmeros naufrágios e arrecifes em águas que rodeiam a ilha. Existem diversos naufrágios conhecidos mundialmente, que inclusive, e já apareceram em cenários de filmes de Hollywood como o Thunderball, na filmagem de Never Say Never Again (James Bond 007), fora muitos outros.

Mas o que nos interessava, era se aventurar pelo “desconhecido” e por isso estávamos atrás de naufrágios pouco explorados e não tão famosos, mas que com certeza teriam, muita coisa interessante para mostrar à nós mergulhadores.

Chegamos à ilha no início da noite, e daí, era só nos preparar para o tão esperado dia, o dia em que mergulharíamos no famoso Shark Dive com a Stuart Cove´s, que é sem dúvida, o mais famoso mergulho e com a principal operadora das Bahamas.

Shark Dive – Runway

Após muita ansiedade, chega enfim o primeiro dia de mergulho e nossa aventura inicia-se no ponto chamado Runway, situado na denominada “Língua do Oceano”. Refere-se a um paredão com profundidades de mais de dois mil metros numa das áreas em que os mergulhadores terão o seu primeiro contato com os tubarões, podendo apreciar esses fabulosos “animais” ao seu redor, que ficam geralmente patrulhando o abismo, para só depois vê-los se alimentar na chamada “Arena do Tubarão”.

Bahamas1Este ponto fica a menos de 10 minutos de lancha a partir da costa, e neste mergulho nós conhecemos também dois naufrágios: O “Ray of Home” e o “Bahama Mama”, este último já bem desmantelado. Posso afirmar que o Shark Dive é sem dúvidas uma grande atração de mergulho e uma das mais famosas atividades de mergulho com tubarões do mundo, atraindo mergulhadores e pessoas de todos os lugares que desejam experimentar algo diferente e emocionante. Eram cinco filas com mergulhadores de diversos países procurando se agendar no shark dive do dia. Uma verdadeira loucura !

Na Arena do tubarão, onde acontece o chamado Shark Feeding (Tubarões sendo alimentados) os mergulhadores podem ver a principal “estrela” de muito perto e até senti-los passando por cima, ou pelos lados para buscar os alimentos que são dados como isca por um instrutor especializado. Esse ponto fica a mais ou menos 11m de profundidade e é um local plano e arenoso localizado acima de uma área de águas profundas, ou seja, na parte superior do recife.

Nesse mergulho, os mergulhadores devem prestar muita atenção ao que seus instrutores dizem antes do mergulho e seguir suas indicações para que tudo ocorra bem. O que mais nos impressionou nesse mergulho, foi o fato de assistir estes seres disputando um pequeno espaço para comer, e tudo isso à poucos metros, ou mesmo, poucos centímetros de nós.

Infelizmente alguns problemas começaram a me perseguir e de uma forma incomum, pois minha caixa estanque alagou dentro do reservatório de água doce do barco. Não acreditava no que estava acontecendo comigo, pois foram meses dedicados a essa viagem com propósito de trazer tanto boa fotos.

Bahamas6Por sorte o cartão de memória se salvou juntamente com as fotos tiradas anteriormente.

Port Nelson

No segundo dia, nossos mergulhos seriam concentrados pela manhã e conheceríamos naufrágios não tão famosos, porém excelentes. Conseguimos alugar uma câmera na Fin Photo do Stuart e assim, fiz algumas adaptações de última hora, acoplando uma base com dois flash strobos.

Seguimos para o primeiro ponto onde descemos em um recife de corais até chegar ao naufrágio chamado de Port Nelson, aos 23m de profundidade.

Port Nelson é um naufrágio de tamanho mediano com farta vida marinha ao redor, e nos seus porões. Algumas garoupas de Nassau, badejos, frades, muitas gorgônias e esponjas.

Mike’s Reef

No segundo mergulho, conhecemos o chamado Mike’s Reef, que fica bem próximo ao Shark Arena, e que sem dúvida, foi um dos melhores pontos que conhecemos nessa viagem.

Além de muitos peixes, corais e moluscos, recebemos a visita de três tubarões que circularam a área e, rapidamente, foram embora. Foi realmente um momento inesquecível nessa aventura e uma grata surpresa à todos.

David Tucker

No terceiro dia de nossa aventura iríamos conhecer logo na primeira imersão, um naufrágio de maior porte chamado de David Tucker, situado a mais ou menos 20m de profundidade.
O David Tucker foi um navio de defesa da força bahamense e afundado de forma proposital junto ao paredão onde normalmente é freqüente a presença de tubarões.

Para nossa tristeza, nesse mergulho não vimos nenhum tubarão, mas em compensação, foram vistos xaréus, peixes-papagaio, bodiões, esponjas, diversos corais, gorgônias enormes e uma pequena tartaruga que fugia de nossas lentes.

BBC Wreck

No segundo mergulho do dia, conhecemos a um recente ponto denominado de “BBC Wreck”, um naufrágio artificial realizado pela BBC de Londres com o intuito de analisar o crescimento da vida marinha ao redor do naufrágio, com o passar dos tempos.

O naufrágio em si, ainda possui pouca vida, mas o recife nas proximidades é um espetáculo à parte. Vimos um polvo sendo perseguido por uma garoupa, frades cinzas de grande porte, cirurgiões, cardumes de pequenos peixes, muitas gorgônias e espojas multicoloridas embelezando a paisagem local.

Bahamas4Passeios

O quarto dia não poderíamos fazer nenhum mergulho autônomo, pois iríamos voar para a Flórida bem cedo do dia seguinte. Decidimos agendar uma visita à Exumas Cay (Ship Channel Cay), um lugar lindíssimo, com água claríssima e claro, muitos tubarões e arraias que interagem com os turistas a menos de 1m de profundidade. Como infelizmente a maré não estava ao nosso favor e por um erro de comunicação da agente de turismo que representava diversos passeios no hotel, acabamos perdendo o passeio por falta de vagas. Ficamos frustrados, pois é uma atração nova e imperdível das Bahamas.

Restou-nos pensar de última hora no que fazer então para suprir essa atração e decidimos conhecer os aquários e áreas de lazer do gigantesco Hotel Atlantis em Paradise Island. Se você pretende ir a Nassau, com certeza separe um dia para conhecer o hotel, pois é fantástico.

São áreas e aquários enormes com diversos tipos de tubarões, arraias, peixes coloridos e inclusive uma grande arraia Manta no seu aquário principal. Embora esse passeio não estivesse planejado anteriormente, acabou sendo uma das grandes surpresas que tivemos na ilha

Bahamas2

Compras

Para as compras procure conhecer as feiras locais no centro de Nassau, onde os bahamenses mantêm a tradição dos antigos índios lucaios e tainos na produção de arte e artesanato distintos, que refletem sua herança rica em arte e talento. Eles utilizam fontes locais para criar pratos, temperos, cerâmicas, artesanatos, arte e música singulares e o Duty Free, onde jóias e perfumes são o ponto forte nas vendas e preços baixos.

Dicas

  • O câmbio oficial é o dólar bahamense, porém o dólar americano é usado normalmente em todo o arquipélago;
  • A voltagem na ilha é de 110v com tomada três pinos, mesmo modelo usado nos Estados Unidos;
  • O idioma falado na ilha é o inglês britânico e não é necessário visto de entrada na ilha para brasileiros, se viajar pelo Panamá. Indo via Miami, o visto americano será necessário;
  • Os meses de junho a novembro constituem a temporada de furacões, sendo importante ficar em alerta;
  • Use roupas claras e leves, pois o calor na ilha é muito intenso;
  • Existem varias opções de passeios pela ilha oferecidos nos hotéis. Na minha opinião, Exumas Cay e o Atlantis, o ponto mais alto;

Viajantes acima de um ano de idade devem apresentar Certificado Internacional de Vacinação contra a Febre Amarela se estiverem vindo de países com risco de infecção, como Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Panamá, Paraguai, Peru e Venezuela. Visitantes desses países devem ser vacinados até 10 dias antes de entrar nas Bahamas.

Bahamas5Acredito que New Providence Island é o local perfeito para quem deseja mergulhar com tubarões, face a excelente infraestrutura local por parte das operadoras de mergulho na ilha, em especial a Stuart Cove’s.

É um bom lugar para se conhecer, principalmente para quem deseja aproveitar belíssimas praias e fazer compras. O povo é razoavelmente hospitaleiro e na ilha existem algumas opções de lazer, tanto durante o dia como durante à noite. Foi uma viagem bem interessante, com momentos de diversão e de apreensão, devido ao alagamento de minha caixa estanque, mas também, de muito aprendizado para as próximas aventuras.

Ruver Bandeira
Natural de Fortaleza-CE, é graduado em Geografia, Especialista em Educação, Gestão Escolar, e já participou como facilitador de cursos em educação ambiental. Além de fotógrafo subaquático, é Rescue Dive pela PADI, e iniciou sua paixão pelo mergulho e fotografia no ano de 1998, após uma viagem realizada ao arquipélago de Fernando de Noronha. Já escreveu diversos artigos para publicações especializadas em mergulho, registrando suas viagens com o objetivo de mostrar as belezas naturais como a importância da preservação.