Pontos de Mergulho no Estado do Ceará

Canal do Uruaú

O embarque é feito pela praia de Uruaú a 130 Km de Fortaleza, levando-se 3h de barco até o local. É uma pedra muito alta com muitos peixes, barracudas, pampos, enormes e arraias.

Parque Estadual Pedra Risca do Meio

O Parque Estadual Pedra da Risca do Meio, foi idealizado pela Fundação Netuno, em parceria como Projeto Netuno e criado por meio da Lei nº 12.717 de 05 de setembro de 1997.

O intuito é proteger a área de reprodução e alimentação da vida marinha e as espécies ameaçadas de extinção, resgatar a pesca artesanal realizada  pelos jangadeiros, estudar e desenvolver programas para a pesca de forma sustentável, e incrementar o turismo subaquático.

Implantado pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente – SEMACE e administrado pela mesma em parceria com a Fundação Netuno, o Parque Estadual Marinho Pedra da Risca do Meio é formado por belíssimos recifes submersos com uma visibilidade subaquática impressionante, variando de 15 a 30m e riquíssima biodiversidade.

Normalmente a temperatura gira em torno dos 27ºC e com uma área total de 33.2 Km², onde estão localizados sete excelentes pontos de mergulho.

O Parque Estadual está a 10 milhas do Porto do Mucuripe, em Fortaleza, na direção 60º NE.

Cabeço do Arrastado

Cabeço do Arrastado é uma pedra baixa, mas comprida (300m). Possui muita vida marinha ativa com vários tipos diferentes de peixes. A profundidade vai até os 22m e visibilidade em torno dos 15 metros.

Córrego da Volta

O Córrego da Volta é um balneário que fica situado no município de Itarema, ao norte do Ceará, e distante 215 km da capital Fortaleza. Ele é um afluente do Rio Acaraú, que possui alguns quilômetros de extensão e com uma visibilidade incrível em suas águas, fato esse que impressiona os turistas e até mesmo os moradores locais, pode ela pode alcançar facilmente aos 15m.

Pedra do Mar

Este ponto de mergulho está dentro dos limites do Parque Estadual Marinho. Área onde se encontra muitas moreias, lagostas, budiões e peixes ornamentais. A profundidade chega aos 22m e a visibilidade em torno de 15 à 20m. É comum serem vistos tubarões-lixa.

Pedra Nova

É o melhor lugar para “Batismo”, pois a profundidade gira em torno dos 16 aos 19m, com diversas pedras, esponjas, budiões, moreias, baiacús, dentre outros. A pedra é coberta de pequenos cardumes de pequenos peixes, além de moradia de tartarugas. Há uma grande tartaruga que normalmente é a alegria dos mergulhadores. A visibilidade média de 15m.

Pedra da Botija

Formada por um grupo de pedras que se espalham sobre o fundo arenoso, o local apresenta diferentes espécies de peixes comestíveis e grande número de peixes trombeta, arraias e peixes-anjo. A profundidade varia entre 23 e 26m e a visibilidade gira em torno dos 15 metros.

Pedra da Risca do Meio

Também conhecida como Pedra do Urubú, Pedra da Risca do Meio deu nome ao Parque Marinho, que conta com profundidades variando entre 22 e  28m, é uma pedra com uma grande fenda, com uma biodiversidade local impressionante, onde normalmente são vistos frades, peixes-anjo, tartarugas, peixes-trombeta, baiacús, esponjas, além de diversos outros tipos. GPS 03º 34,138′ S / 38º 24,460′ W

Risca do Aquiraz

Neste ponto encontramos pedras altas e angulares sobre uma área de mais de 2 km2. A vida marinha é exuberante com rica biodiversidade. A profundidade é, em média, de 25m e a temperatura da água é estável de 27ºC, aproximadamente, o ano inteiro. Leva-se em média 2:30h de navegação e visibilidade média em torno dos 18m.

Redação
Se você possui mais informações sobre o assunto acima, entre em contato com a nossa equipe e ajude a tornar este site ainda mais completo. Isso ajudará os mergulhadores e todos aqueles que estiverem buscando por mais informações.