Prefeito de Ilhabela volta atrás quanto ao navio Prof. W. Besnard

O Prefeito de Ilhabela, Márcio Tenório, esteve visitando hoje visitando o navio Prof. W. Besnard, e constatou o real estado em que o navio se encontra.

Durante a visitação, foi gravado um vídeo onde o prefeito afirma que irá retomar com a audiência pública quanto ao afundamento do navio nas proximidades da Ilhabela, para a criação de recife artificial.

Tudo indica que o prefeito irá embargar o pedido de tombamento ao CONDEPHAAT protocolado pelo Instituto IMAR.

Prefeito e vereadores realizam vistoria no navio Prof. Wladimir Besnard, em Santos O prefeito de Ilhabela, Márcio Tenório, acompanhado do Vereador Anísio Oliveira, Vereador Marquinhos Guti e Vereador Gabriel Rocha, esteve na manhã desta quarta-feira (16/8) no Porto de Santos, vistoriando o navio Prof. Wladimir Besnard. Segundo o vereador Marquinhos Guti, “o navio está sucateado. Na audiência pública vamos apresentar um relatório geral, e vamos mostrar que o navio não tem condições. O município não pode ficar arcando com mais de R$ 100 mil por mês por causa de “ong’s” que tem interesse no navio”.“Infelizmente, é triste ver uma embarcação que tem uma história representativa para o país, totalmente sucateada. Este é um dos abacaxis que vamos ter que descascar juntos”, declarou o prefeito de Ilhabela, Márcio Tenório, referindo-se ao imbróglio sobre o caso. A Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, suspendeu por prazo indeterminado, a audiência pública para a apresentação das propostas recebidas como destino ao navio oceanográfico W. Besnard, que estava marcada para a última quinta-feira, 10, na Câmara Municipal da cidade.De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Mauro de Oliveira, o motivo do adiamento se embasa na protocolização de pedido pelo Instituto do Mar junto ao CONDEPHAAT, solicitando que a embarcação seja tombada como patrimônio histórico. Além disso, a proposta de criação do Parque dos Naufrágios aguarda manifestação das comunidades tradicionais, visto que o projeto diretamente as afetará”. – HistóricoO navio pertencia ao Instituto Oceanográfico da USP. Em 2008 sofreu um incêndio e, desde então, está ancorado no Porto de Santos. No ano passado foi doado para o município de Ilhabela.Durante os mais de 40 anos em que permaneceu à disposição da USP, navegou por seis vezes para a Antártida; transportou cerca de 50 mil amostras de organismos marinhos; navegou durante 23 anos sem interrupções; possuí 80 diários de bordo; inúmeras pesquisas e muitas histórias.

Posted by Conexão Ilhabela on Wednesday, August 16, 2017