Relatório Anual de Incidentes de Mergulho da BSAC 2018

Foto: Clécio Mayrink

A BSAC é uma certificadora da Inglaterra e disponibilizou um relatório de incidentes ocorridos no ano de 2018 com mergulhadores ingleses esta semana, com dados recolhidos a partir de formulários de relatórios de incidentes da Agência Marítima, Guarda Costeira, Superintendência de Mergulho da MOD, dentre outras certificadoras de mergulho no país.

Infelizmente 19 mergulhadores morreram no ano de 2018, sendo 6 deles membros da BSAC. Três desses mergulhadores tinham mais de 60 anos e a idade média dos mergulhadores que morreram gira em torno dos 55.8 anos (no ano passado a idade média era de 55.3). Este é lamentavelmente o maior número de fatalidades desde o ano de 2004.

A importância do treinamento e habilidades no resgate

Este ano, os conselheiros do setor de incidentes conduziram uma nova análise da eficácia das técnicas de resgate de mergulhadores. A utilização do octopus foi implementada com sucesso em 85% dos incidentes relatados e a técnica de flutuação controlada foi bem sucedida em 78% dos incidentes.

Uma análise mais aprofundada das técnicas de ressuscitação aplicada pelos mergulhadores quando a vítima estava inconsciente e não respirando, mostra que a RCP, a RCP enriquecida com oxigênio e o uso de DEA foram bem sucedidos em trazer de volta a consciência do mergulhador em 16 dos incidentes, respectivamente. Esta nova análise demonstra o valor do resgate e treinamento das habilidades de mergulho.

Clique aqui para baixar o arquivo PDF (2.6mb) do relatório completo (em inglês) dos incidentes ocorridos na Inglaterra no ano de 2018.