Roupas de Mergulho – Algumas observações antes da compra

Muitos mergulhadores nos questionam que tipo de roupa de mergulho deve adquirir, e a primeira coisa que se deve cogitar, é que tipo de mergulho se pretende fazer. Existem 4 tipos de roupas:

Neoprene (ou Molhada) – É o modelo mais comum entre os mergulhadores. Ela pode ter várias espessuras, 2, 3, 4.5, 5, 6.5 e 7mm. Ela é fabricada com um material chamado neoprene, e normalmente é importado, possuindo um custo e eficiência menor que os demais tipos.

Quando um mergulhador pula na água, esta por sua vez, entra na roupa e se transforma em uma camada entre o mergulhador e a roupa. A partir daí, o corpo do mergulhador entra em contato direto com a água que entrou, e automaticamente, passará o calor corpóreo para esta. A água que entrou, contribui para a diminuição da circulação de água para o interior da roupa, e sendo assim, diminui-se o contato com a água externa mais fria.

Uma roupa de 3 a 4.5mm, são indicadas para águas com temperatura média entre 24ºC em diante, indicadas para os estados do nordeste do país. De 5 à 7mm, para águas com temperatura média entre os 15º aos 23ºC, sendo mais indicadas para mergulhos efetuados nas regiões sul e sudeste.

Roupa Semi-Seca – Este tipo tem um custo mais elevado e é indicada para temperaturas variando entre 14º aos 23º. Normalmente tem espessura entre 6 e 7mm e apesar de ser fabricada em neoprene, dois fatores diferem do modelo tradicional: o zíper e o nylon 1 em suas extremidades. Evite roupas semi-secas com zíper nas extremidades, pois eles facilitam a colocação e retirada da roupa, mais ajudam a ter mais circulação de água justamente quando não é para se ter.

Por ser uma peça inteira, ela só possui um zíper apenas, normalmente fabricado de um tipo específico de metal e como o encaixe dos dentes se fecham por completo, não permitem que a água entre por ali. Já nas suas extremidades como nos pulsos, tornozelos e pescoço, há um contato direto da pela com o neoprene como se fosse um selo, vedando o interior da roupa da água externa. Apesar da água entrar pela roupa no momento em que se pula, a circulação é bem inferior à roupa tradicional.

Em algumas ocasiões, justamente por diminuir a saída de ar residual em seu interior, o mergulhador deve puxar a gola por alguns instantes para deixar entrar um pouco d’água para que parte do ar que ainda permaneceu em seu interior possa sair e não provocar algum edema na pele do mergulhador.

Roupa SecaRoupa Seca – Normalmente utilizada por mergulhadores com mais experiência e em mergulho técnico, ela isola totalmente o mergulhador da água externa. Além disso, o mergulhador utiliza undergarment, como se fosse um conjunto de moletom, variando de espessura, para ajudar a aquecer ainda mais o mergulhador. Em mergulhos em águas extremamente frias, como mergulhos no gelo por exemplo, é essencial o uso desta roupa.

Para compensar o volume do ar no interior da roupa, é conectada uma mangueira que pode vir do cilindro principal ou de um pequeno cilindro chamado “pony bottle”. Em algumas ocasiões, quando são utilizados um cilindro pony, este é recarregado com o gás argônio, pois este é um gás mais quente que os demais e ajuda no aquecimento do corpo do mergulhador.

Existem diversos modelos de roupa seca, como as trilaminadas e as de um tipo específico de neoprene. Para o uso desta roupa, é essencial que o mergulhador realize um curso de Dry Suit (Roupa Seca) e treine bastante antes de realizar um mergulho técnico, pois o mergulhador tem que ter a prática no controle de flutuabilidade da mesma.

Roupa de Água Quente – Utilizada em mergulho profissional apenas e normalmente em plataformas. Ela isola totalmente o mergulhador da água e há uma mangueira por onde entra a água quente para aquecer o mergulhador.

Detalhes de uma roupa

Quando for adquirir uma roupa, veja antes que tipo de mergulho você mais irá realizar, e calcule custo X benefício. Procure por roupas de marcas conhecidas, pois normalmente tem qualidade superior as demais. Se existir uma variação de preço muito alta entre um modelo e outro, veja o motivo, pois normalmente não há grandes vantagens nisso.

Aspectos importantes

Zíper Seco– Veja a qualidade do zíper quando à resistência. Note se ele fecha facilmente e se o encaixe dos dentes é perfeito. No caso de uma roupa Semi-Seca, um bom zíper é fabricado em metal, e apesar de ser mais caro, é mais resistente.

Capuz – Uma boa roupa sempre tem capuz, pois ele irá proteger contra possíveis impactos em pedras e contra uma “cabeçada” no casco de naufrágio por exemplo.

Nylon 2 ou Plush – Atualmente quase todas as roupas são fabricadas com nylon do tipo plush, também conhecido como “atoalhado”. Olhando o interior da roupa, a camada que entra em contato direto com a pele, tem uma forma como se fosse uma toalha com aqueles nós. As roupas de nylon 2, tem a camada de nylon idêntica à camada de nylon externa. A roupa com plush é mais confortável e melhor de vestir que a de nylon 2.

Luvas – Existem atualmente diversos tipos de luva, algumas fabricadas somente em nylon, outras de neoprene e alguns modelos em neoprene com a parte inferior em couro. Se você pretende mergulhar em águas relativamente quentes, um modelo de couro é o mais indicado, pois o modelo todo em neoprene tira bastante a sensibilidade no contato das mãos com algum objeto. Modelos fabricados totalmente em nylon, são desaconselháveis pois não oferecem proteção.

Luvas fabricadas totalmente em neoprene devem ter espessura de 2 ou 3mm no máximo. Luvas de 5mm só devem ser utilizadas em águas muito frias pois o mergulhador fica praticamente sem sensibilidade.

Botas / Meias – As botas são utilizadas em nadadeiras sem calcanhar, oferecendo mais proteção ao pé do mergulhador e é mais cômodo utilizá-la, pois ao término do mergulho, o solado fabricado em material sintético ou de uma borracha mais dura, permite o mergulhador caminhar livremente sem se preocupar com possíveis objetos cortantes em barcos ou em pedras. As meias são pouco utilizadas atualmente, pois não oferecem tanta proteção quanto as botas. Tanto as botas quanto as meias são fabricadas com espessura de 3 e 5mm, sendo mais aconselhável adquirir a de 5mm, pela proteção e durabilidade superior.

Existem no mercado alguns poucos modelos de botas e luvas a serem utilizados com roupa seca, porém são um pouco mais caras, mais vale a pena.

Costura – Verifique se não existem fios abertos. Uma boa roupa possui costura resistente e os fios não abrem facilmente. Uma roupa com proteção de borracha nos joelhos e cotovelo dão maior proteção.

Clecio Mayrink

Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em 1987 pela CMAS e realizou Dive Master em 1990 pela PADI. Hoje é mergulhador Técnico Trimix (Mergulho Profundo) e de cavernas (Technical Cave Diver e Advanced Cave Side Mount / No Mount).

Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008, idealizador do site Brasil Mergulho em 1998 (MTB 0081769/SP) e atuou como consultor para a ONU, UNESCO, Segurança Pública, além de diversos órgãos públicos no Brasil.