São Paulo Boat Show 2008 – Show ou decepção ?

Foto: Clecio Mayrink

Este ano está sendo realizado o São Paulo Boat Show 2008, um evento realizado anualmente, com o intuito de promover o mercado de náutica em geral.

O que se espera de uma feira dessas, é uma extensa amostra de embarcações dos mais variados tipos e modelos disponíveis no mercado, além dos diversos tipos de produtos relacionados ao meio aquático.

No caso do Rio Boat Show, há uma vantagem para os visitantes, que é a visitação as embarcações na água e em alguns casos, até mesmo a possibilidade de um test drive com a embarcação desejada.

Até algum tempo atrás, tanto o SP Boat Show como o Rio Boat Show, traziam muitas novidades do mercado náutico e até do mergulho, que para nós mergulhadores brasileiros, carentes de uma feira como o DEMA Show, por exemplo, as feiras náuticas poderiam ser a nossa referência do mercado do mergulho no Brasil, onde poderíamos ver as novas tendências do mergulho e conhecer novos equipamentos.

Este ano o “mergulho” esteve presente ao Rio Boat Show e simplesmente desapareceu do São Paulo Boat Show. Quem visitar a feira, não verá absolutamente nada sobre mergulho, o que concluímos que houve algum problema quanto à execução da feira. Divulgação e alto custo são os pontos mais indicados para o problema.

Quanto ao mercado náutico, notamos poucas novidades, aliás, muita coisa repetida do ano passado e uma diminuição expressiva quanto ao número de expositores e até de visitantes. O que era o caos para parar o carro no estacionamento da feira, podia ser feito tranquilamente em pleno domingo, dia em que mais há visitação.

É parar e pensar…

A cidade de São Paulo possui dezenas de escolas e operadoras de mergulho. É o maior centro no país de empresas ligadas ao “mergulho”, e não havia sequer uma empresa presente a esta feira.

O que há de errado ?

A resposta só poder ser custo.

Para que tenhamos uma ideia, até alguns anos atrás, era possível obter uma carteira de Arrais Amador diretamente no stand da Marinha do Brasil, realizando uma prova em um dia de feira e pagando apenas R$ 20. Nesta edição da feira, o custo já está em R$ 80, sendo que é possível retirar a mesma carteira em algum posto da Marinha pela metade do preço.

Se você pretende visitar a feira, prepare o bolso. Gastará R$ 20 de estacionamento e mais R$ 30 de ingresso por pessoa, para uma feira onde percorremos todos os corredores tranquilamente em menos de 2hs.

Será que ninguém percebeu essa alta nos preços ?

O mercado de mergulho no Brasil já é grande o suficiente para ter uma feira só de mergulho, contendo os distribuidores, escolas, operadoras e empresas de turismo, e o que está faltando, é um amadurecimento da idéia e por em prática na forma de ação.

Será que já não chegou a hora do mergulho ter a sua própria feira no Brasil ?

É um caso a ser pensado.

E se você realmente desejar ir à feira, você encontra mais informações através do site oficial boatshow.com.br

Clecio Mayrink
Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em 1987 pela CMAS e realizou Dive Master em 1990 pela PADI. Hoje é mergulhador Técnico Trimix (Mergulho Profundo) e de cavernas (Technical Cave Diver e Advanced Cave Side Mount / No Mount). É juiz internacional de apneia pela AIDA e foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008. Foi o idealizador do site Brasil Mergulho criado em 1998 (MTB 0081769/SP), atuou como consultor para a ONU, UNESCO, além de diversos órgãos públicos no Brasil.