Shearwater Perdix – O computador do momento

Computador Perdix - Foto: Clécio Mayrink

Atualmente encontramos diversos computadores de mergulho no mercado, no entanto, são poucas unidades que atendem completamente a todos os tipos de mergulhadores, mas dois deles vem se destacando: o Shearwater Perdix e Perdix Ai.

Esses computadores são fabricados pela empresa Shearwater, localizada em Richmond, no Canadá, e são destinados para qualquer tipo de mergulhador, seja ele básico ou extremamente avançado.

Inicialmente a Shearwater se destacou no mercado por desenvolver e produzir computadores voltados para os mergulhadores técnicos e rebreathers, e com o tempo, passaram a desenvolver outros modelos visando atender a grande demanda mundial, pois havia uma carência de computadores de alta tecnologia com fácil usabilidade e para qualquer tipo de mergulho.

Perdix e Perdix Ai

Os computadores Pedrator e o Petrel foram os percursores, e posteriormente, a Shearwater lançou o Perdix e Perdix Ai.

Os dois últimos são praticamente idênticos, e a diferença é que o Perdix Ai informa a pressão de até dois cilindros de mergulho, utilizando transmissores instalados no primeiro estágio do regulador e sendo voltado aos praticantes da configuração sidemount, pois o Perdix Ai é o único computador no mercado, que consegue exibir a informação dos cilindros ao mesmo tempo na tela.

Tanto o Perdix como o Perdix Ai, possui uma interface amigável, utilizando um LCD de 2.2′ colorido de alta tecnologia e com qualidade ótica exemplar, facilitando a visualização das informações durante o mergulho, mesmo por aqueles que possuem alguma dificuldade para enxergar de perto.

Eles utilizam uma pilha comum do tipo AA e o próprio mergulhador pode fazer a substituição simplesmente removendo a tampa e trocando a pilha por uma nova, sem a preocupação com alagamento, pois o compartimento é estanque. Com isso, por mais remoto o local onde se esteja, problemas com a bateria do computador o mergulhador não terá.

Segundo o fabricante, uma pilha comum alcalina permite o uso contínuo por até 45h. Utilizando uma pilha modelo SAFT 4500, ela chega a durar 120h.

Talvez um dos detalhes que contribuíram para que a linha Perdix seja reconhecida como um dos melhores computadores, são os botões de acionamento e o menu.

Na verdade não existem botões, e sim, duas áreas onde o mergulhador pressiona levemente o dedo e o computador interpreta a ação, não havendo a possibilidade de alagamento pelos botões, como ocorre na maioria dos computadores atualmente disponíveis.

O menu de configuração é de fácil leitura e interpretação. Mesmo sem ler o manual, o mergulhador não tem dificuldades para utilizar o computador. As informações coloridas dão destaque para dados importantes e facilitam a percepção mesmo sob baixa visibilidade e escuridão.

Outro aspecto interessante, é que o próprio mergulhador pode realizar a atualização de firmware via bluetooth, não sendo necessário usar cabos e/ou retornar o computador ao fabricante ou distribuidor, caso ocorra algum tipo de atualização do software do produto.

A Shearwater disponibiliza também o Shearwater Desktop e Shearwater App, que permitem criar planejamentos, obter dados dos mergulhos, dentre outras ações.

Computador Perdix

Primeiras impressões

A Shearwater enviou uma unidade do Perdix para que pudéssemos conhecer o produto de perto, e tive a possibilidade de usar o equipamento em tipos de mergulhos diferentes.

A primeira impressão é quanto à qualidade e acabamento do produto. O computador é leve e confortável no braço. Ele é vendido com duas formas de fixação: Bungee (elásticos de borracha) e com duas pulseiras com engates rápidos (quick release).

Os botões de acionamento são fantásticos e você facilmente consegue realizar as configurações dentro ou fora d’água. Basta tocar levemente nos locais e pronto. Mesmo em um mergulho com 18°C de temperatura e usando luvas, não tiver o menor problema em acioná-los.

O LCD colorido permite uma excelente leitura dos dados, mesmo no meu caso, pois utilizo óculos de leitura.

O menu é muito intuitivo, aspecto que normalmente me incomoda em outros computadores, mas no Perdix, é muito fácil compreender o que ele está informando ou acessar uma determinada configuração.

Características

  • Tabela Buhlmann com o opcional VPM-B;
  • Ar, Nitrox e Trimix;
  • 5 misturas;
  • Bússola Digital com compensação de 3 eixos, o que evita erros e desvios;
  • Planejamento de Mergulho;
  • Atualização de firmware por bluetooth;
  • Multi línguas, inclusive com português;
  • Log de 1.000h de mergulho com gráfico do perfil;
  • Profundidade máxima operacional: 260m;
  • 2 tipos de fixação: Bungee ou pulseira
  • Peso: 154g.

Na caixa

  • Caixa de proteção com acabamento impecável;
  • O-rings extras em silicone;
  • Drive USB para conexão bluetooth;
  • Chave para substituição da bateria;
  • Manual;
  • Adesivos da marca;
  • Pequeno mosquetão.


Conclusões

Confesso que fiquei muito impressionado com o Perdix.

A qualidade do produto é excepcional e é visível que a Shearwater se preocupou em criar um produto que atendesse todas as necessidades, usando um material de ótima qualidade, além da usabilidade que é maravilhosa.

Você percebe que o fabricante foi detalhista no projeto como um todo.

É um produto que não cria dificuldades para operá-lo, muito pelo contrário, é muito fácil mergulhar com ele e configurá-lo mesmo embaixo d’água, e classificaria como um produto nota 10 sem dúvidas.

Atualmente o produto é encontrado na Scuba Repair na rede Narwhal e mais informações podem ser obtidasno site do fabricante: www.shearwater.com

 

Análise em vídeo

Clecio Mayrink
Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em 1987 pela CMAS e realizou Dive Master em 1990 pela PADI. Hoje é mergulhador Técnico Trimix (Mergulho Profundo) e de cavernas (Technical Cave Diver e Advanced Cave Side Mount / No Mount). É juiz internacional de apneia pela AIDA e foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008. Foi o idealizador do site Brasil Mergulho criado em 1998 (MTB 0081769/SP), atuou como consultor para a ONU, UNESCO, além de diversos órgãos públicos no Brasil.