Spool e Carretilhas – O que são e forma de uso

Apesar de ser um equipamento simples, podemos dizer que a carretilha contribui na segurança do mergulhador, seja ele recreacional ou técnico.

O princípio básico de uma carretilha, é guiar o mergulhador até o ponto inicial onde a mesma passou a ser utilizada. Em mergulhos em caverna ou no interior de naufrágios, o mergulhador utiliza a carretilha como um cabo guia, que nada mais é do que a sua garantia de retorno ao ponto inicial da exploração.

Logicamente, a entrada de um mergulhador em uma caverna ou no interior de um naufrágio, requer treinamento e habilidades especiais para tal.

No que diz respeito aos mergulhadores recreacionais, a carretilha pode ser utilizada para um retorno seguro até a embarcação, quando por ventura, haja baixa visibilidade ou correntes no local. Outra situação comum, é se distanciar de um paredão de uma ilha por exemplo, indo em direção ao fundo de areia. Independente de ter ou não uma bússola, a carretilha dará a direção correta para o retorno seguro do mergulhador. Além disso, será um equipamento indispensável em buscas subaquáticas e em algumas ocasiões, para levantar objetos afundados.

Atualmente existem diversos de carretilhas, que são destinadas conforme o perfil do mergulho ou necessidade em questão.

Atuais modelos

Hoje os modelos mais comuns são: Spool, Carretilha Primária ou de Exploração e Carretilha Secundária.

Spool
Spool

Spool

Nada mais é do que um carretel normalmente fabricado na cor preta, podendo variar em 2 tamanhos, contendo cabos com 30 ou 50m de comprimento. Uma Spool é utilizada em pequenas distâncias. No caso do mergulho técnico, é utilizada em procedimentos descompressivos e na entrada de cavernas.

Carretilha1
Carretilha Primária ou de Exploração

Carretilha Primária ou de Exploração

São as maiores carretilhas, contendo em média 120m de cabo.

Alguns modelos são especialmente fabricados para a exploração de cavernas ou naufrágios, e levam consigo mais de 300m de cabo.

Particularmente não gosto dos modelos com alça lateral, pois acredito que há mais chances de embaraçar o cabo embaixo d’água.

Carretilha2
Carretilha Secundária

Carretilha Secundária

Considero este modelo ideal aos recreacionais, por serem pequenas e fáceis de levar. Possuem 50m de cabo e podem ser utilizadas para incursões e procedimentos descompressivos.

Clecio Mayrink

Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em 1987 pela CMAS e realizou Dive Master em 1990 pela PADI. Hoje é mergulhador Técnico Trimix (Mergulho Profundo) e de cavernas (Technical Cave Diver e Advanced Cave Side Mount / No Mount).

Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008, idealizador do site Brasil Mergulho em 1998 (MTB 0081769/SP) e atuou como consultor para a ONU, UNESCO, Segurança Pública, além de diversos órgãos públicos no Brasil.