Um mergulho no mar de Aruba

Situada no mar do Caribe, Aruba é uma ilha com apenas 30 quilômetros de comprimento com 10 de largura, distante 27 Km da costa venezuelana.

O clima é quente e seco durante a maior parte do ano e suas chuvas se concentram nos meses de outubro, novembro e dezembro, estando fora da zona dos temidos furacões.

Em Aruba, sempre é verão, pois a temperatura média gira em torno de 28°C. O fuso horário é de uma hora a menos que o horário de Brasília.

Aruba3O que me levou a conhecer a ilha foi sua riqueza em atrações e opções de lazer para os mais variados gostos, como: praias lindíssimas, cassinos, compras com bons preços (o imposto cobrado em Aruba é baixíssimo), safáris de jipes, passeios de veleiros, esportes náuticos, o bom número de operadoras de mergulho, a variedade de mergulhos com ótimos preços, pescarias, etc.

Sua capital e principal centro comercial é Oranjestad, que devido a colonização, possui uma arquitetura holandesa, onde encontramos dezenas de lojas famosas, shoppings (Seaport e Marketplace), restaurantes e inúmeras redes de fast food, como McDonalds e Subway).

As línguas são o holandês, inglês, francês, espanhol e o papiamento. A moeda é o florim, embora o dólar americano seja bem aceito em todas as transações comerciais e financeiras da ilha. Cartões de créditos também são aceitos em quase todas as lojas.

Quanto ao vestuário, devido ao sol e intenso calor é apropriado usar durante o dia camisetas de malha fina e clara, bermudas, tênis e sandálias. O uso de boné, um bom óculos escuros e protetor solar são importantes. Já pela noite, em alguns cassinos, hotéis e restaurantes, o uso de um blazer ou terno é tido como obrigatório.

E os mergulhos ?

São simplesmente maravilhosos !

Para mergulhar em Aruba não há muita dificuldade pois a visibilidade da água gira em torno dos 30m, chegando facilmente aos 50m em alguns locais. A temperatura média da água em torno dos 26°C o ano todo, dispensando o uso de grossas roupas isotérmicas.

São inúmeras as operadoras locais de mergulho com preços variados. Os mergulhos saem a partir de U$ 45 para um cilindro, U$ 70 para dois cilindros e U$ 60 para o noturno. Já o aluguel do equipamento completo para mergulho fica em torno de U$ 25. Se for feito pacotes de mergulho (pelo menos três), o preço sai mais barato, sendo cobrado pelos três mergulhos e por todo o equipamento incluso, cerca de U$ 150. Resumindo, bem mais barato que em nosso país.

Dentre os diversos pontos de mergulho que conheci, destaco esses:

Aruba4Naufrágio Antilla

Conhecido também como “navio fantasma”, o Antilla é um cargueiro alemão com 122m de comprimento afundado propositalmente pelo seu capitão durante a Segunda Guerra Mundial, para que o mesmo não fosse tomado pelos holandeses.

É um belo naufrágio, coberto de corais, esponjas e tunicados, que devido sua imensidão e riqueza de flora e fauna marinha, se torna impossível conhecê-lo totalmente com apenas um cilindro e sua profundidade máxima chega aos 20m.

Sem guia local é praticamente impossível não se perder no mesmo. Fiquei encantado e quase hipnotizado com a variedade e quantidade de peixes e animais marinhos como frades, peixes-trombeta, lagostas, garoupas, moréias, peixes-pedra, xilas, barracudas, bodiões, caranguejos-aranha, camarões-palhaço, etc.

Naufrágio Pedernalis

Petroleiro torpedeado por um submarino alemão durante a segunda guerra. O mesmo é considerado como um ótimo mergulho para iniciantes, visto que sua profundidade gira em torno dos 12m. A visibilidade é incrível, o que facilita a vida aos adeptos da foto-sub. O naufrágio foi cortado em três pedaços pelos americanos durante a guerra, ficando no local somente o centro da peça danificado pelo torpedo.

A área em torno desse navio é muito rica em vida marinha, o que tornou esse mergulho maravilhoso e inesquecível. Os destaques na minha opinião, foram exemplares para fotos do tipo macro, como caranguejos-aranha, camarões-palhaço, peixes-sapo e peixes-pedra.

Malmok Reef

Totalmente coberto por corais moles, corais cérebro, plantas e esponjas, esse recife é conhecido pela quantidade de lagostas e arraias que ficam no local aguardando os fotógrafos. Aos praticantes de foto em macro, esse local é rico em micro diversidade. Sua profundidade máxima é de aproximadamente 21m e a visibilidade é fantástica. Em termos de Aruba2paisagem marinha foi o mais bonito que conheci.

Porém existem diversos outros pontos como: Kantil Reef, Sonesta, Barcadeira, Dantchis, Airplane, Isla Bonita Reef, Plonco, Mas Bango, Porto Reef, Debbie Wreck, Garret Star Wreck, Bali Barge Reef, Skalahein Reef, Jane Wreck e Shark Reef.

Para finalizar posso afirmar que Aruba é um lugar maravilhoso, com um povo educado e hospitaleiro, com muitas opções de lazer (tanto durante o dia como durante a noite) e que tenho a pura certeza de que nunca vou esquecê-lo. Foram momentos incríveis com muita diversão, de novas amizades, de aprendizagens no mergulho e nas fotografias subaquáticas, e que algum dia, certamente espero repetir através em outra viagem ao local.

  Dicas

  • Imigração – Os brasileiros não precisam visto, podendo ficar na ilha por até 3 (três) meses
  • Taxa de embarque – U$ 35
  • Água / Eletricidade – Não é necessário comprar água engarrafada em Aruba, a água da torneira é pura e refrescante, destilada na segunda maior usina de dessalinização d’água salgada do mundo. O óleo é refinado na costa sudoeste da ilha e raramente há queda de força. A voltagem adotada 110v.
Ruver Bandeira
Natural de Fortaleza-CE, é graduado em Geografia, Especialista em Educação, Gestão Escolar, e já participou como facilitador de cursos em educação ambiental. Além de fotógrafo subaquático, é Rescue Dive pela PADI, e iniciou sua paixão pelo mergulho e fotografia no ano de 1998, após uma viagem realizada ao arquipélago de Fernando de Noronha. Já escreveu diversos artigos para publicações especializadas em mergulho, registrando suas viagens com o objetivo de mostrar as belezas naturais como a importância da preservação.