Undergarment DUI XM450: Com ele o frio não existe

Undergarment DUI XM450 - Foto: Rodrigo Estrela

Apesar de ser um equipamento relativamente caro, costumo dizer que a roupa seca é um excelente custo benefício que um mergulhador pode ter, pois é um equipamento que quando bem tratado, dura muitos anos e vai lhe permitir realizar os mergulhos de forma confortável, mesmo em águas frias. A minha roupa seca já chegou aos 11 anos de uso e aparenta ainda ter longa duração.

Há quem diga que roupas trilaminadas não passam dos 8 anos de uso, pois com o tempo, apareceriam micro furos que permitiriam a entrada de água na roupa, mas há divergências sobre o assunto.

Undergarment

Para usar a roupa seca o mergulhador utiliza o undergarment, uma espécie de macacão que é vestido antes da roupa seca. O undergarment é o responsável pelo aquecimento do mergulhador, enquanto que a roupa seca faz o papel de isolamento dele com a água.

Antigamente dizíamos que um undergarment mais grosso mantinha o mergulhador mais aquecido, porque isolava mais do contato com a água, mas isso mudou com a utilização de novas matérias primas na confecção dos undergarments, pois os antigos modelos eram praticamente “edredons” usados em cama. Extremamente grossos e que diminuíam a mobilidade do mergulhador.

Atualmente as marcas de primeira linha utilizam o Thinsulate, uma espécie de manta térmica que evita a perda ou ganho de temperatura. Fabricado pela multinacional 3M e de origem estrangeira, o Thinsulate é um material com excelente isolamento térmico disponível no mercado, possuindo diferentes modelos e gramaturas, onde quanto maior for a gramatura, maior o isolamento térmico.

Undergarment DUI XM 450

De alguns anos pra cá passei a usar a roupa seca mesmo nos mergulhos mais simples, conforme o local e circunstância. Não gosto de passar um mínimo de frio, pois acho que o mergulho precisar ser prazeroso, e conversando com o distribuidor, mencionei sobre o frio que andei passando em alguns mergulhos (seria a velhice ?), e fui apresentado ao undergarment XM450 fabricado em San Diego, nos Estados Unidos pela DUI.

Esse undergarment é tido como um dos “tops” da marca, sendo recomendado para o mergulho em águas com até -2°C de temperatura, ou seja, mergulho no gelo.

O XM450 é fabricado com Thinsulate Ultra Insulation de 400 gramas, com acabamento em Polartec PowerStrech Pro de 560 gramas, um tipo de Polartec muito flexível.

Esse undergarment possui revestimento exterior resistente ao vento, usa ripstop técnico e  forro de lã para o calor, além de possuir um tratamento antimicrobiano.

No final acabei adquirindo uma unidade e não via a hora de usá-lo, mas pra isso, precisa testá-lo em águas mais frias. O inverno chegou e surgiu uma oportunidade, pois a temperatura da água estava na casa dos 19°C no fundo. Longe de um frio polar, mas já daria para ter uma ideia da performance do produto em si.

O XM450 possui um acabamento impecável, extrema maciez, e percebe-se que o fabricante se preocupou em realizar um acabamento que permitisse a movimentação dos membros do corpo do mergulhador.

Ele possui três bolsos, sendo um na altura do peito e dois na cintura. Isso é muito interessante, pois frequentemente queremos guardar algo como chaves do carro e telefone celular. Quando mergulhávamos na Pedreira de Sorocaba e não tínhamos onde deixar as chaves do carro em segurança, as chaves eram levadas conosco dentro da roupa seca, e com esses bolsos no undergarmet fica tudo mais fácil.

Foto: DUI

Usando o undergarment

A colocação é feita com facilidade, não sendo necessária ajuda de terceiros. Usei o undergarment com a roupa seca de outro fabricante, e também sem problemas. Vale ressaltar, que a minha roupa seca possui bota integrada, e a bota do undergarment da linha XM450 (vendida avulsa) não é compatível com qualquer roupa que não seja da DUI.

Iniciando o mergulho com configuração sidemount, tive certa dificuldade no início para descer e recomendaria a colocação de mais lastro, porém no fundo, tudo ficou extremamente agradável. O undergarment comprimiu em razão da pressão externa à roupa seca, o que melhorou ainda mais a mobilidade e os movimentos.

Passei um bom tempo aos 32m de profundidade no chamado Parcel das Âncoras na Laje de Santos e depois no naufrágio Moréia (22m), e nada de frio. A sensação era a mesma de estar mergulhando nas águas quentes do Caribe. Um conforto memorável.

Foi um mergulho relativamente longo, descompressivo e sem frio algum. A temperatura se manteve agradável o tempo todo. Nem calor nem frio.

Retornando à embarcação e retirando a roupa seca, notei que meus pés estavam bem encharcados, como se a roupa estivesse alagada. Posteriormente realizei alguns testes só com a roupa seca e não foram encontrados pontos de vazamento. Realizei outros dois mergulhos usando meu undergarment antigo e que é mais fino, e retornei completamente seco, comprovando que a roupa seca não possuía vazamentos.

Cheguei a conclusão que o líquido nos pés era puro acúmulo de suor. Um detalhe me chamou a atenção… Pela primeira vez não tive a menor vontade em urinar no mergulho, mesmo após o regresso até a base de operações, e acredito que o isolamento provido pelo XM450 é tão grande, que o mergulhador chega a perder muito líquido pelo suor.

Sem dúvida o XM450 é um excelente produto e atende muito bem ao propósito. Seu custo não é elevado, e pela qualidade, é um produto recomendável e principalmente se você realiza mergulhos longos e com água fria.

Esse undergarment é distribuído no Brasil pela SeaSub, podendo ser encontrado nas principais lojas do mercado.

Agradecimentos a operadora Orion Diver, pela colaboração para a realização desse review.

Clecio Mayrink

Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em 1987 pela CMAS e realizou Dive Master em 1990 pela PADI. Hoje é mergulhador Técnico Trimix (Mergulho Profundo) e de cavernas (Technical Cave Diver e Advanced Cave Side Mount / No Mount).

Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008, idealizador do site Brasil Mergulho em 1998 (MTB 0081769/SP) e atuou como consultor para a ONU, UNESCO, Segurança Pública, além de diversos órgãos públicos no Brasil.