Verão se aproxima – Hora de fazer manutenção nos equipamentos

Apesar do título acima, o ideal é estar com a manutenção de nossos equipamentos em dia, pois além de trazer mais segurança ao mergulhador, diminui as possibilidades de uma surpresa desagradável na hora desequipar para o mergulho.

Imagine viajar por horas e na hora H e em cima do ponto de mergulho, todos caírem na água e você não poder descer, porque seu regulador está com problemas de vazamento e não há um reserva disponível…

Hoje no Brasil, existem diversas operadoras que executam os serviços de manutenção de equipamentos, bastando o mergulhador deixar seus equipamentos nas mesmas, para que ele abertos, limpo e se necessário, recebendo a reposição de peças que demonstrem um desgaste natural.

Em geral, a manutenção de equipamentos não é um bicho de sete cabeças, no entanto, é altamente recomendável que esta seja realizada por um profissional do mercado, pois além do conhecimento na área, este detém todas as ferramentas necessárias para tal.

Alguns equipamentos de mergulho são abertos com ferramentas especiais e que são desenvolvidas e vendidas somente aos técnicos em manutenção de equipamentos certificados pelos fabricantes, tornando o processo mais seguro e sem riscos.

Segundo o especialista em equipamentos, André Neira do centro técnico Subtec, 95% dos problemas apresentados na hora de mergulhar, estão relacionados diretamente com a falta de manutenção do equipamento de mergulho, onde o problema poderia ter sido sanado pela preventiva manutenção anual.

Durante o verão, muitos mergulhadores voltam a cair na água e enviam seus equipamentos as empresas especializadas, porém, devido ao grande volume, a entrega do equipamento muitas vezes pode ser demorada, face a quantidade de equipamentos a serem verificados.

Segundo André, o mergulhador deve antecipar o período do verão, para que possa receber seu equipamento de forma mais rápida.

Além disso, sendo necessário a reposição de alguma peça do equipamento devido ao desgaste natural, o distribuidor poderá não ter a peça à disposição, necessitando a importação da mesma em alguns casos, o que dificulta ainda mais o retorno do equipamento já limpo e com a manutenção em dia ao mergulhador.

Os equipamentos de mergulho são resistentes e testados em condições extremas para que possam levar toda a segurança aos mergulhadores, porém, assim como nossos veículos, eles também requerem uma inspeção anual para que consigamos prever possíveis problemas, o que certamente evita um transtorno na hora de mergulhar.

Levando-se em conta que um mergulhador utiliza diversos equipamentos, é de grande valia, estar com a manutenção dos equipamentos em dia. O custo para isso não é alto e trará a tranquilidade e segurança ao mergulhador na hora de cair na água.

Clecio Mayrink
Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em 1987 pela CMAS e realizou Dive Master em 1990 pela PADI. Hoje é mergulhador Técnico Trimix (Mergulho Profundo) e de cavernas (Technical Cave Diver e Advanced Cave Side Mount / No Mount). É juiz internacional de apneia pela AIDA e foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008. Foi o idealizador do site Brasil Mergulho criado em 1998 (MTB 0081769/SP), atuou como consultor para a ONU, UNESCO, além de diversos órgãos públicos no Brasil.