Voltando ao naufrágio Wakama

Mergulhar no Wakama é algo que mexe com nossa imaginação. Realmente é um mergulho especial, não só pelo fato de se estar mergulhando em um local que poucos tiveram o privilégio de visitar como também pelo fato de se imaginar um “Caçador de Tesouros”.

Particularmente, minha maior emoção se dá ao fato de conseguir um dia, de uma maneira ou de outra comprovar historicamente o verdadeiro papel de participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial.

Inicialmente pode parecer sem valor aos dias atuais, mas mudaria a maneira de como a história foi passada aos livros escolares.

preparacao-mergulho1Infelizmente no Brasil, registros ainda não são abertos ao público alegando-se informações confidenciais, e com isso, a história se perde em detrimento de muitos e favorecimento de poucos. É impossível acessar determinados fatos históricos

O naufrágio Wakama está interligado historicamente ao naufrágio do submarino alemão U-199 e de vários outras embarcações afundadas na mesma época em águas brasileiras.

Não seria espetacular podermos realmente saber o que houve ?   A Nossa História  ! Quem somos !   Quem tirou proveito e enriqueceu com isso contrariamente a opinião popular da época ?

Perguntas, tenho várias a fazer para chegar a verdade, mas ninguém se dispõe a respondê-las. Hoje, tenho provas de que o Wakama foi alvo de artilharia, porém a história diz que não.

Diante de tantas perguntas para a época, me pergunto ainda hoje porque o Governo do Brasil permitiu que uma operação de resgate fosse feita pela Alemanha em 1978. Que acordos foram feitos ?   O que se foi apagado da história ?   Que tesouro realmente o Wakama carregava ?

Sabe-se hoje que a operação de resgate da carga custou U$ 1.500.000.00 certamente isso evidencia que algo de muito mais precioso constava em sua carga do que o manifesto de carga original.

Mas vamos ao mergulho, interessados em continuar este longo papo podem me procurar pessoalmente.

Embora já venha a mergulhar no Wakama desde 1979 e já tendo levado vários grandes amigos a conhecer este naufrágio, confesso que desta vez me senti honrado em apresentar o Wakama a um grupo de mergulhadores especiais: Lelis, Doc, Conti, Massud, Abah, Sérgio e Tessarollo. Que hoje, devidamente credenciados, puderam desfrutar das vantagens de se mergulhar com Trimix, Rebreather e todo o equipamento técnico que se faz necessário para este tipo de mergulho.

preparacao-mergulho2Que prazer me dá ver a evolução que o mergulho passou de 1979 para cá !

O mergulho

Recomenda-se o uso de Trimix para este mergulho, pois devido a profundidade, a narcose se fará presente.

Fora isto, todos que pretendem visitar este naufrágio devem estar devidamente credenciados ao nível do mergulho, assim como, estarem treinados para as adversidades que por lá irão encontrar.

O naufrágio ocorrera no dia 12/02/1940, possuía 112m de comprimento e 15m de boca. Está a uma profundidade de 42m e chegando aos 50m.

Sua tripulação ateou fogo no convés e alagaram seus porões visando o afundamento do navio para evitar que sua carga fosse confiscada pelo cruzador Inglês Dorsetshire, que havia interceptado o Wakama tentando furar o bloqueio internacional durante a Segunda Guerra Mundial. Toda a tripulação foi resgatada e levada para África do Sul como prisioneiros de guerra. Na época, a imprensa brasileira foi proibida de colher informações dos tripulantes.

Como carga, levava em seus porões: café, linhaça, níquel, fumo, cristais de rocha, ouro, pedras preciosas, gordura vegetal, cereais, couro, algodão, óleo mineral e minério de ferro.

O naufrágio em si encontra-se desmantelado, com uma única penetração (+/-) 15m de comprimento com entrada e saída. É difícil a compreensão da localização das estruturas, pois o navio foi completamente remexido por garras de guincho do navio de resgate Tauros.

A profundidade média para se fazer o mergulho é de 45m e aos 50 metros não se tem muito o que ser feito, e onde encontramos uma fina camada de lama, areia e carvão mineral espalhado.

Condições normalmente encontradas durante o mergulho

0m a 15m – 20m visibilidade / 21°C temperatura
15m a 25m – 10m visibilidade / 18°C temperatura
25m a 30m – 06m visibilidade / 16°C temperatura
30m a 50m – 03m visibilidade / 14°C temperatura

Wakama-MuseuCuriosidades

Consta que o Wakama carregava o maior Cristal de Rocha até hoje encontrado (150 Kg) e que também carregava pedras preciosas. Praticamente toda a carga foi resgatada pelo navio Tauros em 1978 em uma das mais espetaculares operação na época. Imaginem o quanto valia então a carga resgatada.

Porém, conta a lenda que não foi encontrado um dos cofres e que em parte do eixo de hélice ainda há uma bolsa de diamantes.

Paulo Dias
Paulo Dias mergulha a mais de 20 anos, é Instrutor Silver PDIC (#11332) e Isntrutor PADI #1569264, formando um número superior a 500 mergulhadores. Foi o primeiro mergulhador a utilizar Trimix no mergulho recreativo e sua escola foi a primeira a trabalhar com Nitrox e Trimix no Brasil. Possui também certificação TDI como Advanced Nitrox Diver e Extended Range Diver. Tem como hobby, a pesquisa de naufrágios e a prática de hipismo. É integrante do grupo Wreckfinder, grupo voltado a pesquisa e busca de naufrágios na costa brasileira.