Zíper Seco: Metal ou Plástico ?

Atualmente encontramos nas roupas semi-secas e secas, o zíper seco fabricado em metal ProSeal da YKK ou em plástico, como os MasterSeal da TiZip.

Mas qual deles é o melhor ?

Segundo um dos maiores fabricantes de equipamentos de mergulho dos Estados Unidos, o zíper de metal da YKK demonstrou ser mais confiável, menos propenso a problemas e recomendado para mergulhadores mais exigentes e profissionais do mercado. O zíper seco de plástico, apresenta mais problemas, como pequenos vazamentos, mesmo com pouco uso.

Quando falamos em roupa semi-seca, o problema é menor, mas quando nos referimos a roupa seca, um pequeno vazamento é inadmissível.

Alguns estes foram realizados em laboratório e os resultados foram esses:

Zíper de metal da YKK (Estados Unidos)

Prós

  • Não houve alterações em sua estrutura;
  • Maior resistência à ruptura;
  • Quando lubrificado corretamente, o zíper dura mais ciclos de fechamento e abertura.

Contras

  • Esfacelamento da fita costurada na roupa;
  • Rígido e não contorna o corpo do mergulhador, devido a rigidez;
  • Se não for lubrificado, o zíper terá uma durabilidade inferior;
  • Os dentes do zíper podem ser danificados, caso ele seja dobrado ou faça curvas apertadas;
  • Deixa a roupa com dimensão maior, quando dobrada.

 

Zíper de Plástico MasterSeal da TiZip (Alemanha)

Prós

  • Flexível e com melhor conformidade com o corpo do mergulhador;
  • Confortável e flexível com movimento;
  • Mais fácil de limpar e requer menos manutenção;
  • Fechamento e abertura mais fácil e com menos esforço;
  • Não é necessário lubrificar os dentes do zíper.

 

Contras

  • Menor duração que o zíper metálico;
  • Havendo um espaço superior a 1mm entre o deslizador e o batente inferior, resultará em vazamento;
  • No caso de algum impacto, ele facilmente vai abrir e permitir a entrada de água na roupa;
  • O zíper pode descarrilar facilmente, sendo necessária a intervenção de um técnico;
  • Havendo falha na lubrificação da área do encaixe de fechamento final, resultará em um vazamento na roupa.
Clecio Mayrink

Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em 1987 pela CMAS e realizou Dive Master em 1990 pela PADI. Hoje é mergulhador Técnico Trimix (Mergulho Profundo) e de cavernas (Technical Cave Diver e Advanced Cave Side Mount / No Mount).

Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008, idealizador do site Brasil Mergulho em 1998 (MTB 0081769/SP) e atuou como consultor para a ONU, UNESCO, Segurança Pública, além de diversos órgãos públicos no Brasil.