Hero 6 – Outra decepção da GoPro

A cada lançamento, os usuários da câmera GoPro esperam melhorias na qualidade na imagem e no áudio, mas parece que a GoPro não anda se preocupando tanto com isso.

Muitos usuários andam reclamando tanto da câmera, que a empresa baixo em US$ 100 o valor final do produto câmera nos Estados Unidos, devido à perda de usuários e a grande concorrência com o lançamento de excelentes câmeras com um custo bem inferior.

A última câmera lançada da GoPro, a Hero 6, acabou sendo uma grande decepção para muitos que ainda apostavam que a empresa iria corrigir antigas falhas que motivavam muitas reclamações.

Problemas do novo modelo

Apesar das edições anteriores, a GoPro 6 continua com o mesmo problema na qualidade do áudio. Um som de baixa qualidade e inutilizável para quem deseja gravar vídeos com qualidade mais alta, como o 4K, por exemplo.

O novo modelo possui uma configuração de “compensação de vento”, que faz um ajuste para diminuir o efeito causado pelo vento no microfone da câmera, e na prática, piora ainda mais a qualidade do som, deixando a voz das pessoas aumentarem repentinamente, deixando estourar o som.

A melhor solução para o áudio, seria a utilização de um microfone externo, mas o grande problema é que tanto a Hero 5 como a 6, necessitam de um adaptador que custa mais de US$ 50 nos Estados Unidos, deixando o produto ainda mais caro.

Outro ponto, é que segundo o fabricante, a Hero 6 é estanque até os 10m de profundidade, e acreditem, muitos usuários estão reclamando que o botão de captura de fotos / vídeo anda travando aos 6m de profundidade, além de vários relatos de pessoas com câmeras entrando água e dando perda total do produto.

A GoPro nega ter ciência desses problemas e oferece a substituição da câmera obrigando ao proprietário a pagar uma taxa em dólar, que no caso dos brasileiros, sairia tão caro que não vale à pena, pois fatalmente quando enviarem o produto ao Brasil, ele seria tributado pela Receita Federal.

Se o usuário optar pelo uso da caixa estanque dela, ele esbarra na falta de locais para a compra. Os usuários estão tendo dificuldades para encontrar o produto para a compra, que tem um custo adicional em torno de US$ 50 nos Estados Unidos, aumentando ainda mais o valor final.

E por último, o número de reclamações de câmeras travando repentinamente são grandes. O usuário acaba sendo obrigando a ter que tirar a bateria da câmera para destravá-la. Agora imagine se isso ocorrer embaixo d’água ?

Certamente você não teria imagens do mergulho.

Diante de tantas opções de câmeras concorrentes, tendo também pequenas dimensões e com um custo melhor, será que realmente está valendo à pena comprar uma GoPro ?

Por:
Redação

Se você possui algum conteúdo relacionado ao mergulho e acha que pode ser interessante dividir com outros mergulhadores ?

Clique aqui e entre em contato conosco para o conteúdo para a maior revista eletrônica sobre mergulho do Brasil, com acesso gratuito aos mergulhadores.