Manômetros: Abrindo corretamente a torneira e evitando acidentes

Infelizmente alguns instrutores de mergulho acabam esquecendo de comentar com seus alunos de curso básico, sobre um detalhe na hora de abrir a torneira do cilindro de mergulho e o posicionamento do manômetro.

O manômetro em si, é um equipamento fabricado para medir a alta pressão proveniente dos cilindros de mergulho, mas sabe-se que apesar de raríssimos, já ocorreram alguns problemas / acidentes no momento em que as torneira são abertas e o gás sob alta pressão alcança o manômetro.

Basicamente dois tipos de problemas podem ocorrer durante a abertura da torneira

  • Estouro da mangueira
  • Estouro do vidro

O estouro da mangueira pode ocorrer devido ao ressecamento da mesma devido ao uso prolongado, exposição ao sol, e principalmente, pela validade vencida do produto. A probabilidade desse tipo de acidente é muito baixa, mas existe.

Quanto ao estouro do vidro do indicador do manômetro, este sim poderá causar lesões ao mergulhador desatento, pois o vidro poderá saltar em direção ao seu rosto, devido à força da alta pressão do cilindro.

Isso pode ocorrer devido algum tipo de problema de fabricação ou baixa qualidade do material utilizado pelo fabricante.

Para evitar esse tipo de problema, o mergulhador deve abrir a torneira do cilindro de mergulho com uma das mãos, e com a outra, segurar o manômetro com o vidro virado para o chão, pois caso ele venha se soltar do corpo metálico, será lançado para o chão e não contra o corpo do mergulhador.

Parte interna que saltou do manômetro – Foto: Carlos Momoli

Sabemos que esses problemas sãos raros, e em mais de 30 anos de mergulho nunca presenciei tal fato, mas se o risco existe, devemos seguir o protocolo e eliminar qualquer possibilidade de acidentes desnecessários.

Meu amigo e instrutor de mergulho Carlos Momoli passou recentemente por uma situação onde o vidro do manômetro saltou inesperadamente, e nada ocorreu, porque seguia o protocolo de abrir a torneira segurando o manômetro virado para baixo.

Por:

Clecio Mayrink
Editor - Brasil Mergulho

Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em apneia em 1983 e autônomo em 1986 pela CMAS, participando da primeira turma da PADI no Rio de Janeiro em 1990. É mergulhador Técnico Trimix, Technical Cave Diver, Advanced Cave Sidemount / No Mount IANTD, possuindo mais de 30 anos de experiência em mergulho, fotografia e vídeo subaquático.

Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008, sendo o idealizador do portal Brasil Mergulho criado em 1998 (MTB 0081769/SP) e responsável pelo tema Mergulho no 1° Atlas dos Esportes do Ministérios dos Esportes.

Atuou na produção de diversas matérias e documentários no Brasil e no exterior, sendo uma referência para a mídia, órgãos públicos e diversas entidades internacionais como a ONU e UNESCO, quando o assunto é naufrágio.

Veja também:

Sidemount – Manômetro para frente ou para trás ?

Esse tipo de configuração sofreu diversas mudanças nos últimos anos, mas sempre há possibilidades em melhorias e adequações para cada caso.

Mergulhador abandona equipamento após concha engolir seu console

Enquanto realizava um trabalho de manutenção, um mergulhador não percebeu que uma grande concha nas proximidades, havia retido seu console.

Mergulho na História – Torneira com reserva, já ouviu falar ?

No passado elas eram peças fundamentais na segurança do mergulhador, e felizmente caíram em desuso com o advento do manômetro de imersão.

Manômetros, Mangueiras e suas medidas

Equipamentos imprescindíveis ao mergulhador, requerem total atenção na manutenção e suas medidas para um mergulho seguro e confortável.