“Estou estarrecido”, disse o proprietário e operador Glen Fritzler da Truth Aquatics Inc. numa entrevista por telefone a rede de TV americana Spectrum News 1.

“Havia muitas pessoas naquele barco e que conhecia pessoalmente, pessoas com quem eu lidava há décadas”.

“Em todos os anos em que estive neste ramo, nunca vi ou ouvi algo assim. É uma tragédia completa. É horrível”.

Ele disse que a empresa encerrará as operações por algumas semanas por respeito às famílias envolvidas.

O que você quer que o público saiba ?

Quero que as pessoas saibam que existem duas entradas na área de descanso: uma entrada principal e uma porta de emergência. Quero que as pessoas saibam que o salão em que as pessoas entram no barco para acessar essa área de descanso possuía uma porta larga e aberta, não havia portas trancadas em nenhum lugar.

Perdemos um tripulante que estava embaixo do convés dormindo com os passageiros, e acabou falecendo como os demais. A única razão pela qual os demais integrantes da tripulação sobreviveram, é que eles estavam no convés superior e antes das chamas chegaram lá, eles tiveram a chance de saltar para escapar do barco. Quero que todos saibam que esses tripulantes nadaram até a popa do barco e que não conseguiram acessar nenhuma das mangueiras de incêndio porque estavam engolidas pelas chamas.

Muitas pessoas entenderam que as ligações foram feitas de fora do barco. Elas foram feitas no bote ou na casa do leme ?

As ligações foram feitas de dentro da sala de comando por um dos tripulantes. Foram duas ligações, onde na segunda é possível ouvir “Eu não consigo respirar “. Nesse momento, ele teve que pular do barco. Os outros tripulantes já haviam pulado no mar. O capitão foi o último a deixar o barco chorando para a rádio da Guarda Costeira.

O que você acha das especulações sobre o socorro aos passageiros ?

Eles fizeram todo o possível para ajudar, mas as chamas se espalharam rapidamente. Essa é a investigação. Ninguém sabe como esse fogo se espalhou e o como iniciou. A investigação tem que continuar. Também devemos lembrar que este barco está em operação desde 1981. Milhares de pessoas passaram por esse barco durante esse período e sem incidentes de incêndio.

É surpreendente para você que tantas pessoas não tenham conseguido sair ? Quero dizer, um incêndio pode se espalhar tão rapidamente em um barco que não haveria tempo para que alguém conseguisse deixar essa área de beliche ?

Sim para ambos. Estou absolutamente perplexo, e a única coisa que posso acreditar é que as pessoas se sufocaram rapidamente. Acho que a fumaça estava subindo”.

Você falou com sua tripulação e o capitão que estava no barco? Como eles estão? Como estão se sentindo ?

Eles estão se sentindo horríveis. Tenho certeza de que é a culpa dos sobreviventes. Um de nossos tripulantes também se perdeu neste incidente e todos foram afetados psicologicamente.

Existe algum tipo de acelerador no barco ? Eu sei que os cilindros são muito inflamáveis, mas havia propano ou qualquer outra coisa que causasse esse tipo de incêndio ?

Não. No convés dos fundos, foi uma das últimas coisas a queimar; havia alguns cilindros de oxigênio que os mergulhadores usam. O restante dos cilindros de mergulho são apenas ar, ou o que chamamos de Nitrox, que é uma concentração mais alta de oxigênio na mistura do gás. É uma concentração de 32% que os mergulhadores usam, mas ainda assim é baixa a concentração de oxigênio e eles estavam no convés traseiro e foram os últimos a queimar. Quanto ao acelerador dentro do barco, não há gás, não há propano, sem diesel. É tudo elétrico.

Como são treinadas são as pessoas e membros da tripulação para lidar com uma explosão ou um incêndio que se move rapidamente ?

Todos são bem treinados. Todos são marinheiros, mas infelizmente não tivemos acesso a nenhum equipamento de combate a incêndios.

Existe algum aspecto que você acredite que a empresa ou esses barcos poderiam ter ser equipados que pudesse impedir isso ?

Não. Sinceramente, não. Se fosse esse o caso, eu teria feito isso porque somos uma empresa de primeira linha e investi minha vida inteira nessa empresa, e a levo muito a sério. Tenho certeza de que, através dos registros da Guarda Costeira, ela tem o maior respeito por nossa operação e pelo que fazemos.  Tenho certeza que algo será aprendido com isso. Infelizmente, acidentes como esse, independente de ser um barco ou um avião, nos ensinam algo que novo e é um evento muito, muito infeliz. Estamos todos estarrecidos com isso. As palavras podem não transmitir essa sensação ruim pela qual estamos passando.

Fonte: Spectrum News 1

Por:

Redação

Se você possui algum conteúdo relacionado ao mergulho e acha que pode ser interessante dividir com outros mergulhadores ?

Clique aqui para entrar em contato conosco e enviar o conteúdo a principal revista eletrônica sobre mergulho do Brasil.