Entrevista: Christian Sgarbi

Residente em Niterói-RJ, é Médico e membro e fundador da CEDSU (Comissão de Evento Digital Submerso) em 2005, a primeira entidade do Brasil voltada para eventos de fotografia subaquática digital.

Iniciou cursos de mergulho em 2000 com Arduíno Colasanti, posteriormente credenciado pela CMAS em divemaster, nitrox e fotografia subaquática até 2003. Participou de eventos da Federação Brasileira ficando entre os dez melhores e desenvolveu em 2004 a primeira revista digital do Brasil especializada em fotografia submarina; a Virtual Foto Sub. Atualmente integra a ADS no Brasil na área de fotografia subaquática.

Entrevista

Afinal o que é a CEDSU ?
Essa pergunta incomoda muita gente… (risos)… A CEDSU é uma comissão integrada principalmente por mim, e os fotógrafos Ary Amarante e Laércio Horta para promover um evento chamado Digital Submerso (ou CEDSU2005 como foi conhecida este ano) destinado a criação de torneios de foto-sub digital. A entidade não tem fins lucrativos, parte do dinheiro é doada para caridade, e a principal meta é uma grande confraternização esportiva.

O que já foi visto pela comissão?
Tudo. Desde a proposta no evento e até o futuro da Foto-Sub. Posso dizer com certeza que o filme irá perecer e a tecnologia digital tomará conta, e não adianta achar que não, é apenas uma questão de tempo…

Como foi o convite para presidente da CEDSU ?
Quando comecei com a RVFS (Revista Virtual Foto-Sub que foi um sucesso com um ano de existência) sempre tive muito interesse em divulgar equipamentos digitais e acompanhar seu crescimento. Acredito que por estas matérias alguns fotógrafos que usam equipamentos digitais para foto-sub me contataram perguntando orientações de estruturar um evento como esse. Dei algumas sugestões e só, depois perguntaram se eu poderia ficar a frente do evento…

Soubemos que o evento foi um sucesso, considerado o primeiro e maior evento de foto-sub digital do país e realizado Arraial do Cabo. Pretende-se realizar outros torneios ? Qualquer pessoa poderá participar ?
Posso dizer que o evento teve uma grande repercussão de formas maiores que imaginávamos, e foi o primeiro sim, no gênero e até hoje o maior que já aconteceu. Foi realizado em outubro de 2005.

O evento é puramente amador, incentivamos qualquer pessoa que tenha equipamento de foto-sub digital para participar, não é necessário nenhum tipo de classificação. O próximo evento será em Arraial do Cabo mesmo, em abril de 2006. Mais informações poderão ser obtidas no site www.digitalsubmerso.org

É verdade que vocês enfrentaram problemas com uma entidade oficial ? Porquê ?
De forma alguma, muitos fotógrafos que participam de eventos oficiais são meus amigos e o evento da DigitalSubmerso não teve problemas quanto a isso, e alguns até participaram. Fui inclusive membro da comissão oficial.

Acontece que algumas pessoas membros da entidade oficial (apenas um ou outro) viram nossa entidade, como uma ameaça para sua “soberania”, digamos assim, por estarem ligados à uma determinada credenciadora de mergulho, e de forma até pessoal tentaram prejudicar o evento. Não posso afirmar, mas soube de uma mudança de postura que inclusive afastará membros por mal comportamento ético… Prefiro não comentar.

Sua mudança de credenciadora tem algo a haver com isso ?
Em parte, gosto da ADS e de sua filosofia por eu estar acostumado com a CMAS, mas realmente me sentia desconfortável…

Você então é o primeiro instrutor de foto-sub da ADS na América ?
Entrei em contato com o Roberto Shigematsu da ADS com a ajuda do Brasil Mergulho inclusive, e me mostrou o interesse em crescer, e desejava oferecer a ADS Brasil, uma expansão para curso de Photodive. Foi enviado um portfólio meu para o Japão com um programa de ensino em foto-sub e recentemente aprovado. Já estamos estruturando o curso e acredito que até início de 2006 estaremos com esta nova especialização da ADS implantada.

E como é será o curso de foto-sub pela ADS ?
A ADS International segue os padrões da CMAS, o “Standard” desta especialização chamada de Photo Dive no Japão, e aqui, foi desenvolvido principalmente para atender o mergulhador que deseja fotografar no Brasil. Este curso está sendo adaptado às nossas condições de mar, criaturas marinhas aqui encontradas, e até mesmo de disponibilidade de equipamentos em nosso mercado. Ou seja, um curso genuinamente brasileiro para brasileiros que desejam fotografar em nossas águas !

Este curso é baseado em fotografia digital ?
Posso garantir que o curso está sendo calcado principalmente em foto-sub digital. Terá uma parte online (www.adsfotosub.com) e um final de semana inteiramente prático com algumas projeções e aulas em piscina. Haverá saídas específicas e o aprendizado contínuo será por clínicas de fotografia onde pretendemos fazer em liveaboard em Abrolhos.

Pelo visto está tendo muito trabalho… O que acha disso ?
Fantástico ! Desde a proposta no evento e até o futuro da Foto-Sub e curso da ADS. Posso dizer que não vivo disso, mas tenho muito prazer em estar neste meio.

Tem algo a dizer às pessoas que pretendem fazer fotografia subaquática ?
Que divirtam-se bastante, pois eu me divirto !

Redação

Se você possui mais informações sobre o assunto acima, entre em contato com a nossa equipe e ajude a tornar este site ainda mais completo. Isso ajudará os mergulhadores e todos aqueles que estiverem buscando por mais informações.