Lentes de grau para máscaras de mergulho

Foto: Clécio Mayrink

Se você possui alguma deficiência visual, já pensou na possibilidade de mergulhar enxergando como se estivesse fora d´água, usando óculos ou lentes de contato ?

Essa possibilidade existe, com a colocação de lentes de grau em sua máscara de mergulho.

No passado, o mergulhador que precisava usar óculos, acabava tendo problemas para enxergar durante o mergulho, em razão da falta de algum recurso que corrigisse o grau ótico. Com o passar dos anos, um técnico especializado em ótica de precisão, desenvolveu as lentes corretivas para máscaras de mergulho, sendo hoje, a referência no mercado nacional e reconhecimento pelos profissionais do mergulho.

Lente-Grau3

Histórico

Com mais de 35 anos de tradição, a ótica Firenze, localizada em São Paulo, desenvolveu a tecnologia e processo para a colocação de lentes especiais de grau em máscaras de mergulho.

Segundo o Sr. Fernando, proprietário da ótica, só foi possível alcançar ao resultado atual, com base em seu conhecimento adquirido ao longo dos anos em grandes laboratórios de ótica, onde ele produzia lentes especiais de precisão. Todo o desenvolvimento das lentes de mergulho, acabou demandando um longo tempo no processo de análise e desenvolvimento do projeto.

“Não é simplesmente pegar uma lente de grau e colar na máscara”, diz o Sr. Fernando. Ele explica, que normalmente as lentes de grau possuem curvatura, o que impossibilita a colagem dessas lentes de grau nas lentes de vidro das máscaras de mergulho. Além disso, alguns fatores óticos também impossibilitam o uso de uma lente comum de grau.

E para quem não sabe, o uso de lentes de contato durante o mergulho, aumentam

Lente-Grau2

exponencialmente as chances do mergulhador adquirir algum tipo de bactéria e acabar tendo uma grande infecção nos olhos, não sendo recomendável o uso delas nos mergulhos, seja

em água doce ou salada, pois qualquer água terá bactérias, e estas, poderão infectar os olhos do mergulhador.

Lentes de grau para o mergulho

Tendo produzido milhares de lentes para mergulhadores em todo o Brasil, as lentes fabricadas pela ótica Firenze atendem todas as necessidades dos mergulhadores.

Elas podem conter um grau ótico para casos de miopia, hipermetropia, ou astigmatismo, e ainda serem bifocais.

Segundo Fernando Júnior, técnico especialista da ótica, o modelo ideal de máscara de mergulho com lentes de grau, são os modelos com duas lentes independentes, pois nesse caso, normalmente elas permitem a substituição das lentes de grau, caso haja alguma alteração de grau futura, evitando a necessidade de uma nova compra de máscara.

As lentes de grau para as máscaras de mergulho, são fabricadas em vidro especial, bem mais resistente aos possíveis arranhões que os modelos tradicionais de lentes, e levam em média, entre 7 e 10 dias corridos para serem produzidas e instaladas na máscara de mergulho, sendo que na maioria das vezes, não há a necessidade de desmontar a máscara, pois as lentes são colocadas utilizando-se um cola especial através de uma técnica específica.

Como adquiro as lentes ?

Primeiramente você deve entrar em contato com a ótica Firenze através dos telefones (11) 5051-1899 ou 5051-1831, para obter mais informações a respeito da sua necessidade e repassar por e-mail ( firenzesub@ig.com.br ), uma cópia da receita médica com os dados do grau, para que seja possível receber um orçamento.

Em seguida, o mergulhador faz o envio da máscara pelos Correios, recebendo sua máscara posteriormente pelo Sedex dos Correios.

Caso queira conhecer a ótica Firenze de perto, ela está localizada na Alameda dos Maracatins, 310, Moema, São Paulo.

Lente-Grau4

Clecio Mayrink
Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em 1987 pela CMAS e realizou Dive Master em 1990 pela PADI. Hoje é mergulhador Técnico Trimix (Mergulho Profundo) e de cavernas (Technical Cave Diver e Advanced Cave Side Mount / No Mount). É juiz internacional de apneia pela AIDA e foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008. Produziu documentários sobre as Bahamas, Bonaire, Galápagos e Laje de Santos, visitando mais de 30 países. Foi o idealizador do site Brasil Mergulho criado em 1998 (MTB 0081769/SP), atuou como consultor para a ONU, UNESCO, além de diversos órgãos públicos no Brasil.