Combate a espécies exóticas invasoras é reforçado

O Diário Oficial da União publica, nesta quarta-feira (13/06), a Resolução nº 7, de 29 de maio de 2018, da Comissão Nacional de Biodiversidade (Conabio), que aprova o texto revisado da Estratégia Nacional para Espécies Exóticas Invasoras e revoga a Resolução Conabio nº 165, de 21 de outubro de 2009. “As espécies exóticas invasoras estão entre as principais causas diretas de perda de biodiversidade e extinção de espécies”, informa a coordenadora-geral de Conservação de Espécies do MMA, Marília Marques Guimarães Marini.

A Estratégia Nacional tem um horizonte temporal de 12 anos e busca orientar a implementação de medidas para evitar a introdução e a dispersão, além de reduzir o impacto de espécies exóticas invasoras sobre a biodiversidade brasileira e serviços ecossistêmicos. Além de controlar ou erradicar espécies exóticas invasoras.

A revisão foi realizada pelo Ministério do Meio Ambiente, em conjunto com o Ibama e o ICMBio, tendo em vista a necessidade de atualização da Estratégia Nacional sobre Espécies Exóticas Invasoras como forma de alavancar a sua implementação. Outra medida foi a reativação da Câmara Técnica sobre Espécies Exóticas Invasoras no âmbito da Conabio, com a revisão de sua composição e atribuições.

A implementação será por meio do Plano de Implementação da Estratégia Nacional para Espécies Exóticas Invasoras que terá o objetivo de proporcionar o atingimento dos objetivos e indicadores de resultados definidos na Estratégia Nacional.

De acordo com a Convenção sobre Biodiversidade (CDB), a espécie exótica invasora é aquela que ocorre fora de sua área de distribuição natural passada ou presente; inclui qualquer parte, como gametas, sementes, ovos ou propágulos que possam sobreviver e subsequentemente reproduzir-se e cuja dispersão ameaça a diversidade biológica.

Histórico

A Estratégia Nacional sobre Espécies Exóticas Invasoras foi instituída por meio da Resolução da Comissão Nacional de Biodiversidade (Conabio) nº 05, de 21 de outubro de 2009. O documento foi elaborado pela Câmara Técnica Permanente sobre Espécies Exóticas Invasoras, criada em 2006, no âmbito da Comissão.

Por: Waleska Barbosa/ Assessoria de Comunicação do MMA.

Por:

Redação

Se você possui algum conteúdo relacionado ao mergulho e acha que pode ser interessante dividir com outros mergulhadores ?

Clique aqui para entrar em contato conosco e enviar o conteúdo a principal revista eletrônica sobre mergulho do Brasil.

Veja também:

Mergulhadores realizam ação para retirar coral invasor no litoral paulista

Equipes de mergulhadores voluntários e pesquisadores, realizaram ação para retirar o Coral-Sol de algumas áreas na Laje de Santos.

Peixe Bagre se torna uma ameaça para Manatees na Flórida

Conhecido como Cat Fish na Flórida, este tipo de peixe bagre se tornou uma grande ameaça para os manatees no Estado da Flórida.

Naufrágios dos Grandes Lagos ameaçados por espécies invasoras

Pesquisadores estão preocupados com as alterações provocadas pela espécies invasoras nas estruturas dos naufrágios.

Coral-Sol se tornou uma ameaça a Laje de Santos

Pesquisadores correm contra o tempo para conter a proliferação do coral-sol no Parque Estadual da Laje de Santos, localizado a 40Km da costa.